O que fazer em Montevidéu? 7 passeios imperdíveis


Atualizado em:


Para mim, andar pelas ruas de Montevidéu foi como voltar a um Brasil do passado, um país da minha infância de 25 anos atrás. Não sei bem o que era, se o ritmo mais desacelerado, a arquitetura, os modelos dos carros… mas senti algo de nostálgico quando estive lá. Fiquei bem surpresa com a quantidade de vinícolas maravilhosas que existem lá perto e também vi várias semelhanças com Buenos Aires. Se você está de viagem marcada para lá, veja o que fazer em Montevidéu e não deixe de conhecer esses 7 passeios imperdíveis, na minha opinião.

1- Conhecer o centro histórico da cidade, a Ciudad Vieja

A ciudad vieja, como é chamado o centro histórico de Montevidéu, concentra várias atrações interessantes e imperdíveis. Entre elas, a Plaza Independencia onde fica o Palacio Salvo (edifício icônico na cidade), o clássico Teatro Solís e toda a sua imponência, a Catedral Metropolitana de Montevideo, o Mercado del Puerto (que falaremos em outro tópico) e o gostoso calçadão Sarandí.

Tire um bom tempo para caminhar com calma e descobrir seus próprios segredos, como uma livraria fofa ou um café amigável. Passear pelo centro pode virar um passeio de um dia inteiro, mas é possível explorá-lo em apenas meio período (manhã ou tarde).

Foto da fachada clássica do Teatro Sólis em Montevidéu. Do lado esquerdo há um coqueiro e uma bandeira do Uruguai.

Teatro Sólis, no centrinho antigo de Montevidéu.

Interior clássico de uma igreja, com 3 lustres em cada lateral e um lustre maior no centro, um altar iluminado e com detalhes em madeira.

Catedral Metropolitana de Montevideo, uma das atrações do centro.

Ainda na ciudad vieja, fomos no restaurante Estrecho, uma portinha que você não dá nada, mas que te leva a um dos balcões mais gostosos que já fui, com uma comida divina e bem autoral! Vale anotar a dica.

Se quiser fazer esse tour pela ciudad vieja com um guia (espanhol ou inglês), veja esse passeio de 2 horas e meia.  

2- Conhecer o Mercado del Puerto e tomar medio y medio

Ainda no centro antigo de Montevidéu, uma atração que não pode passar despercebida é o Mercado del Puerto. Quem desce de navio em Montevideo sabe muito bem o que é esse lugar: um mercado do lado do porto (evidentemente dãaa… rs). Mas é conhecido pelos vários restaurantes para comer a famosa parrillada uruguaia.

Fachada do mercado del Puerto, um dos passeios imperdíveis em Montevidéu

Mercado del Puerto, um dos passeios imperdíveis em Montevidéu

Não se espante com os hostess querendo chamar a sua atenção e te puxando para sentar. Ao invés disso, aproveite para experimentar o “medio y medio”, uma bebida que é metade espumante e metade vinho branco seco, que alguns lugares oferecem gratuitamente para os turistas. Eu particularmente não gostei não, achei muito doce, mas se eu fosse você, é claro que não deixaria de experimentar.

Vale fazer este tour pela cidade velha, que inclui uma passagem pelo Mercado del Puerto.

3- Vinícolas perto de Montevidéu: faça o tour + almoço da Bodega Bouza

Fazer o tour e depois experimentar o menu degustação harmonizado com os vinhos da Bodega Bouza foi um dos meus passeios preferido em Montevidéu. A @bodegabouza é uma vinícola familiar que fica a 40 minutos do centro de Montevidéu e é um passeio delicioso, pra quem curte vinho ou não.

O que fazer em Montevidéu? Quatro mulheres sentadas em dois bancos de madeira em cima da grama. Os bancos estão de frente um para o outro e ficam debaixo de uma árvore. Os galhos da árvore aparecem na parte superior da foto e como sombra preta recortada na grama. Ao fundo das meninas, há uma cerva viva de folhagens verdes e a parte de cima de uma casa de tijolos marrons.

Nós 4 em Montevidéu: Re, do blog Viagem em Detalhes, Lu do Turistando com a Lu, e a Malu Perini.

Na Experiência Bouza você faz um tour guiado de 45 minutos pela vinícola, almoça um megaaa menu degustação de 5 passos e todos os pratos harmonizados com vinhos da propriedade, e tem ainda transfer incluso que te busca no hotel. Essa experiência fica em torno de UYU 3.000 (R$350) mas vale muito a pena pelo almoço de rainha. Nós fomos de transfer na ida e voltamos de uber, que deu em torno de 700/ 800 pesos, mais ou menos 90/ 100 reais. ⠀

Reserve praticamente o dia todo para o passeio, se você for almoçar. O tour guiado dura somente 45 minutos, mas acho que não vale fazer só ele. Se não puder/ quiser almoçar, contrate o passeio de degustação de vinhos que já vem com o tour incluído. Para esse passeio, reserve meio período.

Compre aqui o ingresso para o tour + almoço harmonizado na Bodega Bouza.

Bodega Bouza: mulher de camiseta branca e saia xadrez mexe no cabelo em frente a uma plantação de vinhas.

Todo cantinho da Bodega Bouza é lindo!

Ah, existem outras vinícolas na região, como a famosa Bodega Garzón a caminho de Punta del Este (tem também um azeite maravilhosooo) e a Bracco Bosca, que produz vinhos de altíssima qualidade. E claro, se gostar de vinhos, pode dar um pulo em Carmelo, região mega charmosa e também produtora de vinhos (e do melhor doce de leite que já comi na vida na Narbona Wine Lodge).

4- Visitar o bairro de Carrasco e o edifício histórico do Cassino e Hotel Sofitel Montevideo

O bairro de Carrasco foi projetado para ser um balneário de luxo para os moradores de Montevidéu, há pouco mais de 100 anos. Naquela época, Carrasco ficava fora dos limites da cidade. Porém hoje em dia, a cidade se expandiu de tal modo que o lugar deixou de ser um balneário e virou um dos bairros mais chiques de Montevideo. Passear por lá é como andar por uma cidade fofa do interior dos Estados Unidos (pelo menos foi o que senti), e vale a viagem de meia hora de uber a partir do centro de Montevideo.

O coração do balneário era o Hotel Casino Carrasco, um edifício lindíssimo construído em 1907 na frente da praia e Patrimônio Histórico do Uruguai. Atualmente, o hotel mudou de nome e pertence a rede Sofitel, mas continua sendo a atração principal e mais imponente, com cassino e até com um tour pelo seu interior cheio de história. Foi no lindíssimo Hotel Sofitel Montevideo que nos hospedamos (junto com o FHC que também estava hospedado lá… rs) e tivemos uma experiência incrível!

Prédio histórico em Montevideu, onde fica hoje o Sofitel Montevideu. Mulher de vestido vermelho olha para um prédio antigo que ocupa toda a cena da foto.

A grandiosidade e imponência do Hotel Sofitel Montevidéu, prédio histórico na cidade.

No bairro, não deixe de conhecer a Heladería Las Delícias, uma sorveteria indicada por uma seguidora do Segredos de Viagem no Instagram que arrasou na dica por sinal. Se quiser comer, o restaurante 1921 (culinária francesa) dentro do Hotel Sofitel é divino, e o restaurante Garcia é referência para quem quer provar a parilla clássica do uruguai.

5- Comer as medialunas do Medialunas Calentitas

Pensa num arrependimento. Não ter comido as medialunas do Medialunas Calentitas. Sempre que eu perguntava onde comer as melhores medialunas de Montevidéu, a resposta era esse lugar. Sabe quando você vai deixando pra depois e dai acaba não indo? Foi isso o que aconteceu comigo. Só lamento. Mas a dica segue firme e forte por aqui, de um excelente lugar para comer o tal croissant meio adocicado do Uruguai (que também dizem ser da Argentina… quem veio primeiro? EU nem ouso arriscar dizer).

6- Ir a um bar gostoso e mais chiquezinho em Punta Carretas

O bairro de Punta Carretas tem um shopping de mesmo nome que é referência por lá. Mas pra mim o mais interessante são os bares e, principalmente, uma esquina em específico onde ficam 3 lugares bem conceituados na cidade: os restaurantes La Perdiz, o Garcia (o mesmo de Carrasco que citei acima) e o Bar Negroni, que foi o nosso escolhido para tomar uns drinks e experimentar os ceviches, tiraditos de peixe e alguns sushis.

Reserve tours e atrações em Montevideu com antecedência

Degustação de 4 pequenos ceviches, e tiradito de salmão no Bar Negroni.

Nós fomos no Bar Negroni, e adoramos!

7- Mercado Ferrando, Parque Rodó e Museu Nacional de Artes Visuales

Antes de finalizarmos nossa noite no Bar Negroni, nós demos uma passadinha no mercado gourmet chamado Ferrando (realmente a moda dos mercados gourmets é um febre mundial). Adorei o ambiente descontraído e jovem, que me lembrou uma versão menor do Time Out de Lisboa, o antigo mercado da Ribeira.

Interior de dois andares com mesas ao centro no Mercado Ferrando, dica do que fazer em Montevidéu

Mercado Ferrando me lembrou o Time Out Ribeira em Lisboa

Lá pertinho está o agradável Parque Rodó e o Museu Nacional de Artes Visuales, que reune obras de vários artistas uruguaios além de ter um parque de esculturas ao ar livre. O combo parque + museu é a pedida certa para quem procura um contato maior com a vida cultural da cidade, e quer fugir das atrações mais óbvias. A Playa Ramírez está lá pertinho e você pode terminar o dia fazendo o próximo passeio dessa lista.

8- Andar de bike ou patinete pela Rambla durante o pôr do sol

Por fim, um passeio DELICIOSO para fazer no final da tarde em Montevidéu, principalmente se você tiver a sorte de pegar um pôr do sol incrível como os que peguei (estamos torcendo pra isso!).

Pôr do sol no rio da Plata em Montevidéu, com sombra de coqueiros e um ciclista, e uma pessoa se alongando.

Encante-se também com esse lugar!

A famosa rambla é uma avenida que margeia o Rio da Prata. Porém, para mim, pode ser melhor definida como “orla fluvial” (desculpem a invenção do nome, mas ele explica bem né? Rs). Ela tem um caminho beira-rio bem gostoso para correr, caminhar, andar de bicicleta ou de patinete, a mais nova febre em Montevidéu. Você pode alugar bike por um dia e percorrer os trajetos pelas ciclovias e ciclofaixas, ou pode baixar o aplicativo da Grin ou da Lime e alugar um seu patinete. Se preferir, pode escolher o ponto da rambla que mais gosta, sentar, e admirar o pôr do sol e a ver a vida passar.

*Bônus: tirar uma foto no letreiro de Montevideo.

Ah, e é nessa orla fluvial  que está o famoso letreiro escrito Montevideo. Tirar uma foto por lá rende um belo souvenir e quem sabe muitas curtidas no Instagram. Ele é o queridinho entre os turistas e, dependendo da hora do dia, até forma fila para a foto. Mas a parada é coisa rápida, o famoso “check” na sua listinha do que fazer em Montevidéu.

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

  • Sil Mendes

    Adorei suas dicas sobre o que fazer em Montevidéu porque faz muito tempo que eu fui e quero muito voltar em breve. Quero ir nas vinícolas! Valeu pelas dicas

  • Amei quantas coisas bacanas dá para fazer em Montevidéu…que cidade gostosa! Não conheço ainda mas me despertou muito o interesse de conhecer, obrigada mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *