Onde ficar em Aracaju e na Linha Verde: dicas de hospedagem


Atualizado em:


Dificilmente você fará o roteiro da Linha Verde sem passar pela capital do Sergipe, uma vez que a estrada vai de Aracaju a Salvador pelo litoral. Aracaju pode não chamar tanta a atenção quanto as demais capitais do nordeste, mas uma vez que você já estará por ali, recomendo a parada, mesmo que seja breve. Com isso em mente, veja aqui as melhores dicas de onde ficar em Aracaju e também opções na Linha Verde para uma viagem incrível!

Não sabe o que é a rota da Linha Verde? Nesse post explicamos. =)

Onde ficar em Aracaju? Bairros e opções de hospedagem

Aracaju nasceu entre os rios Sergipe e Vaza-Barris. Com o tempo, a cidade foi crescendo e hoje ultrapassa os limites aquáticos. No entanto, aquele meio é ainda onde está a maior parte da cidade e o lugar mais interessante para ficar.

Por ser uma cidade pequena, tudo é muito perto em Aracaju, então não se preocupe em perder tempo com deslocamento quando estiver na cidade. Como já mencionamos, a capital do Sergipe não é um destino tão procurado quanto outras capitais nordestinas e, por isso, também não há uma oferta tão grande de hotéis e pousadas.

A maior parte das hospedagens estão localizadas principalmente nas proximidades da Praia de Atalaia e no Centro. Eu, particularmente, acho que ficar perto da praia é mais prático e agradável, mas a região central também é uma boa opção.

Leia mais: O que fazer em Aracaju

Veja abaixo uma descrição mais detalhada de onde ficar em Aracaju:

-Atalaia

Letreiro Aracaju

Na orla da praia de Atalaia está o letreiro eu amo Aracaju

Como eu mencionei acima, Atalaia é a praia central de Aracaju. É ali que estão o Projeto Tamar e a Passarela do Caranguejo, por exemplo. Esses pontos turísticos também são bons pontos de referência na hora de pesquisar hospedagens.

Minha sugestão é dar preferência para hotéis que fiquem na parte da praia a partir do Projeto Tamar, no sentido sul. Ou, em uma outra referência, à direita do Oceanário, do ponto de vista de quem olha para o mar. Isso porque do outro lado há várias construções no calçadão da praia que deixam a vista menos bonita e a chegada até a areia mais difícil.

A região da Passarela do Caranguejo é talvez a área mais turística de Aracaju. Isso pra mim não costuma ser um grande atrativo, na verdade, vai de gosto, mas há vantagens em se hospedar na região mais turística, como a proximidade das atrações e a grande estrutura, o que pode indicar uma boa opção onde ficar em Aracaju.

$ – Opções de hostel e pousada com decoração imitando casas tradicionais do sertão sergipano: Aju Hostel e Pousada
$$ – Localização super central e na frente da praia: Pousada Encantare
$$$ – Hotel mais sofisticado e bem decorado, pertinho do mar: Celi Hotel Aracaju

-Centro

O que fazer em Aracaju: Largo da Gente Sergipana

Largo da Gente Sergipana, em frente ao Museu da Gente Sergipana na região central da cidade

No centro da cidade também estão algumas das outras atrações de Aracaju, como o Museu da Gente Sergipana, o Mercado de Aracaju e o Centro Cultural. Ficar no centro é uma boa opção para quem quer fugir do turismo mais intenso e gastar um pouco menos na hospedagem – importante ressaltar que estou considerando uma concepção ampla de Centro, para facilitar para os não-aracajuanos.

$ – Padrão já conhecido da rede: Ibis Aracaju
$$ – Hotel completo padrão empresarial: NB Hoteis

-Praias

Outra opção para quem quer conforto é ficar um pouco mais afastado da região central da cidade, é buscar hotéis além dos limites dos rios, nas praias mais afastadas. Nas proximidades de Aracaju, há alguns resorts e hotéis com maior estrutura para quem busca relaxar e/ou aproveitar as próprias dependências do hotel.

$$ – Estrutura completa para quem quer curtir um bom hotel sem gastar muito: Tropical Mar
$$$ – Belo resort para garantir um relaxamento de qualidade: Aruana Eco Praia

-Onde ficar na Linha Verde

Uma das coisas que mais quis fazer quando estava planejando minha viagem pela Linha Verde foi não planejar demais. Não reservamos hospedagens com antecedência porque queríamos ter a flexibilidade de ficar mais tempo em uma praia que curtimos muito ou pular alguma outra que não nos interessou tanto. No fim, acabou que não aumentamos nada e cortamos só por falta de tempo.

Optamos por nos hospedar em Sítio do Conde por uma noite e em Imbassaí na segunda e achei que foram boas escolhas, pois tinham localizações estratégicas em relação ao que fizemos no dia e o que pretendíamos fazer no dia seguinte.

Sítio do Conde é uma parte do município de Conde que fica bem ao lado da praia. Esse é um dos poucos lugares com um centrinho maior, por isso gostei bastante de me hospedar ali. Além de algumas opções de hospedagem, lá tem também alguns bares, restaurantes e mercadinhos.

Pouco antes de Sítio do Conde está Mangue Seco, que é um lugar mais rústico, mas também bastante procurado para hospedagem. Acho que ficar ali vale a pena se você não busca luxo e também se quer aproveitar ao máximo o que uma das praias mais lindas da região tem a oferecer.

Mangue Seco Bahia

A praia cheia de dunas em Mangue Seco é um destino paradisíaco

Imbassaí, no município de Mata de São João, é outro centrinho mais desenvolvido, mas esse já tem uma pegada turística mais forte, com estabelecimentos mais sofisticados e também muitas lojas. Mesmo assim, Imbassaí ainda preserva bastante a cara de cidadezinha de praia e tem um clima bem leve e gostoso.

Nos arredores de Imbassaí está uma região com presença forte de resorts. A regra na linha verde é que quanto mais perto de Salvador, mais explorado e requintado é o lugar e, consequentemente, mais caro também. É ali que está a famosa Costa do Sauípe, por exemplo.

A mais conhecida das praias da Linha Verde é a Praia do Forte. Lá existem inúmeras opções de lugares para se hospedar, de hostel a resort. Os preços são mais salgados que nas anteriores, mas há variedade. A vila é também a maior – foi o primeiro lugar onde conseguimos sacar dinheiro, por exemplo.

Na Praia do Forte há várias opções de passeio, além de muitos restaurantes e lojas, então a hospedagem ali também pode compensar para quem quer aproveitar a estrutura do local.

Praia do Forte Bahia

Centrinho da Praia do Forte

Vamos às dicas (os dois primeiros foram os lugares onde fiquei e recomendo fortemente):

$ – Hostel super charmoso e agradável: Imbassaí Eco Hostel Lujimba
$ – A pousada do Gian Franco é mais fofa do que as fotos aparentam, e o café da manhã é uma delícia: B&B Residencia Casa Branca

$$ – Pousada fofíssima e simpática; perfeita para quem quer fica em um lugar mais calmo: Pousada Praia de Santo Antonio
$$ – Charme e requinte em uma eco-pousada, conceito bem comum na região: Vilangelim Eco Pousada

$$$ – Para quem quer conforto e não faz questão de estar colado na praia: Residências Rio Real

Onde ficar Aracaju e Linha Verde

Um das casas das Residências Rio Real, perfeito para relaxar e contemplar. Foto: divulgação.

Gostaram das dicas? Ah, Se você for fazer o roteiro da Linha Verde completo, além de onde ficar em Aracaju, veja também onde ficar em Salvador. E já sabe, se ainda ficou com alguma dúvida ou quer sugerir algum hotel ou hospedagem em Aracaju ou na Linha Verde que você foi e amou, deixe seu comentário aqui embaixo! ♥

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *