Onde Comer Em Viena: Dicas de Restaurantes, Cafés e Bares


Atualizado em:


Está procurando onde comer em Viena? Não se preocupe que você vai se dar bem, porque se tem uma cidade onde eu comi muito bem foi, essa cidade foi a capital da Ásutria. Provei restaurantes das mais variadas propostas e cardápios. De lugares com uma vista bonita a um restaurante refinado com cardápio tradicional dentro do Teatro, todos forneceram opções de pratos saborosos e inesquecíveis.

Leia mais: Onde ficar em Viena, hotéis que já nos hospedamos, regiões e mais! 

Vestibül

Elegi o Vestibül um dos meus restaurantes preferidos durante a viagem, junto com o Plachutta. Ele fica dentro do prédio do Burgtheater e tem um ambiente super chique e clássico, um lugar perfeito para ir depois de uma ópera ou em uma noite especial.

A tal da lagosta…

Realmente não é um lugar nada barato, mas os pratos estavam excelentes mesmo. Comi uma lagosta que derretia na boca, era um absurdo de boa. Um amigo que estava comigo pediu um menu degustação e tudo estava divino, da entrada a sobremesa.

Plachutta e (ou) Figlmuller

Quando em Viena, você precisa experimentar um bom schnitzel. Eu morei um ano na Alemanha, mas o melhor schnitzel que comi foi na Áustria.

Há dois ótimos restaurante para comer o tal prato, o Plachutta e o Figlmuller. Os dois são super famosos e precisam de reserva antecipada. Difíciil foi escolher um só, já que o tempo curto não me permitia visitar ambos.

Um schnitzel desses, bicho…

Antes de decidir, li o relato da Mari sobre a diferença dos dois restaurantes, e usei o tipo da carne como critério para minha escolha. Segundo ela, os dois tem schnitzel ótimos, mas a diferença é, basicamente:

Plachutta: carne de vitelo em um ambiente mais moderno e arrumadinho.
Figlmuller: carne de porco em um ambiente mais tradicional e despojado.

Escolhi a carne de vitelo e fui no Plachutta, na unidade perto do Hotel Sacher, onde estávamos hospedados. Junto com a gente, vários engravatados locais na hora do almoço, contrariando qualquer expectativa que tinha de que poderia ser uma “pegadinha de turista” como na outra unidade ou no próprio Figlmuller (vive com filas de turistas ávidos por um bom schnitzel – e isso não é nenhum problema, diga-se de passagem).

O schnitzel estava de-li-ci-o-so. A carne estava super macia, mas crocante por fora e com milanesa fininha. Achei que não ia dar conta de comer o prato todo porque era gigante, mas acho que eu me subestimei… não sobrou nem um pedaço para contar história.

Fabios

Restaurante italiano no centrinho. Os pratos estavam gostosos e bem feitos, ma, honestamente, não achei nada de excepcional. Sabe aquele restaurante bom que você vai e que tudo está certinho: todos os pratos bem feitos, o atendimento é muito bom com funcionários preparados, o ambiente é bonito; mas que não fica pra sempre na sua memória? Pois essa foi minha experiência no Fabios.

Se você está querendo experimentar um restaurante diferente e não sabe onde ir, vá sem medo. Você não vai se decepcionar, só não vai ser o melhor restaurante da sua vida. Quem foi depois volta aqui e me conta o que achou nos comentários. Quem sabe a impressão não é diferente. 😉

DO & CO

Ainda não entendi porque tanta fama. Me parece muito barulho por nada. Já vou direto ao ponto, porque vi um monte de indicações em sites gringos e brasileiros, mas eu mesma não achei nada demais. Talvez por culpa das altas expectativas, talvez por ter preços relativamente altos para uma comida mediana, não sei dizer ao certo. A verdade é que eu esperava mais e sai com uma impressão ruim.

Estávamos em três e nenhum dos três pratos se destacou. Deveríamos ter ficado nas entradas, pois estavam melhores. E quem sabe ter arriscado um sushi.

As entradas da noite…

O DO&Co tem dois restaurantes na cidade e um café super gostosinho, o Demel. Nós fomos na unidade Stephansplatz, em frente a igreja principal no centrinho, que fica na cobertura do hotel DO&CO. A vista de lá é linda, por esse motivo talvez valha a pena ir no bar que fica no andar debaixo do restaurante, para curtir uns drinks com a mesma vista e em um ambiente bem mais animado e com uma música ligeiramente mais alta como trilha de fundo.

Uma vista realmente especial

Le Bol – dica de amigos

Um lugar que infelizmente não consegui experimentar, mas que fiquei morrendo de vontade. Recebi essa dica da Luiza, do 360 meridianos. No meio do centrinho, o Le Bol é um cafézinho super aconchegante, com pratos rápidos como saladas e sanduíches, todos com uma cara bem apetitosa. Me parece ser um desses segredinhos que a gente descobre por acaso em uma viagem. Acho que vale conferir.

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

EnglishPortuguese