Como escolher sua hospedagem no Rio de Janeiro


Atualizado em:


No Rio há hotéis, hostels e airbnb por todo lado e vários lugares podem ser boas opções de hospedagem. A cidade é grande e escolher o melhor lugar pra ficar pode não ser uma tarefa fácil. Pra dar uma ajudinha nesse processo de escolher uma hospedagem na cidade maravilhosa separamos aqui algumas dicas e sugestões dos principais bairros do Rio de Janeiro.

Em primeiro lugar, é preciso entender a cidade, que está dividida em zonas (que você pode ver a grosso modo no mapa abaixo). A zona sul é a parte mais rica, onde estão as praias mais famosas e centrais. O centro é a parte mais comercial e empresarial, mas também a parte mais histórica. É onde está Santa Teresa e boa parte dos museus. A zona oeste é onde está a Barra da Tijuca e fica mais afastada da maior parte dos pontos de interesse, mas é relevante para quem vai à cidade para o Rock in Rio, por exemplo.

1 – Ipanema, Leblon e Copacabana

Na zona sul, Ipanema, Leblon e Copacabana são os bairros mais centrais. Eles ficam próximos às principais praias e são cheios de opções de bares, restaurantes, cafés e casas de suco. Na minha opinião, esses são os bairros mais agradáveis da cidade e, além disso, são muito bem servidos de ônibus e metrô.

Estamos cansados de ouvir que o Rio de Janeiro é uma cidade perigosa. Se optar por se hospedar nestes lugares, é preciso tomar cuidado sim, como em toda grande cidade brasileira. Se for sair à noite pode ser melhor ir de uber. Durante o dia não dê bobeira com jóias, câmeras e celulares. É importante lembrar, no entanto, que esses são alguns dos bairros mais movimentados da cidade, o que sempre dá um pouco mais de tranquilidade.

Como nem tudo são flores, Ipanema, Leblon e Copacabana são também onde estão as opções mais caras de hospedagem. Se você busca algo bonito, elegante e confortável, aqui é o lugar certo. Se quer economizar, talvez seja melhor optar por outra região.

Algumas opções aqui são o Mango Tree Hostel, em Ipanema, o Leblon Spot Design Hostel, o Atlântico Travel Copacabana ou o Janeiro Hotel, no Leblon.

2 – Botafogo, Flamengo

Botafogo e Flamengo também são super bem localizados e charmosos. Outra vantagem é que os preços já baixam consideravelmente, quando comparados com as opções anteriores, e você continua na zona sul.

O transporte público aqui ainda pode ser considerado bom, com muitas opções de ônibus. Mas o metrô já está em menor quantidade e depender dele pode não ser uma boa ideia. Para quem quer aproveitar as praias, a região também não é a mais indicada. Perto de Botafogo está o Pão de Açúcar, que fica ao lado da Praia Vermelha. Eu particularmente acho ela um charme, mas é bem pequenininha. A praia do Flamengo, porém, já não é muito legal.

Aqui, algumas opções são o Beija-Flor Living, o OYO 135 Hotel ou o Yoo2 Rio de Janeiro by Intercity.

3 – Catete

Pertinho do Flamengo está o Catete que, na minha opinião, é uma opção maravilhosa. Preços bem mais baixos e muitíssimo bem servido de transporte público (ônibus, metrô e VLT). O bairro também fica perto de muitos pontos de interesse, para onde você pode ir andando como o centro, o palácio do Catete e o aterro do Flamengo.

O lado ruim é, de novo, a distância das praias. Além disso, a oferta de locais para ficar não é tão grande e o bairro está um pouco mal conservado.

Algumas sugestões no Catete são o The Backpacker Cat Hostel, o Petit Rio ou o  Royal Regency Plaza.

4 – Santa Teresa

Santa Teresa é uma boa opção de hospedagem para quem quer economizar ou tem o objetivo de curtir a noite na Lapa – que fica bem pertinho. Esse bairro fica em cima de um morro na região central. Eu nunca me hospedei por ali e, na verdade, conheço pouco o bairro. Posso dizer de antemão, no entanto, que a localização não é das melhores e o acesso não é tão fácil, seja de transporte público ou de carro, mas já ouvi relatos positivos de quem ficou por lá.

Se você não se importa muito com esse fator e está procurando os hotéis mais descolados do Rio de Janeiro, seu lugar é aqui. Em Santa Teresa há hotéis de luxo e uma enorme variedade de hosteis, mas o que todos eles têm em comum é que esbanjam charme.

Em Santa Teresa, você pode ficar por exemplo no hostel Terra Brasilis, no The Villa ou no Mama Shelter.

5 – Barra da Tijuca

Vamos direto ao ponto: a Barra é bem longe de tudo. Para 90% dos turistas, se hospedar na Barra é uma furada. Além de distante dos principais pontos turísticos, o metrô não chega até aqui e o bairro tem uma estrutura que não favorece as caminhadas. Na minha opinião, a hospedagem na Barra é recomendada em apenas duas situações. Ou quando você vai para a cidade principalmente para algum evento que acontece ali – me hospedei ali para as Olimpíadas e achei maravilhoso –, ou quando você não está nem aí para os pontos turísticos e quer mesmo é conhecer as melhores praias da cidade. Porque, sendo franca, Ipanema, Leblon, Copacabana e Praia Vermelha são lindas, mas as praias verdadeiramente maravilhosas do Rio estão na zona oeste.

As dicas para a Barra da Tijuca são o Ibis, o Monza Hotel ou o Radisson.

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *