Dresden em Seis Passos – Coluna 365 dias pelo mundo, por Mari Camargo


Atualizado em:


A duas horas de Berlin, quase lá na curva com a República Checa, fica a cidade de Dresden. Centro cultural da Europa durante o século XVIII, destruída durante a Segunda Guerra Mundial e escondida atrás da Cortina de Ferro até a reunificação alemã, a cidade mistura épocas e histórias diferentes nas suas ruas e monumentos. Essa diversidade histórica dá à cidade um caráter único, e isso reflete-se nos diferentes espaços públicos e museus que fazem da cidade um ponto de parada obrigatório, principalmente para quem quer conhecer o pouco explorado Leste alemão.

Mas, e aí? Que que tem de tão diferente no Leste alemão? Não é tudo a mesma coisa? Não. O período da República Democrática Alemã criou muitas diferenças entre os alemães do Oeste e os alemães do Leste, que, de alguma maneira, perduram até hoje. Isso faz do leste alemão em geral e de Dresden em especial um ótimo lugar pra peoplewatch: essa lambança cultural criou gente mais simples e mais conectada com a comunidade do que em cidades tradicionalente capitalistas como Frankfurt, Munique e Hamburgo. Mas de qualquer maneira, Dresden é considerada a mais sofisticada das cidades do leste alemão, ainda que tenha grande parte dela tenha sido reconstruída depois da segunda Guerra mundial, ela permanece como referência de estilo e arquitetura.

Detalhes da cidade II

Uma cidade charmosa, cheia de detalhes interessantes.

Devido à excelente rede de transporte público disponível e ao tamanho relativamente pequeno da cidade, 2-3 dias de bom tempo e bons sapatos te fazem conhecer tudo o que a cidade oferece de melhor. Confira seis passeios que você tem que fazer quando estiver em Dresden:

1- Prager Strasse

Como cheguei em trem, essa foi a primeira vista de Dresden. Caminhe rua acima e você encontrará o centro comercial da cidade, com todas as maiores lojas de roupas e fast-food padrão. Caso fazer comprar não seja seu objetivo, pegue um tram ou caminhe direto até a cidade velha!

2-Passeando pela cidade velha (Altstadt)

Tire algumas horas para passear à esmo pelo centro da cidade, que oferece infinitos exemplares de arte barroca. Por onde se olha, vê-se um toque de ouro e outro de esplendor – os mínimos detalhes e a riqueza dos edifícios te fazem ficar bobo e agradecer ao milagre que fez com que todas essas estruturas arquitetônicas sobrevivessem à Guerra. Não perca o maior mural de porcelana do mundo, o ‘Furstenzug’, que retrata os 35 príncipes, condes e reis da dinastia dos Wettin da Saxônia. Não perca também o palácio de Dresden e a casa de opera Semperoper – ambos edifícios contribuem para a beleza arquitetônica da cidade.

>>Dica! Quem é estudante tem desconto e consegue assistir à uma opera por apenas €11!

Furstenzug

Furstenzug, o maior mural de porcelana do mundo.

A Casa de Opera Semperoper, em Dresden.

A Casa de Opera Semperoper, em Dresden.

Não deixe de entrar na gloriosa igreja protestante Frauenkirche, que é um dos cartões postais da cidade. Construída durante o século XVIII, foi totalmente destruída durante a segunda Guerra mundial. Os destroços da igreja foram mantidos intactos como memorial de Guerra até a reunificação da Alemanha em 1990, e sua reconstrução usou como matéria prima os tijolos e destroços da antiga construção. No topo da igreja há uma cúpula de onde se pode ver a cidade de cima, desenvolvida por um inglês cujo avô havia participado dos bombardeios à cidade de Dresden em 1945.

>>Dica! Para subir à cúpula da igreja, cobra-se €8. Mas você pode ter uma vista igualmente impressionante subindo até o topo da igreja vizinha Kreuzkirche, que pagando apenas €2,50

Frauenkirche

Frauenkirche

Interior Frauenkirche

Detalhes do interior da igreja.

Parada obrigatória é também o Palácio Zwinger, que é considerado o Louvre alemão. Construído também em arquitetura rococó, o belíssimo palácio é hoje um Museu que abriga diversas coleções de obras de arte. Para saber quais exposições estão rolando, acesse o site da curadoria de Dresden. Acessar o jardim interno do palácio é grátis, enquanto o acesso ao acervo custa €10 para adultos, €7,50 para estudantes e até 17 anos a entrada é franca.

Palácio Zwinger.

Palácio Zwinger.

3- Do outro lado do rio

Atravesse a ponte sobre o rio Elbe e faça um piquenique na grama que se extende às bordas do rio, com a melhor vista da silhueta da cidade. Mesmo se não estiver sol, não perca a oportunidade de ver de longe como as diferentes construções de diferentes cores elevam-se umas sobre as outras.

>>Dica! Não perca o festival de filmes à céu aberto que rola durante o verão, o ‘Filmnachte Am Elbufer’. Nesse período as margens do rio também ficam cheias de grupos alegres tomando cerveja e ouvindo a concertos grátis promovidos pela cidade.

Vista do outro lado do rio.

Vista do outro lado do rio.

4- Cidade Nova – Neustadt

Ironicamente, a cidade nova é na verdade a parte mais velha da cidade, datando do século XIV. É também onde a atmosfera é mais descolada e descontraída, cheia de becos, praças, bares, restaurantes e lojinhas que vendem produtos diferentes e quinquilharias. Essa parte da cidade me convenceu pelo seu caráter e originalidade. Não perca o passeio pela Kunsthofpassage, um emaranhado de ruazinhas e quintais cheio de lojas e restaurantes que te fazem querer perder o relógio. Se você quiser fazer um lanchinho típico alemão, passe pelo Curry&Co, lanchonete de Currywurst que já ganhou o prêmio de melhor salsicha da Alemanha, partindo de €2,50.

Neustadt, a cidade nova que é a parte mais antiga de Dresden!

Neustadt, a cidade nova que é a parte mais antiga de Dresden!

5- Militärhistoriches Museum

Depois de 24 anos tentando, tenho que me resignar e reconhecer que arte não é pra mim. Isso soa horrível, eu sei, e não é que eu não me interesse – eu simplesmente não capto todas as mensagens subliminares que me são entregues através de uma pintura. Uma pena, eu realmente tentei. Museus de história, no entanto, são outra coisa. Sempre que visito uma cidade nova procuro museus que me contem mais sobre a história do país ou cidade, e em Dresden não me decepcionei.

O museu de História Militar de Dresden serve duas categorias de pessoas: os historyfreaks como eu, que podem passar 6 horas seguidas perambulando pelos corredores infinitos; e os facilmente entediados, que precisam de interação para que se mantenham entretidos. De fora, o museu não impressiona, mas os 4 andares reúnem incontáveis coleções que te levam à 1a e 2a Guerra mundiais, bem como a história do militarismo alemão a partir do pós Guerra. É considerado um dos três maiores e melhores museus de história da Alemanha e foi, definitivamente, um ponto alto do meu fim de semana na cidade.

>>Dica! Às segundas-feiras, quando o museu fica aberto até às 21h, a entrada é grátis a partir das 18h. A entrada normal custa €5 e estudantes pagam €3.

6- Gedenkstätte Münchner Platz

Outro museu menos conhecido, mas igualmente interessante, o Gedenkstätte Münchner Platz conta outra faceta da história alemã. Durante o período de Hitler, o prédio serviu como uma cadeia para presos politicos e indivíduos perseguidos pelo regime. Após a segunda Guerra, serviu de tribunal para os crimes de Guerra cometidos pelos alemães até 1945. Já nos anos 50-60, voltou ao seu propósito inicial de prisão, servido dessa vez o regime comunista da República Democrática Alemã. Hoje em dia o edifício imponente (que parece Hogwarts, diga-se de passage), reúne um acervo que inclui histórias individuais dos presos de cada período, estatísticas e outras informações de interesse para quem gosta de história.

>>Dica! O ponto baixo do museu é que poucas informações são traduzidas para o inglês. Pode-se, porém, marcar um tour na língua inglesa por €25 (indepentende do número de pessoas do grupo) através do e-mail gedenkstaette@mailbox.tu-dresden.de, o que recomendo muito! Os guias são super atenciosos e fazem o dinheiro valer. De outro modo, a entrada no museu é grátis.

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais
por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.