Inhotim: Informações úteis


Atualizado em:


Esse artigo faz farte da série sobre Inhotim, com três posts: informações úteis sobre Inhotim, tudo sobre as obras e galerias de arte, e sugestão de roteiro de dois dias em Inhotim.

Aqui você encontrará informações gerais e tudo o que você precisa saber para visitar Inhotim, ou conhecer mais sobre o lugar. Esse é o primeiro passo para programar sua ida, com detalhes de preços, onde ficar, onde comer,  e outras questões práticas.

O QUE É INHOTIM?

O Instituto Inhotim é um centro de arte contemporânea (o maior centro ao ar livre da América Latina) que foi inaugurado em 2002 na cidade de Brumadinho (distante cerca de 60km de Belo Horizonte, MG) e aberto ao grande público em 2016. Tem uma área de mais de 750 hectares compostos por um Jardim Botânico (Mata Atlântica), obras ao ar livre, e galerias de arte, além de restaurantes e um centro de reuniões.

Só passear pelo jardim, que tem um paisagismo incrível com espelhos d’água, lagos, canteiros e uma variedade enorme de plantas, já faz sua visita valer a pena. Mas, mesmo se você não gostar muito de arte contemporânea, as obras são interessantíssimas e, muitas delas, interativas, o que deixa o passeio mais leve e divertido.

HORÁRIOS E PREÇOS

O instituto abre de terça a domingo das 9h30min as 16h30min (sendo que aos sábados, domingos e feriados, ele fecha um pouquinho mais tarde, as 17h30min) e o ingresso às quartas é gratuito. As terças e quintas custa R$25,00 e de sexta, sábado, domingos e feriados custa R$40,00. Idosos, estudantes e crianças de 6 a 12 anos pagam meia entrada, e menores de 6 anos não pagam.

Bilheteria do Inhotim

Na bilheteria do Instituto é possível, também, comprar o passe para o  transporte interno oferecido por eles. Você paga R$25,00 por pessoa e tem direito a usar, quantas vezes quiser ao longo do dia, os carrinhos de golfe que levam para os pontos mais distantes.

Eles tem rotas pré-definidas e funcionam o dia todo. Eu comprei e achei que ajudou bastante (até porque eu só tinha um dia pra visitar tudo e não podia demorar muito para ir de um lugar para outro), mas fazer a visita toda a pé também é super tranquilo e nenhuma preparação de maratonista é necessária.

A Oturí, operadora de turismo e eventos de Inhotim, também oferece a opção de um carrinho exclusivo para até 5 pessoas durante o dia todo. O preço é bem mais caro: R$480 a diária ou R$160 por hora. Na bilheteria eles podem dar maiores informações sobre isso, ou você pode mandar um e-mail para a Oturí.

HOSPEDAGEM NOS ARREDORES DE INHOTIM

Inhotim fica em Brumadinho, que é bem perto de BH. Então se você quiser fazer um bate-volta, é perfeitamente possível. Eu me hospedei em BH e fui cedinho pra Inhotim, e a noite já estava de volta. Já a Marcella passou a noite em Brumadinho, cidade mais conveniente para se hospedar, e conheceu Inhotim em dois dias com mais calma e mais tempo para se aprofundar.

Se você quiser passar um final de semana de imersão, Brumadinho tem algumas opções de hospedagem em hotéis e pousadas, mas ainda conta com uma infra-estrutura simples e em desenvolvimento. Pequenas cidades ao redor também oferecem opções de hospedagem.

A Marcella ficou na recém-inaugurada Pousada Verdes Villas, quando estava na sua primeira semana de operação e ainda em soft-opening. A pousada era bem justa para se passar a noite e tudo estava no seu lugar. Quartos novos e limpos, com ar-condicionado, cama confortável (mas a de solteiro era um pouco pequena) e banheiro amplo. Ainda de quebra tinha um bom cafézim mineiro no dia seguinte. Segundo ela, uma parte da pousada ainda estava em construção e parecia que ia ficar muito melhor, com maior integração da pousada com a natureza ao redor. Quatro meses depois de sua inauguração, a Pousada Verdes Villas é uma das campeãs em vendas no Booking.com. O que era bom deve ter ficado melhor mesmo! =)

Outra opção indicada em Brumadinho é o Estrada Real Palace Hotel, ainda perto do Instituto e uma boa opção! A Pousada Nova Estância fica a uns 20 minutos da cidade e 30 do parque e é queridinha entre os turistas também.

Mas, quem quer luxo e conforto e não se importa em pegar 1 hora de uma estrada não tão boa depois de sair do Inhotim, a sugestão que recomendamos é a Estalagem do Mirante.  No alto de uma colina, tem uma vista maravilhosa e quartos deslumbrantes. Conforme falamos no post com nosso roteiro em Inhotim, nós fomos no restaurante Topo do Mundo (que é do lado da Estalagem do Mirante) depois do nosso primeiro dia de visita, e a vista é mesmo de tirar o fôlego. Ainda perto do topo do Mundo, a nova opção de hospedagem Vila Severina promete quartos bons, vistas privilegiadas e a quase a mesma proposta do Estalagem do Mirante mas com quartos pela metade do preço. É, a competição está começando! Queremos testar na próxima ida.

ALIMENTAÇÃO

Brumadinho tem várias opções de restaurantes, mas eu, particularmente, acho que é mais interessante comer dentro do Inhotim mesmo. Lá tem várias lanchonetes e dois restaurantes bem legais.

Cada lanchonete oferece algo diferente, por exemplo pão de queijo, pizzas, cachorro quente, sanduíches, quiches, e itens de cafeteria. Elas estão espalhadas pelo parque em pontos estratégicos.

Os restaurantes, por sua vez, oferecem refeições mas, cada um com a sua particularidade.

O restaurante Oiticica é bem amplo e moderno e conta com um buffet a quilo e, por isso, tem preços mais acessíveis (mesmo o quilo custando R$38,00). Já o restaurante Tamboril é mais refinado, com opções mais caras e muito mais elaboradas. Lá o buffet tem um preço fixo de R$70,00, com sobremesa inclusa e uma imensa variedade de uma comida super saborosa elaborada pela chef Dailde Marinho, que também comanda o cardápio do Oiticica. A carta de vinhos é também bastante variada.

Restaurante Tamboril, no meio do jardim

 

Buffet do Tamboril

Mesa de doces do restaurante Tamboril

Entrada do restaurante Oiticica

Restaurante Oiticica em Inhotim

Dentro do restaurante Oiticica em Inhotim

PRONTOS? ANTES, CONFIRA MAIS DICAS

Das informações úteis, esses são os principais pontos que você precisa saber antes de ir. Vale lembrar que perto da bilheteria tem a lojinha, com souvenirs do instituto, peças de design e livros de arte. Não se deixe hipnotizar pela loja no começo do passeio e deixe para ir depois que o Inhotim fecha, já que ela fica aberta até mais tarde.

Caso vocês queiram saber de alguma outra informação extra como o modo de virar um “Amigo do Inhotim”,o site do Institutoo é super completo, com todas as informações que você precisa saber. E, claro, você também pode nos perguntar que ajudaremos com prazer!

Veja a segunda parte do post com as informações sobre as obras de arte e galerias do Instituto Inhotim. É um mini guia de obras imperdíveis e com algumas explicações pra facilitar o entendimento das galerias. Vale a pena saber mais antes de ir. =)

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais
por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.