Roteiro em Mallorca para 5 ou mais dias, com mapas

Vou começar já jogando toda minha sinceridade: 5 dias é pouco tempo em Mallorca (Maiorca, em português). O ideal para explorar a ilha como ela merece seria ter pelo menos uma semana. Mas, como eu sei que muitas vezes essa não é a realidade que temos e que, com excessão de quem mora no continente europeu, a ilha de Mallorca é visitada junto com outros destinos como Barcelona e Ibiza, decidi reunir os melhores pontos da ilha e apresentar uma opção de roteiro em Mallorca para 5 dias. Acredito que é suficiente para pegar os principais highlights e aproveitar bem.

Mulher boiando no mar azul turquesa de Mallorca

Relaxe. É pra relaxar mesmo. Você vai ter tempo suficiente para aproveitar a ilha.

Na primeira vez que visitei a ilha (que é grande, diga-se de passagem) eu fiquei bem perdida sem saber o que priorizar e só aprendi como melhor explora-la quando já estava lá. Eram tantas dicas e opiniões diferentes sobre as praias, as cidades e os passeios que foi difícil escolher.

Primeiro passo: alugue um carro

A dica essencial para aproveitar bem o seu tempo em Maiorca é alugar um carro. É possível, mas extremamente mais complicado e demorado explorar a ilha de transporte público. Nós conseguimos alugar um carro para 4 dias por 60 euros na Rental Cars, preço bem justo e quase igual ao do ônibus se você vai para mais de uma praia (principalmente se você está em duas ou mais pessoas).

Foto de um espelho de carro. Refletido nele, um mar com um barco e uma estrada sinuosa.

O segredo para conseguir esse preço foi tirar o seguro, e ao invés disso fazer um depósito de 600 euros que depois de entregue o carro me foi reembolsado. Sei que é uma opção complicada para alguns, porque além do gordo depósito você corre um certo risco e precisa ser bem cuidadoso para que nada aconteça com o carro. Pra gente valeu a pena. Com o seguro, o carro ficaria 60 euros mais caro para os 4 dias.

Nós alugamos pela OK, uma empresa local. Mas, para conseguir a melhor cotação, veja a comparação de locadoras de carro pela Rental Cars e escolha a condição que mais te agrada. Eu sempre fiz minhas reservas por lá e nunca tive problema (Amém!).

Estruturando um roteiro em Mallorca para 5 ou mais dias

Se eu tivesse que indicar para um amigo o que fazer tendo 5 dias em Mallorca, essas seriam as minhas dicas pessoais. Em tempo: essa é uma história verídica, pois enviei esse relato a uma amiga e foi por isso que decidi escrever esse roteiro.

Pra facilitar, dividi os passeios principais em cinco regiões, cada uma fica em um ponto diferente da ilha. Cada grupo de região necessita de um dia exclusivo para que seja explorado bem. Será um intensivão de passeios para aproveitar bem as praias e vilas.

As cidades mencionadas no título são as maiores daquela região, e foram escolhidas apenas como pontos de referência para indicar a região da qual estou falando. Eu mesma não parei em muita delas, e a parada é opcional (a não ser em Palma de Mallorca, cidade que sugerimos parar e montar a sua base para dormir).

Vamos a elas:

1-Região em torno de Santanyí, no sul da ilha
2-Região em torno de Polença, e a península no norte da ilha
3-Região em torno de Sóller, um porto charmoso e uma estrada mais ainda
4-Região em torno de Palma, a capital de Maiorca
5-Região em torno de Capdepera, uma região com outro visual

Todos esses pontos estão a mais ou menos 1 hora de carro a partir de Palma, com pequenas variações como Sóller que está a 45 minutos e Capdepera que está a 1 hora e 15 minutos da capital. Com o carro é fácil ir de um canto ao outro da ilha e as estradas principais que cortam a ilha são bem boas.

Vamos aos passeios que eu considero imperdíveis em cada região de Maiorca:

1- Região de Santanyí

Praias praticamente intocadas, com características exuberantes e águas de outro mundo. O roteiro de hoje te fará se sentir como um aventureiro explorador que descobre lugares incríveis e inóspitos (mesmo que isso não seja necessariamente verdade, já que os lugares tem uma certa estrutura e você não precisa ser nenhum Indiana Jones para chegar lá).

Caló des Moro e S’Almunia

Imperdíveis! São, para mim, as praias mais bonitas de Mallorca e as minhas preferidas. A primeira porque é um absurdo a cor da água e o quanto ela é intocada (tanto é que é a praia com o acesso mais complicado). E a segunda porque tem um visual lindo, como se fosse uma baía protegida por pedras baixas, deixando o mar super convidativo para banho.

Calo des Moro, uma das praias mais bonitas de Maiorca!

Uma das praias mais bonitas de Maiorca!

Em uma parada de carro você consegue conhecer as duas praias, e para chegar em Caló des Moro você precisa passar por S’Almunia então é praticamente um combo “vá para uma e visite duas”. Mas para chegar lá, preste atenção nessas dicas.

S’Almunia em Maiorca

Como chegar em Caló des Moro e S’Almunia? Coloque Caló des Moro no google maps ou gps e vá até la. Chegando você vai ver que o acesso é restrito para residentes no final do trajeto, então você terá que parar seu carro na região da rua de nome Camí de Cala Llombards e depois andar por 15 minutos (em média 1 km até o ponto indicado no mapa). Chegando você vai ver um caminho de terra, vá até ele apenas para ver a vista lá de cima que é linda, mas depois volte para a rua e siga até o final, em direção a praia de S’Almunia. Desca todas as escadas até S’Almunia e depois vire a esquerda e contorne a praia, seguindo a trilha. DE lá você chegará no topo de Calo des Moro e desccerá um pouco pelas pedras para finalmente chegar a praia. Parece mais difícil do que realmente é. É cansativo? Um pouco. Mas a vista e as distrações do caminho fazem com que o tempo passe rapidinho.

Parque Natural de Mondragó

Uma reserva natural que tem três belíssimas praias: Playa Mondragó, S’Amarador, e Caló des Burgit. Continuam com uma pegada natural e de praia intocada por estarem dentro de uma reserva, mas ao mesmo tempo tem uma ótima estrutura de estacionamento (em Mondragó e S’Amarador), banheiros, bares e restaurantes (Mondragó).

Chegando a Caló des Burgit, no Parque Mondragó, em um dia nublado.

É possível ir de uma praia a outra a pé, então a dica é parar o carro em S’Amarador, que é uma praia em um dos cantos e tem o estacionamento menos concorrido, e de lá caminhar por uma trilha fácil nas pedras até Mondragó e depois Des Burget.

Es Trenc

Uma praia mais larga com uma faixa de areia maior, areia fininha e branca, e água super transparente. Ideal para quem quer pegar praia, deitar na areia para tomar sol ou curtir um marzão. O ponto negativo? Está perto de uma cidade popular entre os turistas (Colonia de Sant Jordi) e o acesso é super fácil, então ela fica bem lotada depois das 10h na alta temporada; e o estacionamento é caro se comparado com as outras praias da ilha (7 euros).

Es Trenc. Praia de areia fina e ranca e mar transparente azul turquesa

Esses são os três passeios da região que mais rcomendamos para quem tem pouco tempo (e nessa ordem que escrevi). Para quem tem mais dias, confira também a Cala d’Or, Cala Pi e o passeio de barco de Colonia de Sant Jordi até a ilha de Cabrera.

2- Região de Polença

Prepare-se para mais um dia com visuais incríveis. A península de Fomentor no norte da ilha é unanimidade quando falamos de passeios indispensáveis em Maiorca.

Cala Molins e Cala Carbo

A Cala Molins eu vi apenas de passagem, não parei para nadar ou pegar praia, mesmo ela tendo uma boa estrutura. Agora a Cala Carbo foi uma surpresa total. Ela fica bem pertinho de Cala Molins, uma curva de carro e 300 metros a frente já estará la. Chegamos cedo e não tinha quase ninguém, apenas duas meninas nadando. Confesso que a praia é complicada demais para tomar sol e curtir porque ela é toda de pedrinhas e pedronas, mas paramos para um mergulho e foi é incrível nadar nela. Fomos em um dia de sol e a água estava absurdamente límpida, por isso me marcou bastante. Mergulhamos por um bom tempo e depois seguimos viagem.

Praia de Cala Carbo, em Maiorca

Cala Carbo

Platja de Fomentor

Se você pesquisou alguma coisa sobre Maiorca, com certeza já ouviu alguém indicando a praia de Fomentor. Uma praia bem famosa, que é larga, tem uma aguá bonita, mas uma faixa de areia minuscula. Como o espaço útil para os “praieiros” é em torno de 10 metros depois do mar, eles fizeram um espaco extra além da areia, um espaço em um nível mais alto e com um chão terroso e com árvores. O espaço é bacana para um picnic e até mesmo para tomar sol. O bom dar árvores é que elas fazem uma sombra gostosa, mas você continua com uma bela vista do mar.

A praia tem uma boa estrutura e três estacionamentos, cada um com um preço diferente cobrado por minuto. Vimos por 0,04; 0,05 e 0,07 centavos de euro para o minuto. Paramos em um logo a frente da praia que custou 0,05 centavos por minuto.

Cap de Formentor

Está ai uma outra surpresa no roteiro. Vi muitas indicações boas a respeito desse passeio, mas assumo que achei que ia ser meio furada. Saindo da Praia de Formentor decidi de última hora ir até lá, só para não ficar com peso na consciência, e fui supreendida. Adorei!

Vista deslumbrante do farol de Formentor em Maiorca

Vista deslumbrante do farol de Formentor em Maiorca

O Cap de Formentor é um farol na pontinha da península, a 15 minutos da praia de mesmo nome. De lá a vista é linda, mas o que vale mesmo é o caminho. E olha, o caminho é muito louco! Uma estrada cheia de curvas e vistas deslumbrantes. Confesso que fiquei com um certo medinho da estrada em alguns momentos, mas nessas horas era só ir dirigir devagar que ficava tudo bem.

Um farol ao fundo e uma estrada em curvas que leva a ele. Cap de Formentor em Maiorca.

Caminho sinuoso para chegar no farol.

Nesse caminho você consegue ver uma praia linda que chama Figueira. Paramos o carro com a intenção de descer até até a praia, mas a trilha era muito íngreme, o calor estava infernal e acabamos parando no meio do caminho quando sentimos que chegamos em um ponto bom com vista boa da praia e que até rendeu boas fotos. Acho que vale a pena se você quer um mar mais exclusivo no meio do agito da alta temporada, quer a aventura de descer e depois subir uma trilha chatinha de terra e pedras, e não liga para praia de pedras. Do mais, acho que vale aproveitar a vista do meio da estrada e a foto com a praia vista do alto.

3- Região de Sóller

Outro roteiro que é um marco para quem visita a ilha. Nessa região estão praias lindas, bons restaurantes, um hotel dos sonhos, cidades fofas, passeios e uma estrada de tirar o fôlego. Prepare-se para o roteiro mais puxado dos 5 dias em Mallorca.
Atualizarei as fotos dessa região até o final do ano, quando volta para Maiorca para atualizar esse roteiro.

Valdemossa

Valdemossa é um vilarejo bem bonitinho no caminho das praias, que vale uma visita. Foi aqui que nasceu Santa Catalina, por isso, na frente da maioria das casas tem uma plaquinha de cerâmica com a imagem da Santa.

Cala de Deyá e Paella no Sa Foradada

Começando já o roteiro pelas praias paradisíacas. A primeira parada é Cala de Deyá, uma praia que está bem próxima do vilarejo de Deyá e que é acessível de carro (a não ser que você tope caminhar bastante para chegar lá, pela mesma estrada do que os carros).

Se conseguir arrumar um tempo, experimente a Paella do restaurante Sa Foradada. Depois que voltei de viagem vi essa dica em diversos lugares confiáveis e estou doida para voltar, provar e falar a minha opinião sobre o lugar. Além de ter o icônico prato da culinária espanhola, o restaurante tem uma vista bem bonita.

Sóller e Port de Sóller

Chegue na cidadezinha de Sóller, passeie por lá e depois siga de trem até o Porto de Sóller. Vistas lindas te esperam por aqui, principalmente quando você sai do Sóller e vai até Sa Calobra (Torrent de Pareis), dirigindo pela Serra da Tramuntana.

Serra da Tramuntana

Patrimônio Histórico da Unesco, a Serra da Tramuntana é bonita demais de se ver. Os trechos de estrada mais famosos são de Sóller a Sa Calobra (onde fica Torrent de Pareis), e também de Platja de Formentor até o Cap de Formentor (ao norte, que estão no roteiro de Polença). Vistas incríveis e diversas curvas que chegam até a 360 graus  – sim, você sai de um ponto, da a volta e volta pra esse ponto novamente mas em outra altitude.

Torrent de Pareis

Entre as praias mais famosas de Mallorca, está Torrent de Pareis, uma pequena praia escondida entre dois imensos rochedos. Mais uma vez com águas transparentes (já ta ficando chato falar sempre isso, mas o que posso fazer quando as praias são assim mesmo?) e também com chão todo de pedrinhas, o que não agrada quem deseja pegar praia.

4- Região de Palma de Mallorca

Esse é um dia que une praias lindas com a forte história e cultura de Palma de Mallorca, uma cidade extremamente cativante e que não enjoa, mesmo sendo pequenininha.

Conhecer o centro de Palma e o Hort del Rei

Como você estará hospedado por aqui, também existe a opção de deixar para caminhar pelo centrinho da cidade durante a noite nos dias anteriores, depois de visitar as praias. Se ainda tiver pique, é uma delícia andar pelas ruazinhas de Palma ou mesmo só parar para fazer um jantar gostoso. Não deixe de passear pelos jardins do Hort del Rei e nem de andar pelo Passeig del Born e pela Carrer de Jaume II que são ruas super gostosas.

Hort del Rei, em Palma de Mallorca

Hort del Rei, em Palma de Mallorca

Catedral de Maiorca e Castelo de Bellver

Duas atrações imperdíveis em Palma. A catedral começou a ser construída no século XIII e tem uma das maiores rosetas do mundo. A foto abaixo mostra a lateral da catedral e não faz jus a toda sua beleza e pompa. Não visitamos ainda o castelo de Bellver, mas também é um dos marcos históricos da ilha.

Catedral de Palma de Mallorca

Catedral de Palma de Mallorca

Praias de Portals Vells

A trinta minutinhos de Palma tem outro conjunto de praias muitoo lindo. Chama “Portals Vells”. Eu parei o carro em El Mago (praia de naturismo de Mallorca) e a partir dai fui caminhando para todas as 3 praias da região – El Rey, El Mago e Portals Vells, e para a Cova de Portals Vells. O caminho era em trilha fácil, mas por cima de pedras em alguns momentos também.

Portals Vells em Maiorca

Portals Vells em Maiorca

Essa é uma dica boa e fácil para quem não quer dirigir para muito longe, e além do mais o passeio todo não foi demorado. Nós nadamos um pouco, fizemos as trilhas, tomamos sol e tiramos as fotos em 2 horas e meia.

Cala Comptesa e Ses Illetes

São praias lindas também, mas com um ponto negativo: são muito lotadas pois ficam pertinho de Palma e tem ônibus super fácil para ir para lá.  Não é um passeio que vale muito a pena durante a alta temporada, a não ser que a proposta seja fazer algo fácil e prático. Fica aqui como registro de mais uma opção com um mar turquesa e lindo, ótimo para quem não vai no verão ou para quem não liga para tumultos.

Para quem quer seguir a risca esse roteiro, não acho que seja viável incluir o centro de Palma, a Catedral, o Castelo, Portals Vells e MAIS essas duas praias no roteiro. O ideal seria curtir o centrinho durante as tardes e noites livres, e deixar esse dia para visitar Portals Vells, a Catedral e o Castelo de Bellver.

5- Região de Capdepera

Devo dizer que foi a região que achei mais sem graça da viagem e poderia até tirá-la do roteiro. Maaaas sei que minha opinião pode estar totalmente enviesada, pois no dia que fiz esse passeio o tempo estava nublado e chuvoso, logo o sol não batia nas águas e não causava aquele efeito “UAU”. Então, fica aqui o relato dos passeios que fiz e algumas outras dicas e sugestões de atrações que não fiz mas que agradam algumas pessoas com quem conversei.

Cala Mesquida

Esqueça tudo o que você viu até agora sobre as praias de Maiorca, a Cala Mesquida é totalmente diferente. Um mar com ondas, muita areia e pequenas dunas que até nos lembram o Nordeste do Brasil, centrinho típico de praia pequena e bar com espreguiçadeiras deliciosas para pegar praia. Experiência totalmente diferente das que aprenstei até então.

Um dia nublado na agitada Cala Mesquida

Cala Agulla e Cala Ratjada

A primeira é praia mesmo e a segunda é uma cidade, com um centrinho bem movimentado. Fui por acaso para Cala Agulla e peguei um pôr do sol lindo depois de um dia nublado. Já era tarde e a praia estava vazia, então não sei dizer com propriedade como ela é durante o dia (a cor da água ou o quanto fica lotada).

Um céu de algodão. Pôr do sol rosado em Cala Agulla, em Mallorca

Um céu de algodão em Cala Agulla

Em Cala Ratjada há restaurantes e bares em um local que é como se fosse um pier – ou uma orla- na beira de um mar transparente e de um porto pequenininho. Achei gostoso passear por aqui no final de tarde, tomar um frozen yogurt e ver as pessoas curtindo a aquele clima de centrinho de praia.

Cuevas del Drach ou Cuevas de Artá

As Cuevas del Drach são o passeio mais turístico da ilha. Já vi relatos de pessoas que amaram e pessoas que odiaram (sim, esses dois opostos mesmo). Eu não tive vontade de fazê-lo ainda, quem sabe um dia… mas amigos nossos que fizeram o passeio disseram que acharam meio furada, porque você fica 5 minutos num barquinho, vê um rápido concerto clássico lá dentro das cavernas e já sai. E que o lugar fica sempre entupido de turistas e o preço é alto.

A alternativa que nos deram foi visitar as Cuevas de Artá, um lucar aparentemente mais autêntico, contudo ainda não visitei também. Achei válido deixar esse item aqui porém, para vocês pesquisarem mais e decidirem se vale a pena ir ou não.

Colonia de Sant Pere e Farol de Capdepera

Outros dois passeios que me recomendaram mas ainda não fiz foi a ida ao vilarejo de Colonia de Sant Pere e ao farol de Capdepera. O Farol de Formentor (Cap de Formentor) sempre tinha mais comentários positivos do que o Capdepera, por isso acabamos deixando esse segundo farol para visitar depois e acabamos não indo porque ficou tarde e tínhamos que voltar para Palma para dormir. Já Colonia de Sant Pere é um vilarejo fofo, com bons restaurantes.

Considerações Finais

Para finalizar, monte o seu roteiro em Mallorca do jeito que achar melhor, e pense em uma estratégia para não cansar tanto. Já sabe que o dia de “Polença” e “Sóller” são puxados, então não faça um desses roteiros em um dia e o outro no dia seguinte.

Se o dia estiver mais chuvoso e nublado, relaxa e aproveite Palma que é uma delícia.

Se você tem mais dias na ilha, deixe seu comentário aqui nesse post que a gente pode ajudar com outras sugestões de passeios, ou a organizar com mais calma esses passeios em mais dias.

Tente sempre conhecer o que você mais quer visitar primeiro, e deixe o que você não está tão empolgado para o final. Assim, se alguma coisa ficar de fora em um dia, ela poderá ser encaixada no final da viagem, junto com (ou “ao invés de”) atrações menos importantes para você.

Mas, acima de tudo, não fique aflito tentando “ticar” todos os lugares que eu mencionei acima, e vá no seu ritmo. Curta e relaxa, afinal você foi até uma ilha paradisíaca para isso, certo? ♥

Deixe o seu comentário usando o Facebook
  1. […] deslocamentos. Fizemos um guia mastigadinho mostrando as principais opções de passeios no post: Roteiro em Mallorca para 5 dias ou mais, com mapas. A partir dele fica mais fácil entender a ilha, as regiões e passeios. […]

  2. […] de escrever o post com sugestão de roteiro em Mallorca (Maiorca, em português), percebi que ele ficou bem completo, porém longo. Para quem quer […]

Ou comente por aqui