Viagem para Bonito: dicas essenciais para o seu planejamento


Atualizado em:


Tire todas as dúvidas que você tem sobre como planejar uma viagem para Bonito. Nesse post, conto minhas melhores dicas e um pouco sobre as minhas decisões também. Espero que ajude. Confira o que você encontrará por aqui:

-Quando ir para Bonito? Em que época fomos e quantos dias recomendamos.
-Onde nos hospedamos em Bonito.
-Agências que usamos ou recomendamos em Bonito.
-Passeios que fizemos em Bonito.
-Quais passeios mais gostamos e quais gostamos menos.
-Onde comemos em Bonito. 
-Como ir para Bonito? Opções de como chegar até lá.
-O que mais preciso saber antes de visitar Bonito?
-Os queridinhos: o que mais amamos em Bonito?
-Conclusão e dúvidas: O que mais vocês querem saber sobre nossa viagem a Bonito? 

Casal submerso em uma água azul cristalina. Eles estão do lado esquerdo da foto com roupas de neoprene, máscara e snorkel e na metada direita da foto é possível ver algumas piraputangas e outros peixes.

Nós e os peixinhos durante a flutuação do Rio da Prata.

Uma das surpresas desse 2018 veio só no último mês do ano e tem um nome que deixa óbvio para todos suas belezas: Bonito. A pequena cidade de 22.000 habitantes no interior do Mato Grosso do Sul é um destino famoso de ecoturismo no Brasil desde 1992 e anualmente ganha diversos prêmios no mundo inteiro. Mas foi apenas em dezembro de 2018 que a conheci, em uma viagem “oportunista” por assim dizer. Eu teria um casamento de uma grande amiga em Campo Grande e como sabia que não ia perder por nada essa festa, aproveitei para visitar Bonito na semana anterior. Melhor decisão possível. Saí apaixonada!

Fizemos absolutamente todos os passeios que queríamos e fomos a todos os restaurantes da nossa lista – e ainda descobrimos novos segredos por lá. Como a ideia desse post é fazer um resumo, vou dividir em tópicos no estilo perguntas e respostas para vocês:

Quando ir para Bonito? Em que época fomos e quantos dias recomendamos?

O período da nossa viagem foi de 30 de novembro a 7 de dezembro (chegada no final da tarde e saída pela manhã). Então no total tivemos 6 dias/ 7 noites para aproveitar as belezas de Bonito e região. Aqui já digo que 5 dias/6 noites seriam mais do que suficientes, e dependendo dos passeios que você escolher dá pra fazer tudo em 4 dias/5 noites (se não for no Abismo Anhumas ou na Lagoa Misteriosa por exemplo).

Foto tirada da parte de dentro da queda de uma cachoeira. Mulher com os braços para cima está bem abaixo de uma pequena queda d'água (menos de 2 metros de altura de queda).

Nos meses de verão há mais chuvas, mas as cachoeiras estarão mais cheias. Foto: Estância Mimosa

Li muitos blogs indicando ficar no mínimo 5 dias em Bonito, mas a verdade que eu notei é que dá pra aproveitar muito bem os melhores passeios em uma programação inteligente, porém mais apertada, em 3 dias/4 noites, ideal para um feriado prolongado. Se você tem mais dias, é claro que é sempre a melhor opção, mas não precisa deixar de ir se tiver somente 4 noites disponíveis. Esse é o número mínimo de noites que eu recomendo para conseguir fazer pelo menos um passeio de cada tipo (cachoeira, flutuação e um passeio mais de aventura).

Onde nos hospedamos em Bonito?

Escolhemos dois hotéis, um ideal para famílias, bem localizado e com várias coisas pra fazer depois dos passeios como piscinas, hidromassagem, restaurante, academia, sala de jogos, redário, e agência de viagem. Esse era o Águas de Bonito.
O segundo hotel que nos hospedamos tinha uma proposta bem diferente do primeiro. Era inteiramente voltado para casais, e tinha apenas 7 chalés rústicos e uma piscina no meio de uma mata fechada. Nosso segundo hotel foi o Chalé do Bosque.

Leia também: Onde ficar em Bonito? Dicas de hotéis e pousadas selecionadas a dedo para a sua viagem

mulher caminha entre muitas árvores. Do lado direito do caminho há um chalé de pedras.

A caminho do meu chalé no hotel Chalés do Bosque.

Quais agências usamos ou recomendamos em Bonito?

Nós fechamos praticamente todos os nossos passeios com a ABN por dois motivos: comunicação rápida e objetiva por telefone e whatsapp (queria resolver logo e não ficar mandando vinte e-mails) e porque, uma vez lá na cidade, eles eram a única agência que ficava aberta até as 22h (um dia fomos lá as 21h fechar alguns passeios que faltavam).

Usei o site da Bonitour para  ver preços e montar o roteiro que eu queria e achei MUITO bom, embora não tenha fechado nada com eles no final. E tivemos ótimas recomendações da H2O Ecoturismo, quem nos recomendou foi o nosso primo que mora em Campo Grande e vai direto com a família viajar para Bonito. Por fim, usamos a Bonitoway para comprar as entradas para o Balneário Municipal, a decisão foi única e exclusivamente porque era essa agência que estava no caminho para o Balneário, mas a atendente foi bem solícita.

Todas as 4 agências são muito bem recomendadas.

Quais passeios fizemos em Bonito?

Homem desce escada que leva a uma pequena cachoeira.

Mergulho na cachoeira do Poço da Lontra durante a trilha da Boca da Onça.

-Fizemos três flutuações em rios de nascente natural: Rio da Prata, Rio Sucuri e Aquário Natural.
-Visitamos duas fazendas com cachoeiras: Boca da Onça e Estância Mimosa.
-Das grutas, fomos a Gruta do Lago Azul e a Gruta de São Miguel.
-Para contemplação, visitamos o Buraco das Araras.
-Também fizemos o bóia cross do Bonito Aventura.
-Relaxamos um dia no Balneário Municipal,
-E incluímos o passeio mais completo e diferente de Bonito, o Abismo Anhumas (combina gruta + rapel + flutuação + passeio de bote).

Mulher em primeiro plano com um capacete na cabeça, admira o interior de uma gruta onde há um lago de cor azul turquesa e estalactites no teto.

Admirando o interior incrível da Gruta do Lago Azul.

Quais passeios mais gostamos e quais passeios gostamos menos? 

Já ressalto que essa é uma opinião essencialmente pessoal, e de acordo com as condições da época que visitei Bonito (dezembro: época de piracema, algumas chuvas e quando a Lagoa Misteriosa está fechada – por isso não fiz esse passeio).

Os meus preferidos foram Abismo Anhumas por ser um passeio único e bem completo, e uma experiência super diferente; flutuação do Aquário Natural e do Rio da Prata, que tem águas extremamente cristalinas e vários peixinhos e outros animais aquáticos; e também as cachoeiras da Boca da Onça (as quedas mais diferentes) e da Estância Mimosa (muitas opções lindas para banho).

Foto embaixo da água, no centro há um homem com roupa de neoprene preta e máscara e snorkel nadando na superfície da água.

Flutuando no Rio da Prata, em Bonito

Os que menos gostei foi o Balneário Municipal e o Bóia Cross. O primeiro porque quando fomos a água não estava lá tão limpa (depois de uma forte chuva) e porque é “apenas” um espaço na beira do rio tipo uma prainha, com uma estrutura que me lembrou os clubes que eu frequentava quando morava no interior. E o segundo porque fiz no último dia, e depois de tantos passeios incríveis ele ficou meio sem graça, e porque eu também esperava um passeio mais radical do que foi.

Onde comemos em Bonito?

Visitamos os restaurantes Casa do João, Juanita, Tapera, Sale e Pepe, Pastel Bonito e o restaurante do hotel Santa Esmeralda. Fomos aos bares Taboa e La Bonita (da cervejaria Devassa). Também provamos os sorvetes da Allegra (muito cremosos e de qualidade) e da Delícias do Cerrado (muita variedade e sabores diferentes).

Complemente a leitura: Onde comer em Bonito, dicas dos 10 melhores bares e restaurantes

peixe assado inteiro e servido em uma travessa em forma de peixe. ele está no centro da foto e em algumas cumbucas no seu redor estão acompanhamentos como mpirão, frofa, arroz e salada. Há batatas fritas em cima do peixe.

A famosa traíra sem espinha da Casa do João, em Bonito.

Como ir para Bonito? Opções de como chegar até lá

Avião + Carro: Nós voamos até Campo Grande e alugamos um carro no aeroporto. O processo foi bem fácil e o carro nos deu autonomia para ir para os passeios em Bonito por conta própria, sem precisar comprar o transporte pelas agências. Mesmo estando a apenas 300km de distância de Campo Grande, levamos quase 4 horas até Bonito em uma estrada de pista simples, porém asfaltada e boa. Se você vai de carro, a dica é viajar durante o dia e prestar atenção na estrada pois há sempre animais atravessando (vimos vários tatuzinhos atropelados, além de uma ema…).  A noite, quando está mais fresco, os animais se movem e cruzam mais vezes a pista, o que torna a viagem mais perigosa e menos recomendada.

Carro prata estacionado em um pedaço de terra. A parte debaixo do automóvel está suja de terra marrom. É um modelo sandero stepway da Renault.

Nosso Renault Sandero Stepway, alugado no aeroporto e companheiro nas aventuras em Bonito.

Avião: Saindo de Viracopos (Campinas), há vôos da Azul até Bonito que acontecem com uma certa frequência até Bonito. Apesar de parecer uma opção bem mais prática, há algumas desvantagens. A primeira é que o custo da passagem é bem mais alto do que o custo de uma passagem até Campo Grande. A segunda desvantagem é que muitas vezes -e principalmente durante os verões chuvosos- os aviões não conseguem pousar em Bonito e acabam pousando em Corumbá. Nesses casos, os passageiros vão de ônibus de Corumbá até Bonito, em uma viagem longa e pior do que a viagem de Campo Grade para Bonito.

Transfer compartilhado ou privativo: Você também pode voar até Campo Grande e contratar um transfer compartilhado ou privativo até Bonito. Essas opções são vendidas pelas mesmas agências que citamos acima e que vendem os passeios. O valor para a van compartilhada é de R$100,00 por pessoa, por trecho (200 ida e volta). Veja mais opções no site da Bonitour.

O que mais preciso saber antes de visitar Bonito?

Bonito é um destino de ecoturismo extremamente organizado. Para TODOS os passeios você precisará de uma reserva ou um voucher de uma agência local, isso é: NÃO é possível chegar no atrativo e comprar diretamente lá (nem mesmo nos Balneários). Além disso os preços dos passeios são todos tabelados, então não importa a agência que você escolher, os preços serão os mesmos. A diferença maior entre as agências será mais perceptível se você precisar cancelar ou trocar um passeio, ou se for utilizar os transporte deles para ir aos atrativos. No mais, todas emitem um voucher com um horário do seu passeio, você faz e fim.

Toda vestida e pronta para entrar na flutuação do Aquário Natural.

Também espere por regras durante os passeios – e cumpra-as. A não ser nos balneários, é praticamente impossível explorar Bonito por conta própria (a não ser que você tenha uma fazenda particular lá). Não é permitido se separar dos guias ou fugir do protocolo. Todos os guias são ótimos, te dão liberdade, sabem se adaptar bem as situações e características do grupo, mas há algumas regras que precisam ser seguidas, como usar a roupa de neoprene nas flutuações, não passar repelente ou protetor solar antes de entrar nas nascentes de rio e etc. Lembre-se que tudo isso está sendo feito para preservar essas maravilhas para que outros turistas no futuro também possam conhecê-las do jeitinho que você conheceu.

   -Dica de ouro

Vai na alta temporada? Reserve os passeios com antecedência!

Um detalhe muito importante é que durante a alta temporada os passeios mais concorridos precisam ser reservados com muita antecedência. Se você vai viajar na segunda quinzena de dezembro, durante as férias de janeiro, fevereiro e julho, ou se vai visitar Bonito durante o Carnaval ou em feriados nacionais, prepare muito bem a sua viagem e agende os passeios pelo menos 3 meses antes da viagem (principalmente se você quiser fazer o Abismo Anhumas, a Lagoa Misteriosa ou a flutuação do Rio da Prata que esgotam bem rápido). Mesmo para quem vai na baixa temporada, é interessante reservar com antecedência para não correr o risco de ficar sem.

O que mais amamos em Bonito?

Mulher posa em cima de uma ponte de madeira no meio de uma selva com árvores bem verdes dos dois lados.

Verde para todos os lados a caminho da Gruta de São Miguel.

Apesar de ter passeios incríveis e um contato próximo com a natureza, o que mais gostei foi da simpatia dos bonitenses (até o gentílico já é um elogio). Fomos extremamente bem atendidos nas duas pousadas que ficamos e em todos os restaurantes que fomos. Todos estavam sempre com um sorriso no rosto, tinham tempo e interesse em conversar, e sanavam todas as nossas curiosidades como por exemplo -“Você nasceu aqui? Se não nasceu, como decidiu morar em Bonito?”. Rs. Não teve uma papo despretensioso que não virou uma longa conversa. A vida da cidade me fez diminuir o ritmo e acalmou meu coração, tudo de um jeito bem quentinho e acolhedor. ♥

Ah, e redários. Como não amar um espaço com muitas redes pra você deitar?

Na foto vê-se três redes em planos diferentes. No primeiro plano, mulher está deitada na rede que é azul clara, no segundo plano a rede é rosa e no terceiro, ao fundo, a rede também é azul clara mas em um tom mais forte.

Redário no Hotel Pousada Águas de Bonito, paixão a primeira vista.

O que mais vocês querem saber sobre nossa viagem a Bonito?

Em conclusão, espero que tenham gostado desse post e que ele possa ajudar no planejamento da sua viagem para Bonito. Eu saí completamente encantada e desejo muito que você possa visitar Bonito algum dia.

Se você já está planejando de fato, mas ainda tem alguma dúvida, deixe sua pergunta abaixo nos comentários que a gente responde por lá. E sempre atualizaremos esse post com as respostas e dicas de vocês! =)

Beijos e boa viagem para Bonito!

This post is also available in: Inglês

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

  • Talita Jacques

    Bonito é realmente incrível!! Os passeios dá vontade de fazer todos, olha só o tanto de opções.
    Vale muito a pena conhecer Bonito!

  • Emanuele Quadros

    Algumas fotos são lindas, mas não estão os nomes dos locais. Você pode falar onde foram tiradas?

    • Emanuele, muito obrigada pelo seu comentário e pela gentileza em me informar isso. As vezes temos tantas coisas pra pensar que esquecemos do óbvio. Já atualizei a legenda das fotos que estavam sem indicação de local. Muito obrigada e aproveite sua viagem =)

  • Andre Nascimento

    Adorei os seus comentários e foi muito importante na minha viagem, porém deixo a dica aqui, que vale muito a pena alugar um carro, pois as pessoas terão muito mais liberdade e os lugares são lindos, apenas procurem no planejamento de viagem alugar um carro na Unidas ou Localiza, pois elas tem lojas na cidade de Bonito, locadoras como a Movida, caso tenham algum problema no veículo, terão que viajar por 600 km aproximadamente cerca de 8 horas (ida e volta) até Campo Grande, para realizar a troca do veículo, pensem no Custo X Benefício, o barato pode custar caro.

  • + Ver mais comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *