Curso de espanhol na Espanha: dicas e onde estudar


Atualizado em:


Aprender um idioma no país onde ele é falado é uma experiência muito interessante. Aprender espanhol na Espanha em um curso de férias, por exemplo, além das aulas intensivas, você vai estar completamente mergulhado na língua e na cultura do local. Para melhorar, no curso você faz amizade com pessoas que têm o mesmo objetivo que você e, assim, tem ainda mais uma oportunidade para praticar.

Madri é um bom lugar para aprender espanhol na Espanha

Imagem de Marina Caumel por Pixabay

Outra vantagem de aprender espanhol na Espanha é o turismo. Estudando lá você pode aproveitar os finais de semana para alguns bate e voltas ou escapadas curtas. Nesse quesito, a Espanha é uma ótima opção, tanto pela diversidade de destinos, quanto pelos preços da estadia e das viagens, já que esse é um dos destinos mais baratos da Europa.

Quanto tempo ficar?

Antes de fechar um curso de férias, no entanto, é preciso considerar algumas coisas. Talvez a mais importante seja o tempo. Para aprender bem a língua o ideal é ficar pelo menos dois meses, mas em um mês já é possível ter bastante progresso (e continuar seus estudos de casa).

Se você só pode tirar uma ou duas semanas, talvez gastar dinheiro em um curso de idiomas não seja a melhor opção. Você pode aproveitar melhor o tempo apenas viajando ou fazendo algum curso mais específico de algum outro tema, com uma duração mais curta.

Uma informação importante é que se você for ficar até 90 dias, não há necessidade de nenhum visto específico e você pode entrar na Espanha como turista. Se pretende fazer um curso de longa duração é necessário ter um visto de estudante.

Como escolher a cidade para estudar na Espanha?

Outro fator a se prestar atenção é a cidade escolhida para o curso. Pense o que você busca além das aulas antes de tomar a decisão. Se você quiser uma experiência história e cultural forte, Madri pode ser uma boa escolha. Se quer um lugar mais badalado, Salamanca – onde há muitos estudantes – é uma boa pedida. Se você quer aliar as duas coisas, sua cidade pode ser Barcelona. Se busca mais paz e sossego, pode optar por Toledo, ou algum lugar mais ao sul, por exemplo.

Ao escolher a cidade, você também precisa olhar para o seu orçamento. Além da experiência, cada cidade tem um custo de vida diferente. Vivendo em Barcelona, por exemplo, você pode precisar gastar cerca de 500 euros com aluguel, enquanto em Salamanca ou Madri, esse valor pode cair para mais ou menos 300 euros.

Lembre-se que o preço do aluguel é apenas um dos custos, mas ele pode ser um bom indicador do preço do resto da sua estadia. Um lugar com alugueis mais altos possivelmente também terá altos preços de transporte público e produtos no mercado.

Dicas de cursos e onde estudar espanhol na Espanha

Veja abaixo dicas de escolas para estudar espanhol.

1-Enforex

É a escola de espanhol mais conhecida do país e tem unidades em várias cidades da Espanha, inclusive Barcelona, Salamanca e Madri. Se você quer ir pra Espanha com foco total nos estudos da língua, essa é sua escola, pois os cursos duram a manhã toda e, se quiser, há aulas a tarde também. O perfil dos alunos é de jovens de 20 a 30 anos. O site é bem completo e tem tradução em várias línguas. É possível ver os cursos, preços, datas e locais nesse link aqui.

Foi aqui que estudei espanhol enquanto estava fazendo faculdade em Madri. Os cursos eram complementares para aprimorar a língua e conseguir entender melhor as aulas. Achei uma excelente escola, e falo os pontos positivos e negativos logo abaixo.

enforex barcelona

Enforex Barcelona Foto: languagecourse.net

Pontos positivos: Boa infraestrutura e localização, material completo, bons professores, cursos intensivos.

Pontos negativos: Muitos alunos brasileiros (a tentação de falar português fica maior), preço um pouco mais alto que os demais.

enforex madrid

Enforex Madrid Foto: livingspanish.com

2-Cervantes

O Cervantes é uma instituição bem famosa e reconhecida. Sua sede está em Málaga, mas ela também oferece cursos em Madri, Barcelona, Valência e Salamanca. O perfil dos alunos do Cervantes é bem variado, porque a escola oferece uma grande variedade de cursos, alguns bem específicos, como espanhol para advogados. Saiba mais aqui no site.

Cervantes Escuela Internacional

Prédio da Cervantes em Málaga – Reprodução/Cervantes Escuela Internacional

Pontos positivos: Muitas opções de cursos e de cidades, curso reconhecido pelo Instituto Cervantes e pela Fedele (Federação Espanhola de Escolas de Espanhol para Estrangeiros).

Pontos negativos: Curso super intensivo, sobra pouco tempo para passear.

3-Eureka

A Eureka é uma escola de espanhol pequena, situada em Madri, bem no centro turístico. O perfil dos alunos da Eureka é um pouco diferente da Enforex. São pessoas mais velhas, geralmente estrangeiros que estudam ou trabalham em Madri e fazem o curso de espanhol como complemento. O site é esse aqui.

escola eureka madrid

Foto: spain.info

Pontos positivos: Professores bons, preços mais acessíveis, boa localização.

Pontos negativos: Aulas poucas vezes na semana, material um pouco mais antiquado.

A escola. Foto: facebook.com/eureka.espanol


Essas três escolas são as mais conhecidas e referência no país. As três ajudam o estudante a encontrar moradia e oferecem atividades extracurriculares. Assim fica ainda mais fácil conhecer o país e a cidade que você decidir estudar!

Mas se você não se interessou por nenhuma dessas não desista! Há muitas opções de escolas de idiomas para aprender espanhol na Espanha. E se mesmo assim elas não te chamarem a atenção, você pode optar por seguir um curso de língua em alguma universidade, onde eles costumam ter bons preços e qualidade. A Universidade Autônoma de Barcelona, a Universidade de Málaga e a Universidade de Salamanca são algumas que oferecem essa opção.

E aí, quem quer estudar na Espanha?

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

    • Oi Tizi!!!

      Eu morei em Madri e fiz enforex, mas como fiz um intercambio da faculdade, a enforex foi so um complemento pro Espanhol e, por isso, não utilizei a acomodação deles. Mas uma amiga grega ficou em uma casa de familia (alugou um quarto) pela enforex e gostou bastante. Parece que é bem organizado mas depende da sorte da familia que você pegar!

      Eu adorei a enforex, mas tinha muito brasileiro. Mas aprendi bastante espanhol lá sim! Se você achar que sua sala so tem brasileiro e você não está aprendendo, peça pra mudar!

      Muito legal seu blog!! Adorei!!

      Boa viagem, beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *