El Calafate: O Que Fazer, Dicas e Passeios Imperdíveis


Atualizado em:


Descubra abaixo 5 passeios imperdíveis em El Calafate, na Argentina, e anote dicas preciosas de como deixar sua visita mais especial e do que fazer por lá. 

Seria e não seria um absurdo comparar a cidade de El Calafate à cidade paulista de Campos do Jordão. Em comum, um centrinho gostoso, com boas (e caras) opções de restaurante e hospedagem. De diferente, todo o resto. Encravada na Patagônia argentina, a 2.750 quilômetros de Buenos Aires, os arredores de El Calafate têm um mundo a oferecer. Um universo com uma surpreendente diversidade de paisagens, desde colinas áridas como o deserto, passando por picos nevados, lagos azuis e geleiras de onde se desprendem blocos do tamanho de prédios. Para além do festejado Glaciar Perito Moreno.

Muitos viajantes se queixam (não sem razão) dos preços de tudo em El Calafate, da acomodação à comida, das entradas nos parques aos valores cobrados pelos pacotes. Faz sentido e não à toa poucos visitantes passam mais de 4 dias na cidade, embora combinada com a pequenina El Chaltén (distante 213 quilômetros) possam render ótimas atrações por pelo menos 7 dias.

O que é imperdível em El Calafate?

Amanhecer incrível em Calafate

Amanhecer em Calafate

Glaciar Perito Moreno

Disparada a atração natural mais querida do país, o Glaciar Perito Moreno é a estrela de El Calafate, a 80 km ou 1h30 de ônibus do centrinho. Uma impressionante massa de gelo com 5 km de frente por 60 metros de altura foi se compactando com a neve ao longo dos séculos e descendo pelos Andes abaixo. Não se engane nem se confunda com o mar nem com a Antártica; estamos no Parque Nacional Los Glaciares, a mais de 1000 quilômetros de águas salgadas, em pleno Lago Argentino, o maior do país.

perito-moreno4

Você passeia por uma bem elaborada rede de 7 km de passarelas de madeira e de aço que contornam toda a Península de Magalhães em face à grande geleira. Dali se tem visões distintas do glaciar e todos ficam esperando o momento em que um grande bloco se desprenderá, causando grande estardalhaço.

perito-moreno2

perito-moreno3

Aviso: é preciso muita paciência e sorte para clicar o momento exato.
Dica: aprenda a identificar o som do bloco se soltando, daí você terá uma fração de segundo para achar de onde veio, enquadrar, focar e conseguir o registro. Eu mesmo só flagrei um bloco pequeno (do tamanho de uma geladeira, digamos).

perito-moreno1

Incluso no ingresso você terá apenas o acesso às passarelas, que já dá boa ideia do que é o lugar. Para experiências mais completas no Perito Moreno, tente um passeio de barco, o chamado Safari Náutico (cerca de 350 pesos ou R$ 75 no site) que chega perto – pero no mucho – da Península de Magalhães, mas as chances de ver de perto um bloco cair são maiores.

Mais um pouco, porque é lindo mesmo.

Mais um pouco, porque é lindo mesmo.

Outra vivência que dizem ser bem bacana é a caminhada no glaciar, que revela novos tons de azul e aproxima o visitante dos sons impressionantes que o organismo gera. Por conta de uma lesão no pé não me atrevi dessa vez a desafiar o sobe e desce por entre grutas profundas usando crampons, aqueles ferros de alpinista, nos pés. Há dois tours principais vendidos pelas operadoras: o Mini Trekking, que dura 1h20 e custa 1620 pesos (R$ 347) e o Big Ice, que dura 3h30 e custa 2620 pesos (R$ 561), ambos no site da Hielo y Aventura, a empresa que detém a concessão das operações no parque. Lembre-se: recomendado apenas para quem tiver em boas condições físicas.

Até o Perito Moreno é possível ir num pacote completo, que as agências vendem por uma média de 1.400 pesos (R$ 300) ou então dá pra ir mais roots, por sua própria conta, pegando um ônibus na rodoviária (450 pesos ou R$ 96) e pagando entrada avulsa na bilheteria do Parque Nacional (260 pesos ou R$ 55).

Por fim, recomendo também o transfer para Geleira Perito Moreno da GetYourGuide, que inclui um um passeio de barco opcional, da onde você pode admirar a geleira mais de perto. Este passeio inclui também um guia turístico fluente em Inglês e Espanhol. Clique aqui para mais informações ou fechar a sua reserva.

Estância Cristina e Glaciar Upsala

Sem a fama do Perito Moreno, mas com uma beleza igualmente ou até mais surpreendente, o Glaciar Upsala também entra na categoria “imperdível”.

Glaciar Upsala: você não vai querer deixá-lo de fora do seu passeio a El Calafate.

Glaciar Upsala: você não vai querer deixá-lo de fora.

upsala2

upsala6

Sem dúvidas o jeito mais bacana de descobrir esse glaciar é fazer o passeio completo de um dia da Estância Cristina. Há várias opções com vista para um ou para os dois lados da geleira (que, acredite, são bem diferentes), com mais ou menos caminhadas, para todos os tipos de público e de bolso.

Repare nos tons de azuis se contrastando.

Repare nos tons de azuis se contrastando.

Eu escolhi o Discovery (2550 pesos ou R$ 546), que inclui transfer desde o hotel em El Calafate, navegação até a frente ocidental do Glaciar Upsala, tour em 4×4 pela reserva particular da Estância, caminhada de 30 minutos até um mirante incrível sobre a vista oriental do glaciar, almoço farto de cordeiro patagônico e visita ao delicado museu da propriedade.  

Almoço farto de cordeiro.

Para o almoço: cordeiro patagônico.

Foi um dia bem intenso, mas que revelou um outro lado menos muvucado e badalado do Lago Argentino. Um cantinho muito rico da Patagônia, que luta pra preservar sua autenticidade e ar rústico, mais pelo isolamento do que por qualquer outro motivo. Durante a navegação vi os blocos de gelo mais incríveis de toda a viagem, com matizes de azul que acreditava serem impossíveis de existir. Realmente um estardalhaço para as câmeras.

Glaciar Upsala: você não vai querer deixá-lo de fora do seu passeio a El Calafate.

É ou não é um absurdo?

upsala1

O serviço todo é muito eficiente, desde o transfer até os guias a bordo do barco e do jipe 4X4, gente que realmente entende do que está falando. Tudo funciona a contento e o almoço é uma delícia mesmo. Única ressalva talvez pelo tempo de navegação que poderia ser maior e se aproximar mais da geleira.

*Importante anotar na agenda que a Estância fica aberta entre 15 de outubro e 15 de abril.

Glaciar Viedma e El Chaltén

Eu mentiria a você se dissesse que aproveitei ao máximo El Chaltén. Infelizmente pelo tempo que eu tinha em Calafate me restaria apenas a opção muito corrida de ir em um bate e volta de 213 quilômetros. Mas eu fui e valeu a pena. Te explico o porquê.

Maior entre todos os glaciares argentinos e segundo maior da América do Sul, o Glaciar Viedma tem um porte desproporcional aos outros e está cercado por montanhas como o Cerro Fitz Roy e o Cerro Huemul que o tornam realmente monumental. Com 25 km de comprimento e 2,3 km de largura, se espalha por uma ampla área, perdendo em tamanho apenas para o Glaciar Pio XI, no Chile.  

viedma1

viedma5

O tour que eu peguei foi o Viedma Light, da Patagonia Aventura (a partir de 1050 pesos ou R$ 225) começou buscando cedinho no Hotel Kosten Aike em El Calafate, depois foram 3 horas de ônibus até El Chaltén. Na prática não há nada o que ver na cidadela, um festejadíssimo polo de caminhada e escalada. Se esse for seu objetivo na Patagônia, programe-se para passar uns bons dias por lá, as trilhas são infinitas!

viedma

Rumamos numa pequena van até um acolhedor refúgio na beira do lago e ali almoçamos uns bons cortes de carnes e queijos locais, na porta, algumas lhamas engraçadas:

Lhamas. Sempre! <3

Lhamas. Sempre! <3

Dica: para quem quiser aproveitar para fazer um cruzeiro e contemplar as geleiras, recomendo a reserva deste passeio. Além do passeio de barco, você também vai passar pelo Monte Fitz Roy, aprender sobre este ambiente natural com um guia especializado e curtir uma bebida quente dentro de uma cúpula na floresta!

Balcon de Calafate

Do alto do mirante mais famoso da região é possível ter uma ampla vista panorâmica da cidade, às margens do Lago Argentino e com o Cerro Torre e o Cerro Fitz Roy ao fundo, um verdadeiro deslumbre. Porém, não é tarefa das mais simples chegar até lá por conta da estrada de terra acidentada e íngreme.

balcon-de-calafate3

Eu topei o vip Trekker, passeio inusitado do Calafate Mountain Park, que leva 15 visitantes por vez em um sensacional ônibus com tração nas 4 rodas. Coisa de maluco as subidas e descidas que ele encara ao longo de 3 horas.

Olha ele aí: o ônibus que encara tudo!

Olha ele aí: o ônibus que encara tudo!

Realmente a vista é fora de série e recomendo ir no último dos 3 horários do dia para pegar as luzes do entardecer.

balcon-de-calafate2

balcon-de-calafate4

balcon-de-calafate5

O Calafate Moutnain Park é uma das poucas atrações que não fecha no inverno, pelo contrário, fica ainda mais viva na estação fria. Isso porque abriga 12 hectares de área esquiável, pista para snow mobile e para tubing. As desérticas colinas ficam todas branquinhas esperando para serem rabiscadas.

Glaciarium

O Glaciarium (entrada 260 pesos ou R$ 55) é um bem elaborado museu interativo que explica para visitantes de todas as idades como se formaram as geleiras e sua importância não apenas para a região dos glaciares, mas para todo o planeta. Lá dentro, arrisque-se a tomar alguns bons drink no Glaciobar (outros 180 pesos ou R$ 38), literalmente uma grande gelada: um bar todo feito de gelo onde é preciso entrar com um grande casaco. 


Felipe Mortara visitou El Calafate com o apoio do Destino Argentina e Viva Patagônia. 

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais
por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Deixe comentário

  • Caroline

    Olá Felipe,
    Estou pesquisando o passeio Estância Cristina exatamente como vc falou pois achei incrível. Porém no artigo vc fala que o preço foi 2550 pesos (546 reais), eu sei que o período é outro em relação à conversão mas achei muito estranho pois o valor no site da estância Cristina está dando USD 250 pessoa (discovery, almoço, transfer).. é isso mesmo? Comprou pelo próprio site da estância Cristina?
    Obrigada

    • Felipe Mortara

      Olá!
      Na época em que foi feito o post o valor era esse mesmo. Mas houve uma grande desvalorização do peso. Vale o valor do site deles hoje. Também pode ter havido reajuste.
      Boas jornadas!

  • julia felix da silva

    Oi felipe, você indicaria comprar antes ou la na hora os passeios? Vou na primeira semana de setembro

  • titobosco

    Olá Felipe Mortara! Obrigado pelas excelentes e concisas informações sobre El Calafate. Estou muito inclinado a ir visitar aquela região em outubro vindouro, mas ainda constam dúvidas, que embora boa parte foram sanadas por meio do seu site, gostaria de saber se posso contar contigo para as demais.
    Os valores estão atualizados? São todos em pesos argentinos ou em dolares americanos?
    Todos esses passeios, exceto o de Estancia Cristina, podem ser feitos pela agencia Hielo y Aventura?
    Quantos dias são necessários para fazer o básico lá?
    Listei aqui:
    1 Glaciar P.M (passeios pelas passarelas e safari nautico) poderei fazer no mesmo dia?
    2 Minitrekking + 1 dia
    3 Estancia Cristina + 1 dia (Discovery full day c/almoço) = 240 (dolares é isso mesmo?)
    4 Glaciar Viedma e El Chálten (com a Patag. Aventura) = Nao encontro preços. Só diz datas indisponiveis.

    Poderia me confirmar esses valores e as agências por favor! Vlw brother!

    • Felipe Mortara

      Oi Tito, tudo bom?

      Então, a Hielo e Aventura opera tudo isso, menos a Estancia Cristina, creio.

      Olha, eu preveria de 4 a 5 dias lá para incluir tudo com calma e sem correria. Certamente a agência consegue te propor soluções que se adeuqem mais à sua equação de tempo e orçamento.

      Pelo e-mail info@hieloyaventura.com você pode ter confirmações de valores e disponibilidade. Recomendo reservar antes se for na alta temporada.

      Um abraço

      • titobosco

        Valeu! Já entrei em contato com a ag e estou esperando resposta!
        De El Calafate vc sabe como chegar em Puerto Natales para conhecer o Pq TOrres del Paine? Sei que tem passeios tipo bate-e-volta que nao sao recomendáveis. Por isso quero saber se vc já foi até lá ou sabe dizer se tem linha de ônibus que leve para que a pessoa possa pernoitar lá em Puerto Natales sendo que o objetivo é conhecer tb Torres del Paine.
        Obrigado mais uma vez!

  • Yuri Anne

    Que lindo! Gostaria de levar meus pais. Você acha que esses passeios são possíveis para pessoas de 71 anos? Obrigada

  • Asterivaldo Coimbra de Novais

    Ah, só espero que não me diga ter feito as fotos com um smartphone, pois, caso contrário, terei que jogar minha Canon 6D no lixo. Não que ela não me dê fotos de qualidade, mas porque não será necessário levá-la. 🙂

  • Asterivaldo Coimbra de Novais

    Oi,
    Gostei demais do seu sítio. Você foi rápido, preciso e certamente incluiu o que há de melhor na região. No entanto, como bom estudante de fotografia que sou, fiquei totalmente ligado nas fotos fantásticas que tirou. Você fotografa BEM, sabe o que está fazendo. Espero poder captar imagens tão boas quanto as suas na minha ida agora em abril/2017. É isso. Obrigado pelas dicas. Elas foram muito valiosas!

  • Me interessei pelo passeio Balcon de Calafate. No primeiro site que encontrei o preço é 27 820 ARS – 2000 USD. É isso mesmo??? O_O

    • Oi Tamires, obrigado pelo seu comentário.
      Era um passeio na faixa de U$100, mas é preciso checar melhor com a agência.
      Certamente o valor não é exorbitante assim.
      Muito obrigado pela audiência.
      Bjs, Felipe Mortara

  • Olá Filipe, que lugar incrível, ainda não tive a oportunidade de ir a Patagônia, mas está nos planos, sempre que vejo artigos sobre El Calafate tenho muita vontade de ir, outra coisa são os preços como você comentou, tenho que economizar bastante pra aproveitar todos os passeios. Abraços

  • Adorei as dicas! Que fotos lindas.. Com certeza quando for, incluirei todas no meu roteiro. Obrigada por compartilhar essas valiosas dicas! Parabéns pelo post!

  • Obrigado por todas as sugestões de passeios desde El Calafete. Já visitei a Argentina e o Chile, mas ainda nunca calhou ir para a Patagónia – até ao “fim do mundo”. Tenho muita, muita curiosidade mesmo. Grande abraço e boas viagens.

  • Bem, esse glaciar é impressionante! E que sorte ter captado a foto. Deve mesmo ser um jogo de paciência. Gostei muito do local, mas para mim os preços são um pouco de elevados. Mas tendo em conta que é um local singular, merece ser ponderado para uma próxima viagem. 😉

  • El Calafate já morava nos meus sonhos há um tempo. Sabia do Glaciar, mas esse detalhe de esperar algum bloco desprender, juro que não tinha visto! haha

    Adorei sua seleção de passeios!

  • Esse lugar é incrível! Fiz uma viagem Ushuaia e El Calafate. Estou pensando em uma viagem de carro pela Patagônia e com certeza vou salvar esse post para o planejamento. Parabéns.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.