Passeios em Moscou – um guia completo para conhecer a cidade


Atualizado em:


Depois de entender um pouquinho mais sobre a cultura e historia da Rússia, e escolher qual a melhor região se hospedar, é hora de planejar os passeios para conhecer bem a cidade. Confira abaixo os principais lugares para passear e mergulhar na cultura do país, com 6 dicas espertas de passeios em Moscou.

1- Kremlin

O Kremlin é uma cidadela rodeada por muros que hospeda a sede do governo Russo. Apesar do local ser usado como sede de grandes impérios antigos, foram os Czares que construíram o Kremlin como vemos hoje. Ele foi casa dos imperadores, dos soviéticos, e hoje é a sede da Presidência do país. Um lugar com tamanha importância histórica e política merece um dia inteiro de passeio, já que o complexo é composto por diversos palácios, catedrais, jardins, e até um shopping. Abaixo você encontra os pontos de visitação do Kremlin (já que alguns estão em funcionamento pelo Governo e não permitem a entrada de turistas). Enquanto que a praça vermelha e suas atrações tem entrada gratuita, para visitar o Kremlin, suas catedrais e museu é necessário ingresso, que pode ser comprado na bilheteria que fica nos jardins de Alexandre. Ja compre o ingresso do Kremlin e do Museu ao mesmo tempo, para garantir.

Praça Vermelha: O coração do Kremlin e de Moscou ganhou esse nome não por causa da cor dos prédios ou da época do comunismo, mas sim porque a palavra “vermelho” em Russo contemporâneo significava “belo” no Russo antigo. Ou seja, o nome original era Praça Bela, mas que no Russo de hoje ficou traduzida como Praça Vermelha. A praça é aberta ao público e suas atrações não cobram ingresso- ao contrário do Kremlin.

Vale dar uma olhada neste tour guiado que passa por Kremlin e pela Praça Vermelha.

A praça Vermelha

Catedral de São Basílio: O cartão postal mais famoso de Moscou, essa catedral Ortodoxa fica no meio da Praça Vermelha. Hoje um museu, a catedral aceita visitas a seu interior todos os dias (exceto Terças) das 11h as 17h.

Neste link você pode comprar seus bilhetes de entrada e tour pela catedral.

Quando se chega na praça vermelha, já dá pra ver a imponência da Catedral de São Basílio

A fotogênica Catedral de São Basílio

Mausoléu do Lênin: Localizado na Praça Vermelha, o monumento é uma homenagem ao líder soviético, e também exibe seu corpo embalsamado do lado de dentro. Visitantes pegam uma fila e, um a um, podem visitar a tumba onde o corpo está exposto. No entanto, você não consegue olhar muito atentamente pois guardas estão o tempo todo te dizendo para andar- não é possível parar e observar, muito menos tirar fotos do lado de dentro. Há quem diga que este não é de fato o corpo de Lênin, mas vai saber, né?

Esta excursão por Moscou sobre o comunismo inclui uma visita ao mausoléu.

O Mausoléu do Lenin (repare no frio que eu peguei)

Área externa do mausoléu do Lenin

GUM: Loja de departamentos da época da União Soviética, esta grandiosa loja na praça vermelha hoje abriga marcas Russas e internacionais, além de cafés e restaurantes. É uma boa opção pra se abrigar do frio, ou mesmo para comer rápido e barato- há “cantinas” com comida típica russa como eram na época soviética. Além de super interessantes, a comida é genuinamente russa, barata e o local frequentado por locais. A mais famosa é a Stolovaya Nº57.

A GetYourGuide está oferecendo um tour guiado bem completo pelo bairro do Kremlin, que inclui uma passagem pelo GUM.

A fachada da GUM na praça vermelha

A loja de departamento GUM

Palácio do Kremlin: O principal prédio do Kremlin não é aberto ao público pois é a residência oficial do Presidente. No entanto, dá pra tirar fotos do lado de fora.

Compre aqui seu Moscou CityPass e economize nos passeios!

Arsenal: Logo atrás do palácio está o prédio do arsenal (armoury), que hoje é um museu que conta não só com armas, mas também com peças dos Czares. Sem dúvidas um dos lugares mais interessantes do Kremlin. Para entrar, você precisa de um ingresso que é vendido na bilheteria do Kremlin. Eles tem a opção de ingresso combinado com a entrada para o Complexo. Note que os ingressos para o museu são com hora marcada.

Se quiser comprar seu ingresso com antecedência e não pegar filas, clique aqui.

Um dos corredores do museu que fica dentro do arsenal do Kremlin

Coroas dos Czares, exposta no museu do Kremlin

O vestido usado por Catarina, a grande, em sua coroação

Praça das Catedrais:  Catedral da Anunciação, Catedral da Ascensão, Igreja de Nossa Senhora do Manto Sagrado

A praça das catedrais, dentro do Kremlin

Palácio do Patriarca: Construído no século XVII, este palácio hoje abriga peças antigas da oligarquia Russa. Com o ingresso para o Kremlin, não precisa de ingresso extra.

Palácio das Facetas: Local que era usado como sala de banquetes pelos Czares, é lindamende decorado e está aberto para visitação (com o mesmo ingresso que se entra no Kremlin).

Torre do Sino: O prédio mais alto do Kremlin, essa torre abrigaria o sino de Ivan, o Grande. Hoje abriga exposições temporárias no piso térreo.

Sino de Ivan, o Grande: Considerado o maior sino do mundo, essa peça nunca saiu do chão. Na verdade, houveram diversas tentativas frustradas de tirá-lo do molde do artesão- e só conseguiram muitos anos depois.

Jardins de Alexandre: Localizado na área externa do Kremlin, os jardins são uma bela área para passear. É também nele que se encontra a tumba do soldado desconhecido, onde há a troca da guarda (bem simplezinha, são dois guardas apenas, mas é interessante).

Os Jardins de Alexandre, que ficam do lado de fora do Kremlin

Os jardins de Alexandre são bonitos mesmo no inverno!

A pequena, porem metódica, troca da guarda do Kremlin, que acontece do lado de fora do muro, onde estão os jardins.

2- Catedral do Cristo Salvador

Pertinho do Kremlin, a beira do rio Moskva, está esta imponente catedral Cristã Ortodoxa (a mais alta do mundo). O mais interessante é saber que a igreja que vemos hoje é uma réplica, já que a original foi destruída durante a União Soviética, sob ordens de Stalin, e reconstruída em 1990. Esta é a principal igreja da cidade, onde importantes eventos aconteceram no passado (na época dos Czares) e acontecem hoje em dia.

A belíssima catedral vista a noite

3- Galeria Tretyakov (State Tretyakov Gallery)

Este museu de belas artes contem a maior coleção de arte Russa do mundo. Desde obras da antiguidade, ate artistas de épocas mais recentes, a Galeria Tretyakov é um ponto crucial de qualquer visita a Moscou. Compre suas entradas com antecedência na GetYourGuide.

4- Novo Museu Tretyakov e cemitério das estátuas caídas

Esse foi um passeio que me surpreendeu positivamente! Cheguei na nova galeria Tretyakov sem esperar muito, só querendo ver obras de Kandinsky na sua terra natal. Qual não foi minha surpresa quando descobri que todas as obras dele haviam sido re-alocadas temporariamente para exposições na Europa, e eu não conseguiria ver nenhuma. Porem, uma vez sem foco em nenhuma obra especifica, eu comecei a explorar esse museu de arte moderna e contemporânea, e me surpreendi com tantas obras interessantes! Vale super a pena. E o bônus é que o jardim nos fundos do museu é também uma atracão a parte- o cemitério das estatuas caídas, onde é possível ver resquícios de estatuas da época soviética que foram removidas!

As estátuas do cemitério de estátuas soviéticas e a nova Galeria Tretyakov ao fundo

Clique aqui para ver os passeios disponíveis em Moscou

5- Teatro Bolshoi

Casa de uma das companhias de ballet mais famosas do mundo, o teatro Bolshoi é também um marco arquitetônico em Moscou. Conseguir um ingresso para algum ballet é a melhor maneira de vivenciar as belezas do teatro, mas se você não tiver tempo os ou ingressos tiverem esgotados (eles esgotam bem rápido, eu não consegui), você pode pegar alguma performance menos concorrida (como uma opera) para ter acesso a esse belíssimo prédio, e vivenciar algo único.

Os ingressos estão a venda no site do Teatro, e ficam disponíveis cerca de 2 meses antes dos espetáculos (para os ballets mais famosos, no primeiro dia já costumam esgotar). O site aceita cartões internacionais visa e Master.

Foto do interior do Bolshoi no dia da festa de gala celebrando a sua reabertura depois de renovações em 2011 (Photo ITAR-TASS / Vladimir Rodionov)

6- Parque Gorky

Este parque é para Moscou, o que o Central Park é pra NY (mais ou menos rs). O principal parque da cidade tem lagos, jardins e atracões o ano todo. No inverno, por exemplo, é possível patinar no gelo, e no verão alugar barquinhos e pedalinhos no lago. Ele fica bem perto da Nova Tretyakov Gallery então da pra fazer os dois passeios combinados.

A tradicional pista de patinação no gelo do Gorky Park (imagem: reprodução Trips to Discover)

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

  • Sarajane Candeia

    Oi Marianna, parabéns pelo post.
    Estou em Moscou pela segunda vez e sugiro aos visitantes que não deixem de conhecer o Parque VDNH (estação VDHN – linha laranja). Especialmente no verão, o parque é fantástico, com duas fontes magníficas e vários outros ambientes que vale a pena a visita. Escolha um dia com sol. Outro local fascinante é o parque da Vitória e o Arco do Triunfo de Moscou (desça na estação de metrô Park Pobedy – linha azul do metrô).
    Abraços.
    Sarajane

    • Oi Sarajane,
      Ótima dica!! Muito obrigada por compartilhá-la com a gente!
      Realmente o parque é lindo mas, como fui no inverno, acabei não visitando!
      Abraços

    • Oi Luciana,
      Infelizmente não conheço interprete de russo/português.
      Vou perguntar com alguns contatos e se conseguir alguma recomendação confiável, volto a responder esse comentário.
      Se você conseguir alguma boa recomendação, não deixe de compartilhar com a gente também! 🙂
      Obrigada

  • + Ver mais comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *