Em que região se hospedar em Cingapura – guia de bairros

Cingapura (pode ser escrita com C ou com S) é uma cidade relativamente pequena para nós, brasileiros. Mas, mesmo assim, pode ser complicado escolher em que bairro se hospedar. Isso porque todas regiões parecem boas a princípio, há vinte mil divisões e denominações para os bairros, e porque cada um tem uma personalidade diferente.

Em minha visita a cidade eu fiquei em duas regiões diferentes, a região do Civic District e da Orchard Road. E mesmo com muita pesquisa prévia, só fui descobrir as melhores regiões para se hospedar em Cingapura depois que fui para lá.

Na verdade, a conclusão que cheguei é que não existe a melhor região em Cingapura, mas sim, a região que mais atende as suas necessidades e que mais combina com você. Por isso, descrevo as principais características de cada bairro de acordo com as minhas impressões, e indico os melhores hotéis em cada um deles.

1- Civic District

Uma região super prática e estratégica, mas que carece um pouco de charme quando comparada aos outros bairros de Cingapura (não que seja feia – de jeito nenhum – é só que os outros bairros tem mais personalidade própria e aqui é mais “distrito financeiro” mesmo).

Porém, é em Civic District, em Orchard Road e na Marina Bay que estão os melhores hotéis de Cingapura. O famoso Raffles Singapore, um dos hotéis mais luxuosos e icônicos da cidade fica aqui na região de Civic District (e ficava na frente do meu hotel).

Eu fiquei no Carlton Hotel, com quartos ótimos, uma vista maravilhosa e ótimas promoções no booking.com. No Carlton fiquei em uma área exclusiva, e fui muito bem atendida. Foi incrível chegar lá depois de 32 horas de vôo, e relaxar tomando um banho de banheira e admirando Cingapura do alto.

Veja mais opções de hotéis no Civic District

2- Marina Bay

É na região da baia que fica o hotel mais famoso de Cingapura, o Marina Bay Sands. Com sua piscina inigualável de borda infinita, está sempre na wishlist de quem visita Cingapura. Também estava na minha, mas como é difícil fazer reserva de última hora, fiquei só na vontade (parte dessa vontade foi saciada no segundo hotel que fiquei em Orchard Road). Mas, além dele, há outras opções de excelentes hotéis na região, em sua maioria luxuosos, como o The Ritz Carlton ou o The Fullerton, que tem vistas lindas da Baía.

Veja mais opções de hotéis em Marina Bay

3- Orchard Road

Essa é uma ótima região para se hospedar em Cingapura, em torno da famosa avenida de compras Orchard Road. A primeira vista me parecia longe das atrações turísticas, mas não é. Na verdade o acesso as principais atrações é bem fácil, tanto de metrô quanto de ônibus. Além do mais é uma região charmosa e cheia de vida, ótima para mulheres viajando sozinha.

Eu fiz as reservas no Carlton Hotel, mas deixei a última noite da viagem em aberto. Ainda tinha esperanças de vagar algum quarto no Marina Bay Sands. Mas nenhum quarto ficou livre, e no final isso não foi problema algum, pois fui trabalhar e curtir a piscina do Jen Orchardgateway Hotel, da rede Shangri-La, que superou minhas expectativas. O quarto era muito bom, com uma cama super confortável e tudo que eu precisava. Se formos comparar, o Carlton era mais refinado e dava mais atenção aos detalhes. Mas o Jen Orchardgateway não ficava para trás e ainda tinha um espírito mais jovem. Outra ótima opção por aqui é o Four Seasons.

Veja mais opções de hotéis na região de Orchard

4- Chinatown

Diferente da impressão que temos das Chinatowns espalhadas em diversas cidades do mundo, a Chinatown de Cingapura não é uma graça e organizada. Mas é bom ressaltar que há diferenças dentro do próprio bairro.

A Club Street foi uma das minhas ruas preferidas da cidade, porque lotava de gente a noite em um barzinho do lado do outro e por ser bem organizada e bonita. Perto desse agito bonitinho estão o Hotel The Club e o The Scarlet Hotel.

O trecho que compreende as ruas Smith, Temple, Pagoda e Mosque já tem outra cara! Com mais luzes, mais decoração tradicional chinesa, ruas fechadas para pedestres e um pouquinho mais de bagunça. Quem quer ter uma experiência diferente pode dormir em uma capsula particular no Cube Boutique Capsule Hotel (que na verdade é tipo um hostel).

Veja mais opções de hotéis em Chinatown

5- Bugis/ Bras Basah

Uma opção central, mas que agrada bolsos de viajantes mais econômicos. Bugis é uma região que está entre Orchard e Marina Bay, e quase se mistura com o Civic Center. Em alguns lugares pode encontrar essa região sendo chamada de Bras Basah, que é uma das principais avenidas onde o bairro começa, ou ainda de Bencoolen.

Bugis é animada e colorida, com muitas opções democráticas de hotéis. Aqui estão alguns dos hotéis de rede que são mais em conta, como Ibis e Mercure.

Veja mais opções de hotéis em Bugis

6- Dhoby Ghaut

Uma região pequenininha, entre o Civic Distric e a Orchard Road. Acho importante mencionar ela aqui porque pelo mapa parece que é um lugar estranho, sem muita conexão com nada. Mas, na verdade, é uma ótima localização em Cingapura. Eu tive essa impressão errada inicialmente e quebrei esse preconceito quando passei por lá. Por isso deixo essa opção aqui, para vocês saberem que ela existe e é boa, caso vocês vejam hotéis ou artigos que usam esse nome. São poucos os hotéis por lá, mas se você vir algo e gostar (talvez um airbnb ou algo que o valha), não se intimide e fique tranquilamente.

Veja algumas opções de hotéis em Dhoby Gaut

7- Clarke Quay

Essa região é uma delícia e ferve durante a noite e nos finais de semana, com um monte de gente (principalmente jovens) que vão nos inúmeros bares, restaurantes e baladas do Clark Quay. Porém, o oposto acontece durante o dia, quando a região fica bem vazia e sem vida.

De qualquer modo, a localização é estratégica, perto dos principais pontos de interesse da cidade. E o canal que corta o bairro o deixa ainda mais charmoso.

Por muito pouco eu não reservei o Novotel Clarke Quay, mas no final acabei decidindo pelo Hotel Carlton e pelo Jen Hotel, como já dito anteriormente.

Veja mais opções de hotéis em Clarke Quay

8- Robertson Quay

Para além de Clarke Quay e acima da Clemenceau Ave está Robertson Quay. Esse bairro oferece opções de ótimos hotéis com preços mais acessíveis. Porém, na minha opinião, parece que a região fica isolada do restante da cidade e que fica mais difícil fazer tudo a pé. Além do mais, assim como Clarke Quay, Robertson Quay fica com pouco movimento durante o dia.

Veja mais opções de hotéis em Robertson Quay

9- Little India

Se você quer opções mais econômicas de hospedagem em sua viagem à cara Cingapura, Little India é um bom bairro para você. Eu, particularmente, acho o bairro um pouco mais afastado do miolinho de Cingapura. Mas, de novo, a cidade é bem compacta e fácil de ser explorada, então esse não chega a ser um grande problema.

Também achei ele um dos mais bagunçados da cidade, e não recomendaria para mulheres sozinhas. Tenho certeza que não vai acontecer NADA se você ficar aqui (lembre-se, você está em Cingapura, uma cidade pra lá de segura e com punições rígidas para crime), mas me senti um pouco mais invadida com olhares em Little India do que nos outros bairros da cidade. Pode ter sido uma obra do acaso ou uma experiência ruim minha, mas deixo aqui essa observação.

Veja mais opções de hotéis em Little India

10- Kampong Glam

O bairro árabe de Cingapura é super gostosinho e tem uma rua muito fofa, que deve ser visitada, a Bussorah St. Mas, assim como a Little India, fica mais afastado do miolo mais visitado da cidade. É um lugar bacana para visitar, mas não tão estratégico para se hospedar quanto os outros bairros citados.

Veja mais opções de hotéis em Kampong Glam

Outros

Além desses é possível ficar na ilha de Sentosa, mas eu acho meio longe demais e um pouco furada para quem quer visitar a cidade (uma opção é ficar uma noie para aproveitar a ilha e o restante do tempo eu outro bairro). E também é possível ficar perto do aeroporto, na região de Changi, uma boa opção para quem só vai usar a cidade como ponto de parada para outro destino na Ásia.

Agora chega que esse post já ta grande demaaaaais!

Deixe o seu comentário usando o Facebook
Ou comente por aqui