Os 8 piores inconvenientes que podem acontecer durante um voo

Há décadas voar de avião já não é tão perigoso. Estatisticamente é inúmeras vezes mais arriscado sair de casa a bordo de um carro ou caminhando numa grande cidade brasileira e ser vitima do trânsito ou da violência. Grandes acidentes aéreos são responsáveis por pouquíssimas mortes. Voando numa grande companhia aérea sua chance de morrer é de uma em 11 milhões enquanto de carro é de uma em 5 mil. Ou seja, é mais difícil você morrer a bordo de um avião do que  atacado por um cão (uma em 119 mil) ou picado por uma aranha (uma chance em 483 mil).

A maior parte dos voos que fiz na vida foi tranquila. Em poucos vivi turbulências ou passei qualquer tipo de medo. Entretanto, há boas chances de um voo seu ter alguma chatice a bordo. Nenhum destes inconvenientes passa longe de ser fatal, mas não deixam trazer sua dose de aporrinhação. Quem nunca tentou dormir com criança chutando a poltrona, passando frio ou então sendo mal tratado? Na minha modesta opinião estas são 8 das maiores chatices que se pode enfrentar durante um voo.

1) Bêbado a bordo

Foi num voo recente da Turquia para o Brasil. O cara era turco, não entendia inglês, estava completamente trilili e a cada vez que passava por mim, esbarrava, pedia desculpa, mas seguia esbarrando. E sempre com uma garrafinha de vinho na mão. Surreal, ele só fazia andar pra cima e pra baixo e tinha um amigo, menos alcoolizado, com quem abordava mulheres na fila dos banheiros. Eu e meu vizinho reclamamos com dois comissários, que deram de ombros. Comprar briga com um sujeito bêbado que ainda tem um amigo para o defender não estava entre as prioridades do profissional. Isso gera um desconforto geral à bordo, o clima fica apenas péssimo.

2) Vizinho de poltrona mal cheiroso

Simplesmente tem gente que vai viajar fedida e outros que já estão a tantas horas em trânsito sem reforçar o desodorante que seu odor ataca as narinas de todos ao redor. E tem gente que nunca soube o que é anti-transpirante. Socorro! E não venha com essa de falar que tal nacionalidade tem mais propensão a cheirar mal do que outra. Alguns vêm com aquela caatinga e incomoda várias fileiras ao redor. Outro problema recorrente é o chulé agreste. Mau hálito também entra na categoria e, quase sempre, poderia ser resolvido com uma simples escovada de dentes. Mas muitas vezes pega mal mandar um desconhecido ir ali passar uma escova com Colgate.

3) Mau tratamento da tripulação

Comissários de bordo mal educados, arrogantes ou ofensivos tornam qualquer voo um lixo. Já vi muitos inexperientes e isso é perfeitamente normal e tolerável. Ninguém tem culpa de estar aprendendo, todos já fomos iniciantes. Agora, comissário que faz questão de tratar passageiro de classe econômica como se este fosse inferior em direitos e dignidade ou como se estivesse fazendo favor é o fim da picada. Em algumas poucas companhias vivi esse tipo de atendimento sistematicamente, o que me faz perceber que há casos onde esta é a norma. Eu denuncio assim que desembarco, com nome e sobrenome do funcionário.

4) Crianças mal educadas no banco de trás

Criança chora, bebê chora e isso é normal, principalmente durante pouso e decolagem. Geralmente dar chupeta ou mamadeira estimula a musculatura do maxilar, ajudando a compensar os tímpanos e a aliviar a dor. Não é culpa de ninguém se uma criança está chorando a bordo, mas os pais podem, e normalmente tentam, amenizar a situação. Mas o que pega mesmo é criança mal educada, que sabe que não pode gritar, chutar a poltrona da frente e mesmo assim fica causando. Além disso, pais coniventes são o ápice da imbecilidade. Geralmente crianças infernais têm pais idem. Má educação vem de berço.

5) Equipamento ou WC quebrado

Você tem um voo de 12 horas pela frente. O serviço de bordo daquela empresa costuma ser bacana. Quem sabe você até consiga combinar um bom filminho com algumas horas de sono. Você acha sua poltrona, se ajeita, o avião decola. Mas daí você vai ligar seu monitor individual e ele está quebrado. E o voo está lotado, não há nenhuma outra poltrona salvadora e a comissária não encontra solução. Fim.

Outra chatice mais incômoda é quando um ou mais toaletes da aeronave estão quebrados. Além do mau cheiro, aquelas filas enormes. Sem contar a poltrona que pode estar quebrada ou sem a função de reclinar.

6) Atraso por causa de passageiro que não apareceu

Geralmente quem compra uma passagem quer saber o que acontece caso não compareça ao horário do voo. O chamado “no show” frequentemente implica o cancelamento do bilhete. Mas outra modalidade frequente de atrasos em solo é por culpa de passageiros que fazem o check-in e simplesmente perdem a hora de embarque já dentro do aeroporto. Gente que fica no duty free shop por mais tempo do que deveria ou que se distrai com um bom livro. A culpa pelo atraso do seu voo pode ser deles, já que a empresa é obrigada a entrar no bagageiro do avião, garimpar a mala do perdidão e retirá-la, antes de levantar vôo sem aquele passageiro. Um desfavor para todos.

7) Falta de lugar para pôr mala

Bem menos grave do que fazer check-in e não embarcar, entrar por último no avião também pode revelar uma surpresa desagradável. Principalmente se você tiver uma ou mais bagagens de mão. Ultimamente é cada vez mais recorrente ocorrer de os compartimentos superiores estarem abarrotados antes mesmo de todos daquela fileira se sentarem. Cena recorrente em voos vindos de Miami. Uma chatice que pode acarretar em você ser obrigado a dividir o espaço dos pés com sua bagagem.

 

8) Paciente grave a bordo

Um tanto quanto improvável, já ocorreu com um amigo. Durante um voo longo, entre Guarulhos e Doha, no Qatar, um passageiro teve um mal súbito à bordo. O comandante pediu por um médico, dois outros passageiros se apresentaram e deram um primeiro atendimento. Entretanto, o homem só poderia ser salvo caso o avião desviasse de sua rota e fizesse uma parada em Adis Abeba, na Etiópia. Desta maneira todos a bordo tiveram de esperar cerca de três horas em solo até tudo estar regulado e chegaram ao destino final com quase 5 horas de atraso. Horas essas que não são nada perto de salvar uma vida, claro. Em tempo: parece que a história teve final feliz.

Deixe o seu comentário usando o Facebook
  1. […] de alguns voos recheados por inconvenientes a bordo fiz essa lista das maiores chatices que podem ocorrer durante um voo. Mas como a vida não é feita apenas de amargores e o avião é uma das invenções mais […]

Ou comente por aqui