Tour a pé por Roma: conheça os principais pontos turísticos caminhando


Atualizado em:


Antes de descobrir os segredos de viagem, nós costumamos conhecer os lugares mais turísticos da cidade pois, ainda que manjados e geralmente super lotados, eles não são famosos à toa, e fazem parte da história e cultura do local.

Mesmo estando em Roma pela segunda vez, decidi que no primeiro dia iria sair andando pelo centro histórico para rever alguns lugares tradicionalíssimos, e tirar algumas fotos também. O roteiro acabou sendo geograficamente prático, e em poucas horas já havia visto o principal, por isso aqui vai a dica:

walking tour roma

1- Monumento a Vitorio Emmanuelle II/ Piazza Venezia

Começamos pela parte de “baixo” (olhando no mapa fica em baixo) pois nosso hotel era nessa região (dá pra vê-lo no canto inferior direito- Nerva Boutique Hotel). A primeira parada é monumento a Vitorio Emannuelle, que fica na Piazza Venezia. O “trambolhão” é muito mal visto pelos romanos, que acreditam que ele é exageradamente grande e que é feio, destoando das belezas da cidade. O monumento é para homenagear Vitorio Emanuelle II, o primeiro rei da Itália independente, considerado o pai da pátria Italiana. Ele tem 136m de largura e demorou mais de 30 anos para ser concluído, depois de sua inauguração. Amando ou achando-o horrendo, uma fotinho do monumento é um clássico que merece 5 minutos da sua viagem.

De lá, pegue a via Plebiscito (que muda de nome depois de algumas quadras e transforma-se em Corso Vitorio Emanuelle) em direção ao Campo de Fiori.

O imponente (ou trambolho?) monumento a Vitorio Emanuelle II

O imponente (ou trambolho?) monumento a Vitorio Emanuelle II

Roma

2- Campo de Fiori 

Uma pequena praça que passaria despercebida pelos turistas se não fosse por um detalhe: de segunda a sábado acontece ali a maior feira aberta de Roma. São comidinhas, flores, souvenirs, massas e diversas outras coisas para comprar e trazer pro Brasil. Sim, as barraquinhas já são meio “turísticas, com preços não mais tão baratos, mas ainda assim é mais autêntico do que comprar em uma loja de souvenirs, além de que há coisinhas muito fofas que são ótimos presentes, como massas de vários sabores e produtos feitos à base de trufa. Uma curiosidade: o Campo de Fiori é a única praça de Roma que não tem nenhuma igreja! Em compensação tem diversos restaurantinhos ao redor, ideal para uma pausa para o vinho! Esse tour gastronômico pode ser interessante se você quiser conhecer um pouco mais sobre a culinária do local.

As barraquinhas já montadas no Campo de Fiori

As barraquinhas já montadas no Campo de Fiori

Pasta para todos os gostos

Pasta para todos os gostos

3- Piazza Navona

Um marco romano, com seus cafés e muitos artistas de rua, a piazza navona é uma parada obrigatória. Você tem que ver a beleza e a riqueza de detalhes com que foi esculpida a Fontana di Neptuno, além da Fontana del Moro e da Fontana dei Quattro Fiumi. Se quiser sentar e relaxar um pouco por lá, para só observar o mundo passar, pode ser uma boa pedida pois é um lugar muito movimentado, porém em questão de qualidade e relação custo-benefício, há muitos outros restaurantes bem melhores, pois lá eles são mega turísticos e pouco autênticos. Obs: A embaixada e o consulado do Brasil ficam num prédio na Piazza Navona.

Piazza sempre lotada, faça chuva ou faça Sol

Piazza sempre lotada, faça chuva ou faça Sol

Um ângulo diferente de ver a Piazza Navona

Um ângulo diferente de ver a Piazza Navona

Dica: você pode aproveitar para visitar um Estádio Olímpico do Império Romano, que fica embaixo de Piazza Navona. Este tour oferece 2 ingressos com guia de áudio em vários idiomas.

4- Pantheon 

Um templo que outrora foi dedicado aos deuses romanos, é hoje um templo cristão e um dos únicos monumentos da arquitetura grego-romana conservada em bom estado. Diversas personalidades antigas italianas foram enterradas ali, como o pintor Renascentista Rafael, e o antigo rei da Italia Vittorio Emmanuele II, mas o que mais atrai os turistas é sua estrutura enorme toda e a cúpula que chega a 43m de altura.

Pantheon visto de frente

Pantheon visto de frente

e visto por dentro

e visto por dentro

Recomendo este passeio com visita guiada, não só ao Pantheon mas também à Basílica de Santa Maria Sopra Minerva!

5- Fontana di Trevi 

Nos anos áureos do império romano, a.C., as estruturas que alimentavam as cidades com água eram os famosos aquedutos, admirados pelos engenheiros até hoje. Era tradição na época fazer uma bonita fonte no ponto final de cada aqueduto, e por isso Roma está lotada de lugares assim. A Fontana de Trevi é a maior dessas fontes e marcava o final do Acqua Vergine, um dos principais aquedutos da época. Apesar de ser naturalmente linda e chamar atenção devido à sua grandiosidade e aos detalhes, o que deu fama à Fontana foi o filme La Dolce Vita de Fellini, da década de 60, que tem a famosa cena em que a protagonista americana entra na fonte à noite. Ah, e é tradição jogar uma moedinha de costas e fazer um pedido, você acredita nessas coisas?

Toda a imponência do mármore branco da fontana

Toda a imponência do mármore branco da fontana

6- Piazza di Spagna/ Spanish Steps

A famosa escadaria da Piazza de Spagna recebe milhares de turistas e romanos todos os dias, que sentam ali para comer e beber, observar pessoas e tirar fotos. Acima da escadaria está a igreja Trinitá dei Monti, e em frente à escadaria, no meio da praça, a fonte em forma de barco, chamada pelos Romanos de Barcaccia (ou banherão). Além de se sentar nos “Spanish Steps”, os turistas também costumam comprar um gelato e seguir pelas ruas que saem de lá para observar as vitrines de lojas famosas na Via de Condotti.

Pessoas lotando a escadaria, com a igreja ao fundo, e parte da "banheira" a frente

Pessoas lotando a escadaria, com a igreja ao fundo, e parte da “banheira” a frente

Terminando de explorar essa região, vá em direção à piazza del Poppolo pela sofisticada Via del Babuíno. Seguindo por ela, pouco antes de chegar à praça você cruzará pelo hotel de Russie, exemplo de luxuosidade na cidade, e pela Via Margutta, uma pequena ruela que ficou famosa no filme “Vacanze Romane” com Audrey Hepburn, e onde o cineasta Frederico Fellini já viveu.

A elegância do hotel de Russie, na via del Babuino

A elegância do hotel de Russie, na via del Babuino

7-Piazza del Popolo 

Esta praça foi palco de muitos acontecimentos ao longo da história de Roma. Primeiramente, sua importância veio do fato de ter sido a principal porta de entrada para a cidade. Além disso, o imperador Nero foi sepultado nessa praça, na Igreja de Santa Maria del Popolo, que também conta com obras de artes preciosas de artistas como Caravaggio.A praça também conta com uma fonte ligada ao aqueduto Vergine, e um obelisco egípcio de 24m, que antes adornava o Circo Maximo. Você também verá as duas igrejas gêmeas, que são chamadas assim pois são simétricas e estão uma ao lado da outra ( Santa Maria in Montesanto e Santa Maria dei Miracoli). Ao longo dos anos a praça foi um centro de manifestações e encontros públicos, mas hoje se destina, principalmente, a passeios.

As igrejas irmãs e o obelisco à frente

As igrejas irmãs e o obelisco à frente

A antiga porta de entrada da cidade ao fundo

A antiga porta de entrada da cidade ao fundo

Agora que você já conhece o básico de Roma, fique de olho nos próximos posts pois a cidade ainda tem muito a oferecer, como o Coliseu e o Foro Romano, o Vaticano, bons restaurantes e bares, e lugares de compras!

 

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

  • Bom dia, estou amando o site.
    Terei so o final de semana, sabado dia inteiro e domingo até as 18:hrs pra conheccer tudo. Onde me recomenda hospedar e o que nao posso deixar de fazer?
    obrigadaaaa

  • Mari. Visitarei Roma no final do ano, terei dia livre por lá, no dia 24/12. Vc acha que encontro o Coliseo e demais lugares abertos ?

    • Cinthia, Fiz sim, mas eu gosto de andar e foi o dia inteiro, parando para comer, tomar um gelato ou um vinho ao longo do dia 😉

  • Olá. . Estou indo em outubro para Roma. Tenho receio de me perder a pe. Como fazer? Há algum aplicativo offline? Obrigada

    • Oi Tamires, voce pode usar o bom e velho mapa, que encontrará em qualquer banca de Roma, ou mesmo no hotel. Mas no centro turístico é bem fácil de se locomover, então eu não ficaria tão preocupada. Mas leve um mapa para garantir.
      Boa viagem!

  • Monica fischer

    Estou indo no final de setembro , espero aproveitar o máximo .estou indo a Roma , Paris , Lisboa Londres, e madri

  • Olívia Corrêa

    Oi meninas! Andei por Roma hj. A Fontana do Trevi esta sem água para restauracao. Super dica q eu tive aqui para o Coliseo e acho q vale a pena dividir: comprar o bilhete para o Coliseo e Foro Romano na bilheteria do Palatino. Lá não tem fila. Alguma dica sobre a Ostia Antica?
    Beijos!

    • Olivia, que coincidencia! Acabei de publicar um post sobre essa dica do Palatino! Realmente foi providencial para evitar as filas!
      Infelizmente, sem dicas da Ostia Antica por enquanto 🙁
      Aproveite muito a viagem!
      Beijos

  • + Ver mais comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *