5 passeios que você não pode perder em Ouro Preto


Atualizado em:


Ouro Preto é um marco da história brasileiro pois foi o centro da mineração e exploração de ouro na época em que éramos colônia de Portugal. A chegada dos bandeirantes em busca de riqueza mineral transformou a região de Minas Gerais e deixou marcas que estão conservadas até hoje, e que merecem uma visita. Estivemos lá recentemente pois Ouro Preto é uma das principais cidades da Estrada Real, já que é a junção dos três maiores caminhos (conheça todos os caminhos AQUI) e listamos tudo o que é imperdível para você se sentir dentro de um livro de história do Brasil.

1- Praça Tiradentes: o cartão postal da cidade deve ser também seu ponto de partida, já que fica no centro dos principais lugares que você deve conhecer. Ela é, até hoje, um dos lugares mais simbólicos de Minas Gerais, e também é conhecida como “solo dos inconfidentes”. Por isso, muitos políticos mineiros, desde antigamente, começam suas campanhas fazendo discursos ou comícios nessa praça.

É nela que também está localizado o Centro Cultural, ponto de informação turística oficial da cidade e onde você pode contratar um guia por um dia, que vai te levar nos principais lugares da cidade. Nós recomendamos muito que você contrate um guia pois, mesmo que você saiba onde quer visitar, eles sabem bastante da história e de detalhes curiosos. Lembrando que é importante contratar um guia oficial, pois os guias de rua, mesmo que mais baratos, podem passar informações erradas. (DICA: contratamos o Afonso, e amamos. O e-mail dele é [email protected] e ele cobra, em média, R$160,00 para um dia inteiro de passeio).

Praça Tiradentes Ouro Preto

Praça Tiradentes

Centro Cultural Ouro Preto

Essa casa da esquina é o centro cultural

2- Museu da Inconfidência: Indispensável para entender toda a história da inconfidência mineira e do contexto que levou a essa rebelião (que acabou com o esquartejamento de Tiradentes), o museu foi reorganizado de maneira mais lógica e cronólogia recentemente, pela mesma pessoa que organiza o Louvre. Os pontos altos estão todos no andar térreo, como os marcos da sesmaria de Vila Rica (antigo nome de Ouro Preto), a sentença e parte da forca de Tiradentes, a lápide de Marília de Direceu, e uma sala que homenageia todos os inconfidentes.

O Museu não permite fotos em seu interior e cobra R$10,00 a entrada.

museu da inconfidência ouro preto

Fachada do museu

3- Igreja de Nossa Senhora do Pilar: uma das 13 igrejas da cidade, esta atrai pelo fato do teto ter sido pintado pelo pai do aleijadinho, famoso artista mineiro, além de ser a segunda igreja mais rica (em ouro) do Brasil. A sua arquitetura tem traços do fim do barroco e início do rococó (estilo menos rebuscado que o barroco).

Nossa senhora do pilar ouro preto

Peguei uma foto da internet só pra mostrar a beleza do interior da igreja, já que não pode tirar foto dentro (imagem: reprodução)

4- Igreja de São Francisco de Assis: Já no estilo rococó, esta igreja é menos rebuscada que a do Pilar, mas é também repleta de simbologia e detalhes interessantes. O fato de São Francisco de Assis ter sido um pregador da vida mais desapegada materialmente, também influencia na decoração, mais austera e com menos “preciosidades”, como o ouro. Aproveite e dê uma passada na feirinha de artesanato em pedra sabão, bem em frente à igreja.

Igreja Ouro Preto

Igreja São Francisco de Assis

CURIOSIDADE: Sabe porque Ouro Preto e outras cidades coloniais tem tantas igrejas? São dois motivos principais. Um é que as igrejas eram grandes fontes de arrecadação de tributos no período colonial, portanto, ter mais igrejas, significada mais dinheiro pra coroa. Outro ponto importante era o fato das classes sociais não se misturarem nem nas igrejas, por isso cada classe tinha a sua, por exemplo, havia a igreja dos negros escravos, a igreja da classe dos trabalhadores (artesãos, marceneiros, etc), da burguesia, entre outros.

5- Rua Direita e outras ladeiras: Quase uma instituição, as ruas e ladeiras de Ouro Preto são um marco na cidade. Aproveite seu tempo por lá para caminhar bastante e descobrir lojas e restaurantes, além de ver as tradicionais plaquinhas das repúblicas de universitários, que acabam virando hotel em tempos de carnaval. Ouro Preto foi feita para ser explorada a pé, então aproveite ao máximo.

Rua Direita Ouro Preto

Rua Direita

Ouro Preto

Passeando por Ouro Preto

_________________________

Viajamos a convite do Instituto Estrada Real, entidade sem fins lucrativos que visa promover o destino turisticamente.

Também participaram da viagem: Dentro do MochilãoPé na EstradaTerritóriosTrilhas e AventurasViagens Cinematográficas e Viajando com Eles.

Blogueiros na estrada real

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

  • Adoro as cidades históricas mineiras!! Na minha última viagem, fiquei 2 dias inteiros explorando as igrejas e museus de Ouro Preto e foi pouco tempo! E a cidade tem restaurantes ótimos tb!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

EnglishPortuguese