Como manter uma grande amizade à distância?


Atualizado em:


Com palavras é possível mentir. A escrita também pode enganar sem que percebamos. Sorrisos podem ser falsos sem parecer. Mas um abraço não mente. E as amizades que mantemos à distância só me fazem perceber o poder do querer bem. Talvez ele não seja mais o amigo de todos os dias, logo ali para uma cerveja. A distância hoje impera, mas nada supera a verdade daquele abraço.

Um abraço de encontro ou de despedida é a sinceridade emanada na certeza do vínculo. O peito de um que amassa o peito do outro. Ultimamente têm sido frequentes o encontro com amigos muito próximos que moram fora, mas que parecem estar pertinho. Claro, as tecnologias aproximam, mas o olho no olho é imbatível.

Foto: Wil Stewart

Nas últimas semanas encontrei três amigos-irmãos que não vivem por perto. Nunca há script, mas geralmente começa por atualizar sobre os últimos meses, trabalho, situação geral no país onde vive, curiosidades locais, sentimentos gerais sobre a vida de imigrante. É preciso quebrar o gelo, afinal, mesmo usando Whatsapp, Face Time e email, a distância existe e se manifesta nesses primeiros momentos. O tempo juntos um diante do outro, ainda que sejam apenas alguns instantes, é o que nos reaproxima. Cada minuto conta.

COMO MATAR A SAUDADES

Naturalmente, parte-se para algumas considerações que fogem completamente ao papo de elevador. As confissões, as dúvidas, os amores, as frustrações, a vontade de continuar acreditando. Com isso vem a certeza de que os dilemas são os mesmos em São Paulo, em Boston, em Dusseldorf ou em Adis Abeba. Somos humanos em qualquer fuso-horário.

Foto: Matheus Ferrero

Uma amizade só é pelo que já foi. A não ser que tenha acabado de nascer. Explico: só somos amigos pelo que vivemos juntos. Por isso, parte fundamental do reencontro são as memórias, os causos, os espaços e tempos que compartilhamos. Lado bonito desses relatos é escutar o amigo contando a uma terceira pessoa os detalhes de uma história engraçada ou dramática vivida conjuntamente. Mesmo sendo tão diferente da minha versão, me calo porque sei que foi narrada com verdade. Os anos agem sobre os fatos, mas não sobre o que sentimos um pelo outro.

POR QUE ABRAÇAMOS?

De repente, depois de algumas gargalhadas brota um silêncio. Mas aquele vazio que pode ser tão constrangedor para muitos me soa tão bom. Os quilômetros que nos separam, as rotinas, os e-mails de trabalho, os avisos de reunião, as “to do lists” diárias. Não somos feitos disso, mas do que vivemos e do que trocamos. E nesses vácuos de diálogo eu reencontro incontáveis momentos de plenitude e lembranças incríveis. Ora, estamos aqui, um ao lado do outro, cara.

Quando um volta para a cidade-lar, onde estão todos os parentes e amigos, a sensação é sempre de não ter visto todos. A saudade fazem crescer um sentimento de que não importa quanto tempo durem os reencontros, é pouco. Umas horas, um dia, uma semana, um mês. Poderia ser sempre mais.

O poder de um abraço. Foto: Christiana Rivers

Por outro lado, podemos passar mais de ano sem ver pessoas queridas que vivem em nossa própria cidade. Mas basta ela dizer que está de partida para que sua presença se valorize. Saber da distância enobrece a relação e aumenta o sentimento de urgência. E lá vamos nós para mais um bota-fora de fulano.

Só que tem algo fascinante na separação. Por vezes tento colocar isso na frente da dor de não ter a pessoa por perto. A distância é uma escola, ou melhor, uma faculdade. Uma máquina de ensinar, verdadeira criadora de humildade e de valorização do outro. Fábrica de reviver memórias, de consolidar sentimentos, de alimentar respeito por quem nos importa. Poucas coisas sintetizam isso tanto quanto um abraço. Até logo, amigo. E sim, pode chorar sempre que der vontade.

Foto de capa: Annie Spratt

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

EnglishPortuguese