Quanto custa viajar para Paris? Gastos médios por dia


Atualizado em:


Pergunta frequente aqui no blog: “Quanto custa viajar para Paris?“. A essa pergunta eu rebato com: depende do seu estilo de viagem e hábitos de consumo, do que você quer fazer e etc. Mas no final do comentário eu sempre acabo dando uma média de gastos para quem está perdido. E é exatamente isso que eu farei nesse post.

Pensando em facilitar a vida dos próximos viajantes que estão começando o seu planejamento de gastos em Paris, eu anotei todas as minhas despesas na minha última viagem a cidade.

Dividi o post em hospedagem, atrações, alimentação e transporte, além de gastos extras que devem ser considerados na conta geral.

Na resposta de cada pergunta, estão os valores médios simplificados e depois mais detalhados. Assim, você seleciona qual tipo de gasto pretende ter na sua viagem, e faz a sua própria fórmula para calcular quanto custa viajar para Paris de acordo com o seu estilo e suas condições!

Além disso, no final do post há algumas simulações de gastos médios por dia para diferentes tipos de viagem. E claro, a caixa de comentários está aberta para qualquer outra dúvida que possa ter sido deixada de fora. =)

Paris, a queridinha de todos!

Quanto custa se hospedar em Paris?

$ Hospedagem em albergue/ hostel – de 20 a 50 euros a noite.
$$$ Hospedagem em hotéis com bom custo X benefício (3 estrelas por exemplo, ou 4 estrelas de redes mais famosas) ou em bons airbnbs – de 100 a 250 euros a diária.
$$$$$ Hospedagem em hotéis boutique ou 5 estrelas, em localizações privilegiadas – em média, de 250 euros para mais.

-Já ficamos em residência estudantil durante o verão de 2012 pagando 35 euros a noite (preços atualizados aqui).
-Já ficamos em um hotel péssimo que não recomendamos e ainda pagamos 110 euros a noite. Mas veja dicas de bons hostels e albergues aqui.
-Nessa última visita alugamos um apartamento em Paris, que foi ideal para quem busca o meio-termo: conforto e uma excelente localização por um preço bem acessível (de 80 a 120 euros a noite). Veja nossa review aqui.
-E também já ficamos em um hotel delicioso e super bem localizado no Boulevard Saint Germain pagando em torno de 300 euros a noite (preços aqui), esse definitivamente foi o melhor de todos até agora, porém o mais caro.

 

A difícil missão de achar o seu cantinho em Paris.

Os preços também variam bastante de acordo com a temporada. Os preços no alto verão sempre são mais altos, assim como durante os feriados. Por outro lado, durante o inverno você pode conseguir ofertas mais atrativas. Geralmente, a melhor dica é reservar com antecedência ou esperar boas promoções em sites de reservas.

Para consultar preços ou ver outras opções de hotéis, veja o Booking.com. Fazendo sua reserva através do nosso link, você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a manter o blog funcionando. ♥

Quais os gastos médios com museus e atrações?

$- Parques e praças como Jardin des Tuileiries, Jardin du Luxembourg e Place des Vosges – use e abuse porque é de graça!
$$- Valor médio entrada de museu para um adulto (como Louvre, Pompidou e D’Orsay) – 10 a 15 euros euros.
$$$- Subir na Torre Eiffel – um adulto paga 17 euros para subir até o topo de elevador, 11 euros para subir de elevador até o segundo andar ou 7 euros para subir de escada até o segundo andar.

Veja valores de outras atrações como tour guiado pelo palácio de Versalhes, assistir a um espetáculo no Moulin Rouge com champagne incluso, e jantar em um restaurante flutuante navegando pelo rio Sena.

Vale lembrar que muitos museus possuem entrada gratuita no primeiro domingo do mês (até o Louvre fora da temporada!). E que jovens até 26 anos completos entram de graça ou pagam taxa reduzida na maioria das atrações.

Bailarina de Degas no Museu d’Orsay

Dica para economizar: considere comprar o Paris Museum Pass. Ele vale a pena para quem quer visitar 4 ou mais museus em 2 dias, ou quem quer ir a 5 ou mais museus em 4 dias (esse eu acho excelente para quem quer conhecer bem as atrações artísticas da cidade e economizar). Além de tudo é um passe que você não pega fila. 😉

Quanto custa comer em Paris?

$- um kebab ou crepe nas barraquinhas de rua – 5 euros.
$$- menu completo (entrada, almoço e sobremesa) com preço fixo em um restaurante simples e turístico no Quartier Latin- 12 euros por pessoa no almoço e 16 euros no jantar (duas pessoas mais uma garrafa de vinho fica 50 euros no jantar).
$$- um almoço ou jantar em restaurantes mais arrumadinho como o Les Philosophes – 20 euros o prato principal + 6 euros uma taça de vinho.
$$$- uma refeição em um restaurante refinado como o tradicional L’Avenue – 32 euros o valor médio do prato principal. Refeição completa sem vinho em torno de 60 euros.
$$$$- almoço com menu degustação em restaurantes renomados (com uma estrela Michelin por exemplo), como o restaurante David Toutain- em torno de 100 euros por pessoa para o menu degustação.
$$$$$- restaurantes estrelados (2 ou 3 estrelas) e altamente luxuosos – mais de 150 euros por pessoa.

Lembrando que essa é só uma média, e que os valores variam de acordo com o restaurante escolhido.

Do hamburger…

… ao Steak Tartar. Paris tem pra todos os gostos.

Se você fala inglês e quer explorar ao máximo os restaurantes, cafés, boulangeries, pâtisseries e tudo que envolver comida na cidade-luz, devore o site Paris by Mouth.

Dica para economizar: quer saber onde os estudantes e jovens locais vão para comer bem e barato? Veja essa dica de creperia nada parisiense, porém uma delícia. Use e abuse do Monoprix (supermercado) para comprar seu café da manhã, refeição rápida ou itens para o picnic.

Veja também todas as nossas outras dicas de onde comer em Paris.

E quanto vou gastar com transporte na cidade?

$-  Ônibus 2€ e metrô €1,90 (valor unitário). Vélib (passe diário) €1,70.
$$- Uber Pool – de €4 a €10, em média.
Um Uber pool da Rue Moufettard até o Museu d’Orsay deu €6,80 em um carro quentinho, com um teto solar gigante e ainda para duas pessoas!
$$$- Uber X e Taxi-  €7 a €20, em média. Descubra uma média do valor da tarifa aqui.

Um trajeto super longo por um preço bem camarada.

Dica para economizar: Paris é linda e cada canto é uma surpresa. Nós gastamos sempre muito pouco com transporte em Paris porque andamos muito pela cidade! Quando a distância é maior, pegamos um passe diário de bike vélib. O valor é super baixo (€1,70) e tem um monte de estação espalhada pela cidade. Fora que é muito melhor ver a cidade com calma e em cima da terra (e não debaixo como é no metrô… rs).

Outra dica é comprar passes de metrô para várias viagens, como se fossem combos. Veja as opções bem explicadinhas no Viaje na Viagem.

Outros gastos para considerar

Transfer do aeroporto: Não esqueça o valor de ida e volta do aeroporto Charles de Gaulle, se estiver vindo do Brasil ou o Orly se estiver em um vôo com conexão que chega por lá, ou se estiver vindo por outro lugar da Europa.

O ticket do trem (RER B) do Charles de Gaulle para o centro custa 10 euros por pessoa, o ônibus Roissybus custa €11,50 e um taxi custa €50 para quem vai a rive droite (margem direita/que no mapa é a parte de cima do rio onde está o Louvre) e €55 para a rive gauche (margem esquerda, ou parte debaixo do rio onde está o Jardim de Luxemburgo).

Reserve aqui seu transfer privado do aeroporto para o hotel em Paris

Passagem Aérea: Também inclua o valor da passagem aérea do Brasil para Paris, que custa em torno de 700 euros. Esse é o item mais sensível da viagem. Aproveitar boas promoções para economizar na passagem aérea fará uma bela diferença no gasto total.

Compras: Tenha em mente o quanto que você quer gastar com compras de lembranças ou itens pessoais. Esse é outro item bastante sensível que pode fazer a diferença no orçamento total. É difícil calcular esse tipo de gasto pois cada pessoa tem um comportamento diferente na hora de comprar.

Macarons pierre herme

É de lei. Eu, quando vou a Paris, sempre volto com uma caixa de macaron do Pierre Hermé e um novo sabor de chá da Kusmi Tea.

Seguro-Viagem: Esse é um gasto obrigatório, já que o seguro de viagem é uma exigência para os cidadãos brasileiros que viajam para a Europa. Já escrevemos um post sobre os melhores seguros de viagem para a Europa. Nossa dica é fazer um orçamento pela Real Seguro Viagem, um site que compara diferentes planos de várias seguradoras, e daí escolher qual é o melhor para você. Foi através desse site que comprei meu seguro para uma temporada de 6 meses na Alemanha.

Reserva de segurança: E uma dica é deixar uma reserva para surpresas, imprevistos ou gastos que podem surgir no meio do caminho e que você não estava contando. Um valor para não mexer durante a viagem e usar em caso de emergências. Se no último dia você não tiver usado esse dinheiro, volte com esse valor para o Brasil ou se presenteie com um jantar de despedida ou umas comprinhas extras.

Simulação de gastos para um dia em Paris

Possibilidade 1: Gastos médios do dia – 78 euros

Uma cama em quarto compartilhado de hostel – €37 no St. Christopher Inn
Café da manhã no hostel – €3
Visitar o bairro de Montmartre e a Sacre Coeur a pé – de graça
Pegar o metrô até a rue Mouffetard – €1,60
Crepe do Au P’tit Grec – €5
Visitar o interior e subir no Panthéon – €9
Curtir o Jardim de Luxemburgo – de graça
Provar dois tipos de macarons da Pierre Hermé – €3,40
Pegar uma bike vélib para pedalar até os Invalides e a Torre Eiffel – €1,70
Voltar até o Quartier Latin para jantar – €16
Pegar o metrô de volta para o hostel- €1,60

Possibilidade 2: Gastos médios do dia – 165 euros

Aluguel do apartamento – €100 a noite para ficar no coração de Paris
Café da manhã reforçado na Paul Boulangerie – €8
Visita ao Museu du Louvre – €12
Caminhar pelo Jardin des Tuileries – de graça
Pegar um bike vélib e andar pela Champs Elysée e pelas margens do Sena – €1,70 por bike
Almoço tardio com menu completo no Quartier Latin (sem vinho) – €12 por pessoa
Crepe de nutella de sobremesa – €3, 50
Caminhar pelo Jardim de Luxemburgo e pelo Boulevard Saint Germain – de graça
Comprar queijos, baguetes e vinho no Monoprix para um piquenique no Champs des Mars – €10
Subir na torre Eiffel – €17

Possibilidade 3: Gastos médios do dia – 550 euros

Hotel confortável, espaçoso e bem localizado –  €280 no Hotel Vestay George V
Café da manhã no hotel – incluso na diária
Sair para passear e fazer compras na Champs Elysée e na Avenue Montaigne – olhar as vitrines é de graça e as compras são pessoais.
Almoço no Dominique Bouchet (1 estrela Michelin) – menu fixo de almoço €55
Uber até o museu – €15
Entrada do Centre Pompidou – €14
Perder-se nas ruas do Marais – de graça
Tapear a fome no Breizh Café – €17 (galette de sarrasin mais uma bebida)
Uber até a Opéra Bastille – €7
Assistir a ópera Carmen* -€160 em um excelente assento (categoria 1).

*A Ópera Carmen estava em cartaz de 7 de março a 16 de julho de 2017 na Opéra Bastille.


Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

  • Oi Marcella,
    Em primeiro lugar parabéns pelo texto e obrigada pelas informações. Muito bom!
    Para a Europa, sou turista de primeira viagem, então queria que você me desse mais duas dicas. Como faço para conseguir passagem com preços melhores? E quanto aos tickets para museus, torre, etc, como faço pra comprar? Como a viagem é pra julho/19, não sei se estou atrasada para conseguir o preço baixo e os tickets online.

    • Oi Paulinha, tudo bem?
      Obrigada a você pelo comentário. =)
      Vamos lá…passagem é sempre aquela choradeira na hora de conseguir um preço bom. Ultimamente, se você encontrar algo em torno de R$2.000 já pode comprar porque o preço está bom. Eu tenho o app do Melhores Destinos no meu celular, e também coloco alertas de preço no skyscanner e voopter e eles mandam no meu e-mail se o preço subiu ou desceu. Se você tiver juntado milhas pelo cartão de crédito pode ser uma boa também!
      Quanto aos tickets, você pode ver se vale a pena comprar o Paris Museum Pass e consegue reservar a torre direto pelo site deles mesmo (veja assim que puder pois você vai em uma época de altíssima temporada). Na maioria das atrações o preço é tabelado, então a preocupação deve ser maior com a torre – pra conseguir o ingresso, do que com o valor.
      Espero ter ajudado, e vamos conversando por aqui se tiver dúvidas.
      Beijos e boa viagem! (e bom ano novo! rs).

  • Roseli Cordeiro da s alcici

    Oi Marcela, td bem?
    Fiquei muito empolgada com td que li no seu post. Estou planejando uma viagem com minha família em julho, somos em três. Já me falaram que gastaria €300 por dia para os três, incluindo hospedagem. Queremos ir em Portugal, Espanha e Paris. Estou vendo passagem para segunda quinzena de julho/19. Com a experiência que tem, vc acha que este valor da? E parabéns pelo post.

    • Oi Roseli, tudo bem por aqui sim, obrigada!
      Se esse valor for apenas para hospedagem e refeições dá sim, se incluir passeios talvez também dê também, e, na minha opinião, esse valor não seria viável se incluir passagem aérea ou transporte entre os países na conta.
      Mas os gastos dependerão muito do estilo da sua viagem e escolhas que fizer (hotéis que ficar, restaurantes que decidirem ir e etc). Outro ponto a considerar é que os gastos em Paris são mais altos que em Portugal, por exemplo. Então imagino que calcular 300 euros por dia possa ser uma boa média para começar o seu planejamento sim. =)
      Pesquise os preços dos hotéis ou apartamentos pelo booking (pode até já fazer uma reserva com cancelamento grátis pra segurar os preços) e já vá sondando como ir de uma cidade a outra para começar a desenhar melhor os seus gastos.
      Espero ter ajudado.
      Beijinhos e boa viagem!

  • Margareth

    Ola tudo bem? Estou comecando a pesquisar uma viagem Paris-Italia- Grecia para junho/19, iremos em 8 pessoas + 1 crianças de 4 anos. Você tem dicas de onde conseguimos alugar um ap ? Acho que direto fica mais barato que o AirBnb.

    • Olá Margareth,
      Conheço a Lolotte que tem alguns apartamentos em Paris para alugar, e também pode te ajudar a encontrar o apartamento ideal para você.
      Veja algumas opções no site dela (em português): https://www.yourhomeatlolotte.com/portugues
      E no final mande uma mensagem ou whatsapp (em inglês, de preferência) para combinar com ela.
      Espero que ajude! =)
      Beijos e boa viagem

  • Guilherme

    Oi Marcela,

    Primeiramente parabéns pelo site, até as opções de gasto médio no fim do documento ajudam bastante a dar uma dimensão mais real a viagem 🙂

    Gostaria de apontar uma duvida quanto a qualidade de hotéis com preço entre baixo e médio para alta temporada aqui (dezembro-janeiro).
    Vi hotéis de duas e três estrelas na faixa de 350 reais perto da região de port saint denis, que de modo geral parece ser bem centralizado, em sites como decolar.com. Está barato considerando a região ? parece o preço de um albergue considerando as suas informações e ai fiquei com certo receio de levar pra frente.

    Desde já muito obrigado.

  • Diego Moreira

    Olá Marcella, tudo bem?
    Conheci seu blog agora, primeiramente, obrigado por compartilhar suas experiências e ajudar nós “novatos” em viagens internacionais…rsrsrs!
    Gostaria de saber a respeito do seguro viagem, especificamente sobre essa empresa que você sugeriu! Por ser preços bem atrativos, fiquei com aquela pulguinha atrás da orelha. E, mais uma vez, obrigado pelas dicas e parabéns pelo blog!

    • Oi Diego, tudo bem e você?
      Que bom que está gostando do blog! =)
      Ano passado eu contratei 6 meses de seguro viagem para ficar esse período morando na Europa.
      Eu expliquei tudo nesse post aqui: https://segredosdeviagem.com.br/2017/05/seguro-viagem-europa-dicas-de-qual-contratar/
      Você já leu ele? Se não, acho que pode te ajudar.
      Lá eu explico de forma bem mais completa como contratar um seguro-viagem.
      Se você ainda ficar com dúvida, pode deixar um comentário naquele mesmo post que eu respondo pra você na hora! =)
      Espero ter ajudado.
      Beijos e boa viagem!

  • Olá, Marcela! adorando suas dicas! Estou em dúvida em relação à qual chip de internet devo comprar. Como faremos escala em Lisboa, pensei em comprar lá um chip. O que vc sugere? Depois iremos para Itália e Paris.

    • Oi Ju, fico super feliz que está gostando das dicas! =)
      Quando eu fui pra Paris, Alemanha e Itália, eu ganhei e usei esse chip daqui: https://goo.gl/KnYNKV
      É a EasySim4u e eles tem um plano só de internet (ilimitada) chamado Data Plan, que funciona em vários países. Você contrata de acordo com a quantidade de dias que vai ficar. Você compra o chip e eles entregam na sua casa antes da viagem, então é bom comprar com antecedência.
      Como você só vai ficar na Europa, uma outra opção é comprar ai e usar em qualquer país da União Européia (desde o ano passado isso já é possível).
      A desvantagem é que você precisa parar no começo da viagem para comprar um chip e perder tempo com isso, e também ficar sem internet nas primeiras horas e/ou dias da viagem.
      O valor de um chip comprado direto ai na Europa varia de país pra país…por exemplo, na Espanha é mais barato que na Alemanha.
      Dai você pode decidir de acordo com o que for mais conveniente pra você. No meu caso, já tive tanto problema com plano de celular no exterior (quando morei, o contrato era diferente de um pré-pago) que quando vou pra fora eu não quero nem passar perto de uma loja de operadora e nem perder meu tempo com isso.
      Quanto a qualidade da internet, eu já useu chip da Easy Sim e chip da Vodafone comprado na Europa. Os dois funcionam super bem, o problema da vodafone é que o plano tinha um limite e uma hora acabava; e o problema da EasySim4u é que em algumas cidades a conexão era melhor do que em outras (mas depois descobri um truque que é ir nos ajustes do celular e escolher a Operadora que pega melhor na cidade que você está).
      Sei que não te dei uma resposta definitiva, mas espero ter ajudado.
      Beijos e boa viagem!

  • Stefane LORETO.

    Olá boa noite. Amei as dicas, e gostaria de uma ajuda maior haha
    Estarei de intercambio na Europa, e um dos destinos que eu quero visitar é a Torre. Ficarei apenas sabado e domingo, pois na segunda tenho aula novamente.
    Gostaria de saber, quais lugares eu nao poderei de deixar de visitar, e, em relação a lingua, os franceses é solicitos com o ingles arranhado dos brasileiros ? kkkk obrigada

    • Oi Stefane, se seu sonho é conhecer a Torre, já faça isso no primeiro dia.
      Compre ingresso no site oficial com hora marcada e se programe.
      Há tanta coisa pra fazer em Paris que fica até difícil escolher.
      Dá uma olhada nesse site parceiro nosso que vende ingressos e atrações, ônibus e tours e veja se algo te agrada.
      http://segredosdeviagem.rgi.ticketbar.eu/pt/ticketbar-paris/#TopProducts
      Eu acho que em uma primeira visita tem que ter os clássicos: Torre Eiffel, Louvre e Arco do Triunfo.
      Não deixe de andar pelo rio Sena e ver a Catedral de Notre Dame também (que tem entrada gratuita e filas que andam relativamente rápido – para quem não sobe até a cobertura).
      E Paris é a cidade mais visitada do mundo. Você vai conseguir se virar sim. Qualquer problema é só não ligar pra cara feia e se divertir com a personalidade “Mal humorada” de alguns franceses. Eu, particularmente, nunca tive problemas e sempre achei todos muito simpáticos. E a maioria fala inglês também hoje em dia.
      Aproveite!!
      Beijos e boa viagem

  • Cristina fernandes

    Olá Marcela!obrigada pelo post está sendo de grande valia agora que estou estimando quantos euro comprar. Passarei 5 dias em Paris e 5 na Suíça. Um dos dias queremos ir visitar a região de champagne. Você tem alguma dica? É melhor pegar as agências mesmo ou da para ir por conta? Tem ideia qual melhor vinícola custo x beneficio explorar? custos? Mais uma vez obrigada!

  • Phellipe Castro

    Bom dia Marcella, parabéns pelas dicas.
    Estou planejando uma viagem para o próximo ano para a Europa, fechei um pacote de 10 dias para paris e gostaria de saber se é fácil eu visitar outras cidades próximas nesse período, vi que existe trens para Londres, amsterda e fiquei empolgado com a ideia de ir por esse meio de transporte. A minha duvida maior é se conseguirei me orientar, so sei falar português e estou pensando em entrar em um cursinho de inglês este mês, o que você me diz? è difícil se comunicar e locomover na europa so com o idioma português ne? Abraços

    • Oi Phelipe,
      obrigada pelo seu comentário!
      Eu sou suspeita para falar porque amo Paris e ficaria os 10 dias lá, se possível. Rs.
      Mas existe um trem (o Eurostar) que vai de Paris direto para Londres em 2 horas e meia, ou de Paris para Amsterdam em 3 horas de trem, se não me engano. Em Londres fique pelo menos 4 dias e em Amsterdam pelo menos 3. Eu acrescentaria um destino a mais para combinar com Paris e ainda deixar 5 dias na capital francesa.
      É sempre um desafio viajar sem falar a língua do local e mais ainda sem falar inglês. Se você puder fazer um cursinho seria ótimo não apenas para essa viagem como para as próximas.
      Se não conseguir, tente deixar tudo bem planejado e veja dicas em blogs de língua portuguesa, e já saia daqui com um bom chip de interenet ilimitada para te salvar em momentos de aperto. Quem sabe até não seja uma boa ideia contratar guias em português e procurar hotéis que falem português também.
      Abraços e boa viagem!

  • Rafaela Moreira

    Boa noite!Gostaria de saber mais informações sobre a residência estudantil,localização,pagamento!Vou em outubro,e pelo que entendi o preço e acessível,ficarei 9 dias em Paris!Muitas dúvidas Rsrs!Muito obrigada!!!!

  • Oi Marcella,
    Vou para paris (1ª vez na europa) em junho, de 04 a 09, o que mais me procupa é onde comer barato e onde comprar as lembrancinhas sem gastar muito.
    Depois ainda vou em amsterdã e Londres.

    • Olá Áthila,
      Dos 3 destinos que você citou, Londres é o mais caro e o que você gastará mais.
      Em Paris é possível comer bem nos restaurantes de menus fixos, que são mais turísticos mas tem boas opções no Quartier Latin.
      Também, vez ou outra, pegue um crepe ou kebab para economizar ou vá ao Monoprix (supermercado) e compre coisas pra fazer lanches, ou queijos e pães. Eles serão gostosos e mais baratos do que nos restaurantes.
      Quanto as lembrancinhas, todas as lojas em lugares turísticos serão mais caras, como na lojinha do museu do Louvre, ou nas lojinhas da rue de Rivoli. Saindo desse circuito fica mais fácil encontrar lembranças menos caras. Também evite a todo custo deixar pra comprar suas lembrancinhas no aeroporto!
      Espero ter ajudado.
      Beijos e aproveite Paris!! <3

      PS- em Abril estaremos em Amsterdam, então acompanhe a gente pelo instagram @segredosdeviagem e aguarde dicas fresquinhas por aqui! =)

  • + Ver mais comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortuguese