Museus em São Paulo: um guia para quem ama arte e cultura


Atualizado em:


Como toda boa cidade grande, o que não falta são museus em São Paulo. As opções são inúmeras e vão desde museus de arte até algumas casas muito específicas, como o Museu do Óculos, passando por lugares destinados à ciência e ao futebol. Quase todos eles funcionam de terça a domingo. Do mesmo modo, para quem curte exposições, São Paulo é um prato cheio.

Nesse post tentei fazer o guia mais completo de museus em São Paulo para ajudar na escolha de onde ir. Como as opções são muitas, optei por organizar dividindo as atrações por categorias, assim você pode pular direto para as que te interessam mais na hora de montar o seu roteiro. Aqui você vai encontrar:

-Museus de arte em São Paulo: não deixe de ir
-Fundações: um passeio agradável
-Exposições temporárias: fique de olho e anote na agenda
-Centros culturais: espações que vão além da arte
-Museus históricos: de ditadura à futebol
-Museus científicos: para levar as crianças em São Paulo
-Outros: fechados ou em reforma

Fachada da Pinacoteca, um dos principais museus de São Paulo

A Pinacoteca tem uma arquitetura tão incrível que já vale a visita – Imagem: Wikimedia Commons

Museus de arte em São Paulo: não deixe de ir

Se você só tiver tempo de ver um museu, vá ao MASP. O Museu de Arte de São Paulo é o mais importante da cidade e um dos mais importantes do país. Ele tem exposições temporárias e um acervo riquíssimo com obras de artistas brasileiros e estrangeiros, tudo isso em um prédio impressionante da arquiteta Lina Bo Bardi no coração da Avenida Paulista. Às terças, a entrada é grátis.

Na minha opinião, outra parada imperdível é a Pinacoteca do Estado de São Paulo. O prédio em si já é uma atração que compensa a visita, mas além disso, o acervo de arte brasileira é riquíssimo e ele oferece opções de visitas audioguiadas super inovadoras. O dia grátis da Pinacoteca é o sábado.

O MAC-USP, Museu de Arte Contemporânea da USP, deve agradar o mesmo tipo de público. No prédio onde ficava a sede do Detran, hoje há também obras de artistas brasileiros e estrangeiros, mas, como diz o nome, o foco é na arte mais atual. O acervo do museu conta com nomes que vão de Tarsila do Amaral a Picasso e a entrada é sempre gratuita.

Pôr do sol de cair o queixo do bar obelisco, na cobertura do MAC.

O MAC fica bem em frente ao parque do Ibirapuera onde estão outras duas instituições importantes. Para quem gosta de arte moderna, o MAM (Museu de Arte Moderna) é uma ótima opção. Também no Ibirapuera está o Museu Afro-Brasil, que abriga arte e história da nossa ancestralidade africana. Ambos funcionam de terça a domingo e têm entrada grátis aos sábados.

Outro museu interessante para quem gosta de arte é o Museu Brasileiro de Escultura (Mube). Ele é pequeno e fica bem em frente ao MIS (que vamos falar mais pra frente), então você pode aproveitar e conhecer os dois de uma vez. A entrada é sempre grátis.

Fundações: um passeio agradável

As fundações são um pouco parecidas com os museus de arte, uma vez que o acervo da maioria delas se consiste basicamente em artes visuais mesmo. Sua maior vantagem são as casas onde estão instaladas, geralmente grandes mansões que costumavam ser a casa de algum milionário.

A Fundação Maria Luísa e Oscar Americano fica no Morumbi, que é um pouco fora de mão para um turista comum, mas se você quiser ver uma coisa diferente na cidade vale a visita, porque o local é exuberante e muito agradável. O mesmo vale para a Fundação Ema Klabin, que fica no Jardim Europa (um pouco mais central). Lá, é possível encontrar tanto a casa como era quando tinha essa função, quanto as exposições temporárias.

Interior da casa da Fundação Maria Luísa e Oscar Americano, um dos museus

Fundações também abrigam museus, além de geralmente ficarem em propriedades lindas

A Casa Modernista é uma fundação muito interessante porque além de ser considerada a primeira residência modernista do Brasil tem também um verdadeiro parque na propriedade. Diferente das anteriores, ela não tem o aspecto de mansão, mas ainda assim é uma construção muito interessante. E falando em arquitetura, o Museu da Casa Brasileira, na Avenida Faria Lima, é uma casa que fala de casas, como o nome diz. Ele conta ainda com um restaurante super agradável de comida brasileira (Santinho) e um jardim delicioso onde se realizam alguns eventos.

Exposições temporárias: fique de olho e anote na agenda

As recomendações dessa sessão vêm acompanhadas de uma dica essencial: confira sempre as programações antes da sua viagem a São Paulo. O MIS (Museu da Imagem e do Som), a OCA e o Instituto Tomie Ohtake costumam fazer exposições incríveis, muito bem curadas e, especialmente no caso do MIS, com recursos extraordinários. No entanto, eles se baseiam principalmente em exibições temporárias, então é preciso prestar atenção se o que estiver lá é do seu agrado.

Nesses lugares já passaram exposições de renome como da Yayoi Kusama, Stanley Kubrick, David Bowie, Castelo Ra-Tim-Bum e Tim Burton. Atualmente no MIS está em cartaz uma novíssima exposição de Leonardo da Vinci e na OCA, uma exposição sobre LEGO.

A OCA Ibirapuera

A OCA é uma das principais instituições da cidade – Imagem: Wikimedia Commons

O Instituto Tomie Ohtake fica na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 201, em Pinheiros. O metrô mais próximo é o Faria Lima. Às terças a entrada é grátis. O MIS fica na Avenida Europa, 158, no Jardim Europa. Às terças, a entrada é gratuita. A OCA fica no Parque do Ibirapuera, perto da entrada 2.

Centros culturais: para ir além da arte

Os centros culturais têm museus e exposições temporárias e, em alguns casos, permanentes. Esses espaços, porém, não se limitam aos seus espaços de exposições, então sempre vale a pena dar uma passada para conferir o que está rolando, nem que seja para tomar um café e dar uma olhada na lojinha.

Uma vantagem dos centros culturais é a versatilidade do que é exposto ali. Outra é que todos eles são gratuitos.

Os principais centros culturais de São Paulo estão, em geral, na região da Avenida Paulista ou no Centro. O Instituto Moreira Salles, a Japan House e o Itaú Cultural estão na Paulista. No centro, vá ao Centro Cultural Banco do Brasil e à Caixa Cultural.

Uma dica de ouro em São Paulo é o Sesc. Ele não é uma exclusividade da cidade, claro, mas a capital paulista está repleta de unidades da instituição e a programação cultural delas é riquíssima. Quando estiver na cidade, dê uma olhada no que estará rolando nos Sesc Paulista (que tem uma ótima vista de São Paulo), 24 de maio, Pinheiros e Pompéia.

Museus históricos em SP

História é o que não falta no Brasil e, por isso, são vários os museus dedicados a isso na capital paulista. Pequeno e um pouco escondido, o Memorial da Resistência fala sobre o período da ditadura militar. Uma exposição forte e necessária, bem pertinho da Pinacoteca, no Largo General Osório, 66.

O Museu da Imigração usa as instalações de uma antiga hospedaria para contar a história dos estrangeiros que chegaram ao Brasil. Ele é muito completo e cheio de recursos interessantes. A instituição fica na Mooca, na Rua Visconde de Parnaíba, 1316.

Fachada do Museu da Imigração, na Mooca

O Museu da Imigração funciona em uma antiga hospedaria de imigrantes, na Mooca

O Museu do Futebol, por sua vez, fala sobre a maior paixão nacional. Dentro do Estádio do Pacaembu, ele traz também algumas exposições temporárias. Se decidir visitá-lo, fique atento, porque a instituição não funciona em dias de jogo no estádio, que fica na famosa Praça Charles Miller.

Do século XVIII, o Solar da Marquesa é a antiga casa da Marquesa de Santos. Transformada em museu, é possível ver como era uma casa da nobreza na Rua Roberto Simonsen, 136, no Centro. E por falar em casa, a Casa Mário de Andrade preserva o lar de um dos mais importantes escritores brasileiros, perfeito para os fãs de literatura. Fica na Rua Lopes Chaves, 546, na Barra Funda.

Museus científicos: as crianças amam! 

Os museus de ciência são uma boa pedida para quem viaja com crianças, porque geralmente nesses lugares há muitas opções de interatividade e atividades que prendem a atenção dos pequenos.

O Instituto Butantan é um dos principais centros de pesquisa do país. É lá que são desenvolvidas grande parte das vacinas e soros do Brasil e, por esse motivo, podem ser vistos muitos animais como cobras e aranhas — de uma forma controlada e interessante, claro. Ele fica na Avenida Vital Brasil, 1500.

Outros lugares de divulgação científica são o Parque Cientec e o Estação Ciência, que expõem as descobertas de uma forma super lúdica. Os três lugares pertencem à USP, assim como o Museu de Zoologia da USP, que fica pertinho do zoológico e também trata justamente de animais.

Catavento Cultural é sucesso entre a criançada (foto: Bruno Mattos)

Uma das casas mais famosas do ramo científico é o Catavento Cultural. O museu que fica no Brás foi justamente criado para ser um lugar que mostra a ciência de uma forma interessante para crianças. O Catavento Cultural foi criado há dez anos e já foi o museu mais visitado de São Paulo por três anos seguidos.

Outros museus em São Paulo

Duas das principais pérolas museológicas da cidade estão fechadas. O Museu da Língua Portuguesa, que ficava na estação da Luz, completamente espetacular e inovador, foi destruído por um incêndio em 2015 e passa por um processo de reconstrução, ainda sem previsão de reabertura.

O Museu do Ipiranga, ou Museu Paulista, que abriga boa parte da história do Brasil e fica localizado bem onde D. Pedro I declarou a independência do país, costumava ser um dos museus mais famosos da cidades, mas ele está em reforma há anos. Fechado desde 2013, as estimativas são de que ele reabra em 2022, ano do bicentenário da Independência.

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

  • Olá Mari!!! Sou suspeita para falar sobre São Paulo, pois apesar de todos os problemas, amo minha cidade.
    Também gosto muito de exposições de artes, mas outra coisa que amo por aqui é a grande diversidade de peças teatrais, principalmente musicais, simplesmente adoro!!!
    bjs e ótimo dia!!!

    • Oi Simone! Amo o teatro também, mas confesso que essa é mais a praia da Marcella, ela que entende mais e está sempre por dentro!
      É uma relação de amor e ódio que temos com SP né?
      Beijos

    • Fe, a do Miró é muito boa, e a da Pinacoteca ainda não fomos mas quero muito ir! Avise quando estiver em SP pra irmos juntas!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *