Onde ficar em Trier (ou Tréveris), na Alemanha? Dicas de hotéis

Trier (ou Tréveris, como é chamada em Português) foi uma agradável surpresa na Alemanha. A cidade mais antiga do país tem mais história e atrativos do que eu podia imaginar, e além de tudo é muito linda! Escolher onde ficar em Trier não é uma missão difícil, basta saber quais são suas prioridades: conforto, preço ou localização. Mais abaixo falamos sobre o hotel que ficamos em Trier, mas antes vamos por partes…

Porta Nigra, cartão-postal de Trier

Em que região se hospedar em Trier?

A cidade não é muito grande e, assim como Heidelberg, você pode escolher ficar dentro do centrinho histórico ou nos arredores dele. Mas, pelas minhas pesquisas antes da viagem, descobri que os melhores hotéis estão fora do centrinho.

Para darmos referências melhores e concretas para vocês, separamos a cidade em três blocos de regiões de acordo com as propostas de seus hotéis: os com boa localização, os que tem os melhores custo-benefício e os que oferecem vistas bonitas. Veja no mapa abaixo:

1- Região da Porta Nigra

A região 1 fica perto da principal atração turística da cidade, a Porta Nigra. Bem ao redor desse marco, há varias opções de hotéis, como aqueles que estão lado-a-lado na Porta-Nigra-Platz. Além disso, existem ainda mais alternativas espalhadas por todo o entorno do trecho sinalizado. Esse é um bom lugar para quem quem estar bem localizado.

2- Região abaixo do Termas e do Anfiteatro

Essa é uma região estratégica pois você fica em uma distância pequena e caminhável do centro e, se estiver de carro, tem acesso fácil para entrar e sair da cidade. Além disso, a maioria dos hotéis possuem estacionamento, o que é uma bela vantagem para quem está fazendo uma roadtrip pela Alemanha. Região com um ótimo custo-benefício. Foi aqui que nós ficamos, no Vienna House Easy Trier.

3- Margens do rio Moselle

Outra alternativa, ótima para quem quer ficar em hotéis com vistas bonitas. Aqui há opções bem variadas, de hotéis antigos e simples até outros mais luxuosos. Geralmente, o que todos oferecem como diferencial são as vistas lindas da cidade e do rio Moselle.

Onde ficamos em Trier? 

Como já mencionei acima, ficamos no Vienna House Easy Trier, um hotel recém reformado e com ótimo preço (em torno de 80 euros a diária, e sempre com promoções no booking). Mas não se engane ao ver as fotos do booking! Elas ainda são fotos do hotel antigo e hoje ele está com um design bem mais cool e moderno, exatamente do jeito que nós gostamos e indicamos por aqui.

Em Trier encontramos muitas opções de hotéis com um visual antigo, meio “anos 90″… por isso foi um respiro descobrir um hotel novinho em folha (a reforma termina agora no final de abril!) e com atenção em cada detalhe, como a decoração com um quê de hotel design.

Detalhe do janelão, da cadeira, puf e da água gratuita na mesa.

Os quartos são espaçosos e funcionais, e com uma decoração de muito bom gosto. O café da manhã é bem farto, daqueles cafézões gostosos de hotel. Além disso, o estacionamento no subsolo do hotel (dá pra pegar elevador direto pro estacionamento) foi um ponto super positivo na minha opinião, mesmo sendo pago a parte. Porém, o que ganha mesmo é o concierge do hotel. MEU DEUS que funcionároios preparados e atenciosos! Graças a eles eu descobri um monte de segredos da cidade que vou contar nos próximos posts. =)

As camas e o ambiente amarelo pra dar o tom aconchegante.

O que poderia ser um ponto negativo é que ele não está bem no miolo do centro antigo da cidade, mas está a cinco minutos a pé dos termas, do anfiteatro, do museu e do palácio, e em dez minutinhos de caminhada você já está na muvuca da cidade. Então tenha isso em mente, mas para mim isso não incomodou. Deixei até uma sugestão para o hotel de disponibilizar bikes para os hóspedes. Quem sabe..  😉

Outras opções de hotéis em Trier

Para quem quer hotéis mais luxuosos e, consequentemente, com preços mais altos, o Nells Park Hotel e o  FourSide Plaza Hotel são excelentes opções com vistas para o rio Moselle, enquanto que o Romantik Hotel Zur Glocke fica perto da Porta Nigra.

O melhor custo X benefício, com gostinho de luxo acessível, continua sendo o Vienna House Easy Trier.

Para quem quer ficar em hostel/albergue, cheque o Jugendgästehaus – Kolpinghaus Warsberger Hof, e torça para não se perder e ter que pedir informação para alguém na rua (imagina falar esse nome?).

Um dia de primavera em Trier.

Se ainda quiser mais opções, leia as reviews, analise as notas, compare preços e escolha o seu hotel preferido entre tantas opções disponíveis no booking.com. Reservando seu hotel através desse link e dos outros acima, você ajuda o SV a se manter (pois ganhamos comissão), mas não paga nadinha a mais por isso! =)


*Ficamos no hotel Vienna House Easy Trier a convite. Mas, independente disso, aqui você sempre tem a nossa opinião pessoal e real sobre a nossa experiência. 

Deixe o seu comentário usando o Facebook
  1. Fernanda Porlan  12/07/2017 | 11:05

    Em outubro iremos para a Alemanha curtir as ferias…. agora depois de ler esse post decidimos por ficar uma noite em Trier. Obrigada pelas dicas!!

    • Marcella  14/07/2017 | 07:52

      Fernanda, que bom saber que inspiramos você a visitar Trier.
      Vai ser uma delícia, especialmente nessa época do ano!
      Beijos e boa viagem! =)

  2. […] escrevemos um post detalhado sobre onde ficar em Trier. Nele falamos um pouco sobre a cidade e suas regiões, e contamos como foi nossa experiência no […]

Ou comente por aqui