Inhotim: Obras e galerias de arte


Atualizado em:


Esse artigo faz farte da série sobre Inhotim, com três posts: informações úteis sobre o Instituto, tudo sobre as obras e galerias de arte, e sugestão de roteiro de dois dias em Inhotim.

Há quem diga que é necessário passar dois dias lá para conhecer Inhotim por inteiro (a Marcella fez o passeio em dois dias e alega que passaria facilmente mais dias por lá), e há quem passe algumas horas e já acha suficiente. Eu não fiz nem um, nem outro. Fui sábado de manhã e fiquei até a hora de fechar. Achei o tempo ideal* para ver o que eu queria, mas isso só foi possível porque eu me programei antes e já sabia também o que teria que deixar de lado.

*Nota: atualmente o Instituo cresceu e tem novas galerias e obras. Por isso, passamos a recomendar a visita em dois dias. 

Eu me juntei com a Marcella (que visitou o Instituto em novembro de 2016 com a Dalila do Mil e uma viagens) para, juntas, elaborarmos um roteiro das obras e galerias imperdíveis por lá, explicando um pouco cada obra, e dando a nossa opinião. Esse é um bom começo para não ficar perdido quando chegar no parque, e para aproveitar melhor.

Se alguém foi em algo diferente, ou tem algo pra acrescentar, está super convidado a dar sua opinião, pois quando se fala de arte, nada é estático e as opiniões podem sempre divergir.

Obras ao ar livre que são imperdíveis

Sem nome, Edgard de Souza: são os famosos homens sem cabeça dando cambalhota.

Inhotim

Sem nome, Edgard de Souza

Beam drop, Chris Burden: são vigas de ferro fincadas no chão. Pra fazer isso, o artista usou um guindaste e soltou as vigas de lá de cima no cimento molhado. Hoje, o que podemos ver são as pontas pra fora da terra.

Penetrável Magic Square #5, Helio Oiticia: Fica na frente do restaurante Oiticica e é uma instalção formada por paredes coloridas, marca do concretismo do artista.

inhotim

Helio Oiticica

Narcissus Garden, Yayoi Kusama: É um espelho d’água com esferas de metal que refletem a imagem da pessoa. Infelizmente essa não visitei pois estava em reforma. Mas gostaria muito de ter ido.

Elevazione, Giuseppe Penone: É uma castanheira feita de bronze suspensa por árvores de verdade, ou seja, conforme as árvores forem crescendo, a árvore de cobre vai ficando mais alta.

inhotim

Elevazione: olha o tamanho da árvore de cobre

Troca-troca, Jarbas Lopes: Os famosos fusquinhas coloridos, são eles também que estão na foto de capa desse post.

inhotim

Os fusquinhas da obra Troca-troca ao fundo

Galerias que você não pode deixar de ir, e por quê

Sonic Pavillion (Doug Aitken):É a galeria mais afastada e fica em cima de um morro. A proposta é capturar o som da terra, e isso é feito por um buraco super profundo dotado de microfones que capturam o som que, por sua vez, é amplificado muitas vezes e reproduzido em uma sala circular de vidro. É bem interessante.

som da terra em Inhotim

Dentro do Sonic Pavillion, escutando o “som da terra”

Galeria Cildo Meirelles: Artista de arte conceitual, em sua galeria ele expõe 3 obras, Através, Glove Trotter e Desvio para o Vermelho. Através fala das barreiras do nosso caminho. É um chão de cacos de vidro cheio de posrtas, porteiras, grades, cercas, cortinas, e outras representações de barreiras. Glove Trotter é uma malha de ferro com bolas em baixo que pode ser entendida como a abrangência do universo sobre as coisas (lembrando, pode ser entendida, não significa que é, ok?). Desvio para o vermelho é uma sala onde TUDO é vermelho e é uma crítica à ditadura, pois nessa sala existem obras de varios artistas, mas todas tem que ser vermelhas, ou seja, é uma liberdade contida.

Galeria Adriana Varejão: Ela é uma das maiores artistas brasileiras contemporâneas e isso já é motivo suficiente pra ir, mas se você precisa de mais algum motivo, tem a obra do segundo andar (são 3 andares e 3 obras) que é a “Celacanto Provoca Maremoto”. Celacanto é um peixe bem grande e o cardume dele pode fazer uma bagunça na água. No segundo andar, a Adriana Varejão usou cerâmica e fez azulejos “portugueses” com imagens semelhantes a maremotos. Os azulejos tem efeito de estarem rachados pois, quando vinham de portugal pro Brasil, muitos deles quebravam. O efeito é super legal.

inhotim

Galeria Adriana Varejão

Galeria Cardiff & Miller: É uma galeria sonora, ou seja, sua experiência é 100% auditiva. Na obra The murder of crows, você entra, senta e começa a ouvir os sons das várias caixas distribuídas pelo galpão. Os sons são do sonho/pesadelo de Janet Cardiff, que narra a história. Se você fechar os olhos, parece mesmo que está no sonho dela.

Galeria Cosmococa (Helio Oiticica): O Helio Oiticia foi um dos maiores representantes do movimento neoconcretista, então suas obras são cheias de representações e simbolismos através de formas geométircas. A galeria coscomococa é suer sensorial e interativa, e o intuito é mostrar, através da cocaína e do rock, um símbolo de resistência ao imperialismo uma alusão ao movimento de contracultura da década de 60. São várias salas, onde você entra descalço e interage com as obras de diversas maneiras. Até piscina tem (e pode entrar!).

inhotim

Galeria Cosmococa

Galeria Valeska Soares: É uma casinha de espelhos, com a projeção de um casal dançando, que se multiplica devido às reflexões. É muito legal pois a música é alta e, pra onde você olha, o casal está lá dançando. O espaço foi projetado pela artista para ser um lugar de encontro e romantismo.

inhotim

Galeria Valeska Soares vista do alto

E você, o que achou?  

E aí, o que achou da seleção? Faltou alguma coisa legal que deixamos pra trás, na sua opinião? Se tiver alguma dúvida, é só perguntar pra gente. A caixa de comentários abaixo está sempre aberta para trocarmos mais e mais conhecimento. 

Finalizo com mais fotos para babar em Inhotim:

Segredos de Viagem em Inhotim

SV marcando presença em Inhotim!

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *