Parque Nacional Tayrona – Tudo para aproveitar as praias e trilhas


Atualizado em:


A principal jóia dos arredores de Santa Marta é o Parque Nacional Tayrona, a meia hora de van de Santa Marta. Grandes ourives, a tribo dos tayrona viveu nessas imensas encostas verdes entre os séculos 11 e 16. É um lugar muito bem preservado, com ares de litoral do Sudeste do Brasil, mas repleto de história local. Mas o barato do parque são as trilhas e as praias, por supuesto.

Tayrona1

Praia em Tayrona

A caminhada de 3,5 quilômetros de Cañaveral até Arrecifes leva 2 horas com lindas vistas das praias entrando e saindo por uma floresta que lembra e muito a nossa Mata Atlântica, com destaque para a La Piscina, a melhor praia para nadar. É um percurso de dificuldade média, com alguns trechos de areia fofa e outros de cascalho. Se ficar bem ligado dá para ver famílias de micos-titi, um dos menores do mundo: eu vi uma meia dúzia deles, uma graça, mas a foto é difícil…

Tayrona2

Outra opção é alugar um cavalo e ir até Cabo San Juan, a 7 quilômetros da entrada do parque – claro, você também está livre pra ir a pé seguindo as placas. Atenção aos desavisados e aos naturistas: a Playa Boca del Saco é território dos nudistas. Se não for ficar nu com a mão no bolso, no mínimo, respeite.

Tayrona6

A maior parte dos viajantes dorme em Tayrona e as opções principais são duas: acampar (cerca de 25.000 pesos ou R$ 28) ou pernoitar num dos charmosos bangalôs de luxo (desde 611.00 pesos ou R$ 689). Existe também passeios de um dia, como eu fiz (desde 97.000 pesos ou R$ 109), mais US$ 50 de entrada no parque. Sim, é caro.

Tayrona4

Existe também a opção de fazer uma caminhada até a Cidade Perdida do povo tayrona. As ruínas multicentenárias foram descobertas apenas em 1976. O nome chama a atenção e remete a Machu Picchu, mas estamos falando de uma trilha de 5 dias caminhando de 6 a 7 horas por dia, com subidas duríssimas em meio à mata úmida. Só é possível fazer a caminhada com um guia autorizado pelo governo. Os pacotes custam cerca de 680.000 pesos (R$ 767).

Tayrona3

Toda a gestão do parque nacional é feita por uma empresa que detém a concessão desde 2005 e a conservação do parque e manutenção da sinalização é bem boa. Algumas estradas dentro do parque ainda deixam a desejar, mas os guias dizem que se antes era mais barato viajar, porém agora tudo flui melhor.

Enfim, vale a pena visitar o Parque Nacional Tayrona? Olha, se você não estiver esperando um mar azul caribenho, se estiver precisando de praia e for um amante das caminhadas, vale! Se não souber nadar direito ou não gostar de andar, então nem vá: o mar ali é bem traiçoeiro e anda-se bastante. Cá entre nós, qualquer praia da Costa Verde ou de Ilha Grande é mais bacana. Mas você está descobrindo um novo destino, certo? Já que chegou até lá, então aproveite!

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

EnglishPortuguese