Roteiro em Bali: 7 ou 12 dias, sem ou com as Ilhas Gilli


Atualizado em:


Depois de passar dias incríveis na Indonésia, e visitar diversos lugares no país como a selva de Bornéu, as ilhas de Wakatobi e a região do Parque de Komodo, finalizei minha viagem no destino mais famoso do país: Bali. No meu roteiro em Bali eu passei uma semana na ilha e conheci os principais pontos de interesse. Para quem quer explorar mais a fundo a ilha dos deuses e ir para lugares mais distantes e menos turísticos, tente ficar pelo menos dez dias. Para quem vai a Indonésia e só vai à Bali e espera ver praias paradisíacas, então você tem que incluir alguns dias nas Ilhas Gilli ou na ilha Nusa Lembongan, ou ficará frustrado.

Leia mais: Muito além de Bali, conheça 6 destinos incríveis na Indonésia

Por fim, para tentar ajudar a montar o roteiro em Bali, fizemos uma sugestão de cidades para ficar 7 dias em Bali e depois 4 ou 5 dias nas ilhas Gilli, relaxando e aproveitando o paraíso. Esse roteiro é bem adaptável, mas te dará uma boa noção de onde começar a planejar sua viagem para lá!

Bali, explorando a ilha dos deuses

Explorando a ilha dos deuses.

Dia 1- Bali (região de Uluwatu)

Você pode começar seu passeio por Bali se hospedando na região sul, como Uluwatu, Bingin ou Balangan. Daqui fica fácil fazer o primeiro dia de passeios por Bali.

Comece explorando as praias de Uluwatu e os points dos surfistas. Aproveite a manhã e o almoço para recuperar as energias também, afinal os dias anteriores foram intensos.

No meio da tarde, por volta das 15 horas, vá para o templo de Uluwatu, uma das atrações mais famosas da ilha dos deuses. Você terá tempo suficiente para explorar o tempo, apreciar as paisagens, tirar lindas fotos e observar os macacos roubando itens dos turistas como garrafas d’água, óculos e celulares!

Com o cair do dia, fique esperto para comprar seu ingresso para assistir a dança Kecak, que acontece em uma meia arena dentro das dependências do templo. E também vá rápido para lá pra pegar lugares bons. A apresentação começa enquanto ainda é dia e termina a noite e é interessantíssima! Neste link você consegue comprar seu ingresso com traslado de/para hotel em um carro com motorista particular.

A noite você pode ir até a praia de Jimbaran comer em uma das várias barraquinhas que ficam por lá.

Dia 2 – Bali (região de Uluwatu e Kuta)

Aproveite esse dia para explorar ainda mais as praias do sul de Bali como Bingin e Padang Padang.

Quem quiser pode dar um pulinho no centro e nas lojas de Kuta. Aproveite para surfar, fazer compras ou fazer algum esporte aquático. Kuta é a praia mais caótica e lotada de Bali. O mar é somente ok, mas se quiser vale a visita a noite para curtir o agito e as baladas da região.

Praia de Kuta com surfistas iniciantes e um mar normal

Praia de Kuta com surfistas iniciantes e um mar sem tanta graça

Caso queira contratar uma excursão particular, recomendo essa da GetYourGuide. O passeio inclui traslado com um motorista particular que conhece bem a região, o que te dá a possibilidade de conversar sobre os lugares e customizar o roteiro de acordo com as atrações e pontos turísticos que mais te atraem.

Dia 3- Bali (Ubud)

Acorde com calma e siga para Ubud. Serão algumas horas de estrada e você pode combinar com o seu motorista paradas no caminho ou idas até os templos de Ubud. Esse é um ótimo jeito de otimizar sua ida, já que o preço é praticamente o mesmo entre apenas ir para Ubud ou ficar o dia todo com o motorista a sua disposição.

Esse roteiro é bem parecido com o meu, a diferença é que eu sai de Kuta e não do sul de Bali, como recomendei. Eu combinei com o motorista de nos levar de Kuta até o templo do lago (Ulun Danu Bratan) e para uma cachoeira da região antes de nos deixar no hotel em Ubud. Foi uma escolha super acertada pois o templo é um pouco afastado de Ubud e aproveitamos a viagem.

Pura Ulun Danu Bratan, o templo do lago ao norte de Ubud

Pura Ulun Danu Bratan, o templo do lago ao norte de Ubud

Dica: essa excursão inclui os passeios para a cachoeira, Terraços de Arroz e Floresta dos Macacos, além de traslado e almoço.

Dia 4- Bali (Ubud)

Ubud foi só alegria pra mim! Eu sai da muvuca de Kuta e fui para o lugar mais espiritualizado e cultural de Bali. Espero que vocês tenham uma experiência melhor em Uluwatu do que a minha em Kuta. =P

Há muitas atrações e lugares para visitar em Ubud. Acho três dias a quantidade mínima para aproveitar os templos, as ruas do centro e para relaxar, seja com uma massagem, uma boa comida ou até indo a um curandeiro!  Se tiver mais tempo, aproveite tudo com calma em 4 ou mais dias.

Em algum lugar em Ubud... a caminho do Café Pomegranade

Em algum lugar em Ubud… a caminho do Café Pomegranade

No meu primeiro dia eu explorei as ruas do centrinho, passei por fora da floresta dos macacos (não sou a maior fã, confesso), fui a um spa e a uma das ruas mais fofas da cidade, onde fica o café Pomegranade, um lugar super simples e largadão, mas com uma vista deliciosa.

Dia 5- Bali (Ubud)

Uma boa pedida para hoje é combinar com um motorista para ficar o dia todo com você e aproveitar esse transporte para visitar lugares mais distantes como os campos de arroz, o templo da água (Pura Tirta Empul), o templo Besakih (se você quiser) e o Goa Gajah (se der tempo).

Para ver mais sugestões de passeios em Ubud, veja esse post e escolha fazer o que mais gostou da lisa!

Dia 6- Bali (Canggu e/ou Seminyak)

De manhã ainda fiquei em Ubud e foi quando fui a uma loja de produtos naturais e me consultei com o curandeiro do local!

Na hora do almoço segui para a região de Seminyak e Canggu. De lá uma amiga me buscou de scooter no meu hotel (Dash Hotel em Seminyak) e fomos almoçar em um dos lugares mais gostosos da viagem, o restaurante Nook. Além de ter uma comida deliciosa, o Nook tem uma decoração super fofo e uma vista linda dos campos de arroz que tem na região de Canggu. Peça o Gado Gado que era o meu prato favorito da Indonésia, uma mistura de diversos vegetais com uma pasta de amendoim caseira deliciosa!

Gado gado e bananinha delícia do restaurante Nook, em Bali

Gado gado e bananinha frita com sorvete delícia do restaurante Nook, em Bali

De lá, siga para o templo Tanah Lot período da tarde e veja o pôr do sol por lá ou faça como a gente e vá direto até o Old Man’s, um restaurante super tradicional na beira da praia de Batu Bolong, e depois caminhe em direção as lindas pedras a oeste, onde o sol se põe. Depois, você pode terminar a noite com um drink no Old Man’s ou em uma das dezenas de bares e restaurantes da rua e da região. Canggu é cheia de bares e restaurantes novos e descolados para você descobrir!

Depois uma esticadinha para tomar alguma coisa no Old Man's

O clima descontraído no Old Man’s.

Ah, pertinho do Old Man’s Restaurant tem um lugar que se chama The Lawn. Nesse lugar tem um balanço lindo (que se parece com o famoso balanço de Gilli que falaremos mais abaixo), luzinhas por toda parte e cobertores e almofadas no gramado bem em frente ao mar. Pode ser uma opção interessante também para relaxar enquanto o sol não se põe. E é a cara de Canggu.

Dia 7- Bali (Canggu e/ou Seminyak)

Como você já aproveitou um pouco da região de Canggu, tire o dia hoje para curtir Seminyak. Seminyak é uma praia mais urbana, com várias lojas super bacanas para fazer compras, restaurantes chics e modernos ao mesmo tempo (meio “posh”) e vários beach clubs.

Praia de Seminyak, em frente ao Potato Head Beach Club.

Praia de Seminyak, vista de dentro do Potato Head Beach Club

Você pode começar o dia passeando pelo centrinho, depois almoçar e passar a tarde em algum dos clubes de praia e, por fim, jantar em algum dos diversos restaurantes badalados como o Motel Mexicola, que foi a minha escolha quando estava em Seminyak.

Dia 8- Hora de dar tchau ou…

Na minha viagem eu fui embora nesse dia…

Mas, vocês podem ficar um pouco mais e ir até Sanur, uma praia super calma e gostosa em Bali. E de lá pegar um barco e seguir para uma das ilhas Gilli em Lombok. Ou ir até Padang Bai e pegar o barco para Gilli de lá (a viagem de barco será mais rápida daqui, mas Sanur é o ponto mais comum de pegar o barco).

Fiquei morrendo de vontade de ir pra lá, mas acabei não conseguindo encaixar essa parte da viagem no meu roteiro. Preferi aproveitar com mais calma Bali já que eu já tinha visto praias incríveis em Komodo e Wakatobi.

Mas, pra quem continua, segue minha sugestão:

Dia 8 – …ida para ilhas Gilli!

Se você está indo para Bali para ver um mar lindo e paradisíaco, certifique-se de ir pra ilhas Gilli ou Nusa Lembongan, ou você vai ficar bem decepcionado.

Para ir até as ilhas Gilli, vá até Sanur ou Padang Bai para pegar o barco. De Sanur são em média 3 horas de viagem e o barco chacoalha consideravelmente, então se prepare.

Há três ilhas: Gilli Trawangan, Gilli Meno e Gilli Air.

 

-Gilli Trawangan é a maior e mais animada das ilhas, com a maior oferta de hotéis e restaurantes, além dos barzinhos e agitação noturna. Ótima opção para grupos de amigos ou famílias e casais mais animados.

-Gilli Meno é a menorzinha e a que menos sofreu os efeitos do turismo, e tem um dos mares mais bonitos. Logo, é um ótimo lugar para quem quer se isolar no paraíso e para casais em lua de mel.

-Gilli Air também é pequena como Meno, mas tem mais opções de hospedagem e restaurantes. É a ilha mais próxima de Lombok. Mesmo com um pouco mais de estrutura, não tem a vida noturna e o agito de Trawangan por exemplo. Logo é para quem não quer o agito de Gilli T., mas quer um pouco mais de estrutura do que Gilli M..

Veja mais dicas das ilhas Gilli, como chegar e o que fazer no blog Bagagem de Memórias

Dia 9 – Explore Gilli Trawangan

Aproveite o dia para curtir o mar ou alugue uma bicicleta para dar uma volta pela ilha. Veja o pôr do sol no Datu Swing, um balanço super fotogênico no Hotel Ombak Sunset e termine a noite nos bares e restaurantes do centrinho de Trawangan.

Gili T , Indonesia #tripofwonders #wonderfulindonesia @indtravel

A photo posted by Tyler Cave (@tylermcave) on

Dia 10 – Passeio pelas ilhas Gilli 

Mesmo se hospedando em apenas uma das ilhas, você pode pegar um barco e explorar todas elas! Acho esse um ótimo passeio para quem visita a região e um jeito de conhecer e mergulhar em cada uma dessas ilhas paradisíacas.

Dia 11 – Mergulho e snorkel

Aproveite que está curtindo a praia e o mar, e veja a vida diversa embaixo d’água. Mergulhe por aqui para ver as Mantas, enguias, peixes e outros animais marinhos. Ou também faça snorkel e veja corais coloridos e tartarugas pertinho de você e pertinho da praia.

E claro, você pode passar o dia deitadão na areia, tomando alguma coisa e relaxando. Tenho certeza que não será difícil fazer isso.

Dia 12 – Volta para Bali e fim da viagem 

Difícil dizer adeus para um paraíso desses, e controlar a vontade de ficar por aqui para sempre. Mas, é hora de pegar o barco de volta para a ilha de Bali e de lá pegar o avião para outro destino.

Quem quiser explorar ainda mais o país, pode fazer trekking no vulcão de Lombok, ou ver os incríveis dragões de Komodo e a praia cor de rosa, ou ir pra algum desses outros destinos da Indonésia.

Com esse roteiro de uma semana ou doze dias, você terá contemplado várias atrações diferentes. Terá visto uma parte cultural e espiritual de Bali em Ubud, os campos de arroz de Ubud e Canggu, todo o agito e badalação descolada de Seminyak e Canggu, as ondas e templos ao sul da ilha, o mar incrível e a vida marinha diversa da região das ilhas Gilli. Além de claro, ter presenciado um pôr do sol mais lindo do que o outro!

Pôr do sol na praia de Batu Balong, Canggu

Pôr do sol na praia de Batu Balong, Canggu

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

  • Olá,

    Preciso da sua ajuda para o meu roteiro.
    De ubud sigo para Nusa Lembongan (3 noites), depois Gili T (3 noites) e Uluwatu (2 noites).
    As minhas maiores duvidas são:
    Em que zona aconselha a ficar hospedada em Nusa Lembongan?
    Em que zona aconselha a ficar na Gili T? tenho visto relatos de pessoas que se queixam que o mar tem muitos corais e é impossivel aproveitar. Qual a sua opinião? ou aconselham ir antes para outra Gili porque tem uma melhor praia?

    Desculpa tanta questão, mas estou confusa nesta parte do roteiro e estou amando todas as suas dicas incluindo a do curandeiro 🙂

  • Marcellaaa, que delícia de roteiro

    Vou fazer um curso na australia e correr pra Bali, mas serão só 5 dias! Me ajuda? Quero conhecer as praias, mas o que me esta me chamando msm, são os templos, cachoeiras, por do sol, massagem, me ajuda c dicas pra isso?

    Beijaaao

    • Huuum sinto cheiro de Ubud ai hein Lais? hahaha
      Brincadeira, antes de indicar qualquer coisa quero conversar mais (e eu tenho uma tendência a indicar Ubud porque amei, então vou me controlar).
      Vou tentar resumir algumas cidades da ilha em poucas palavras, vamos ver se te ajuda:
      Kuta- cheia dos seus futuros mates australianos, mas que estão atrás de baladas e vida loka. A praia acho feia.
      Seminyak- beach clubs, ver e ser visto, lojas maras e um agito mais refinado (tentando encontrar uma palavra melhor…).
      Ubud- muito good vibes, muito paz e amor, no meião da ilha e do verde, muito yoga e vegetarianismo, templos e campos de arroz.
      Canggu- ainda mais tranquila só que aqui está mais pro “hipster” do que o “hippie” (que estaria em Ubud no caso), pessoas do bem, lugares mais descolados.
      ilhas Gilli- não é em Bali, mas tem praias maravilhosas e uma vida noturna aparentemente gostosa em Gilli T. (aparentemente porque eu infelizmente não fui e não sei dizer com certeza, sei das coisas que li e que ouvi quando estava lá).
      Praias do sul de Bali – infelizmente fui muito pouco pra lá pra saber indicar um só lugar. desculpa, mas podemos pesquisar sobre isso se te interessar. =)

      Você tem que levar em consideração o trajeto entre as cidades se quiser ficar em um lugar só, pois o acesso não é tão simples quanto parece. Talvez valha dividir a viagem, mas vamos pensar nisso juntas. Você tem 4, 5 ou 6 noites? Pensar em noites fica mais fácil na minha opinião porque o dia da ida e da volta é sempre um dia meio perdido e mais travado.
      Beijinhos!

  • Icaro carlos

    Ola Marcella!
    Muito legal seu roteiro! Vou super seguir suas dicas, ficarei em Fevereiro por 10 dias em Bali!
    Como estou indo louco por praias, penso em ficar uns 4 dias em Gilli! Acha que vale a pena ?
    E o resto me hospedar em Uluwatu ou Ubud? O q você acha?
    Bjs

    • Icaro, que bom que gostou do roteiro.
      Se ama praias, vale a pena ir pra Gilli e ficar quatro dias lá sim!
      Uluwatu tem praias legais, e Ubud é no meio da ilha perto dos campos de arroz (não tem praia).
      Eu sou suspeita porque amei Ubud e encontrei lá o que eu esperava de Bali: um clima bem relaxado, tranquilidade, espiritualidade e templos lindos para visitar. Mas se quiser focar 100% em praias, considere ficar em Uluwatu mesmo porque as praias do sul são ótimas.
      Da uma olhada nesse post e veja se ajuda!
      https://segredosdeviagem.com.br/2016/09/em-que-regiao-se-hospedar-em-bali-guia-de-cidades/
      Espero ter ajudado também.
      Beijos e aproveite!

  • Alessandra Bocchile Ribeiro

    Oi Marcela, tudo bem?
    Vou para Indonésia e Novembro e estou quebrando a cabeça para fazer o roteiro…gostaria de uma dicas suas. O que tenho fechado até o momento.. chego em Jakarta dia 06/11 e no dia 07/11 vamos para Borneu e fechamos o Orangotan Tour 3n/2d, dia 09/11 voltamos para Jakarta e pernoitamos. Agora a saga começa… dia 10/11 vamos para Komodo, e fica a dúvida 4 ou 5 noites, meu marido quer mergulhar por lá. Depois queremos ficar em Seminyak, visitar Gili e Ubud. Serão no total 20 dias, nosso retorno para o Brasil será dia 25/11.
    muito obrigada, bjs

    • Alessandra, tudo bem?
      Uau, que delícia de viagem. Você vai amar, tenho certeza (a minha experiência por exemplo foi inesquecível).
      Se seu marido quer mergulhar em Komodo, dá pra ficar 5 noites por lá sim, mas não sei se vai te sobrar tempo depois pra conhecer os outros destinos que você quer (Ubud precisa de pelo menos 3 noites e Seminyak 2 noites, na minha opinião). Então acho que 4 noites fica mais viável pra vocês, especialmente se você se planejar com antecedência e programar o que quer ver por lá.
      Você também pode tentar passar por Nusa Penida (entre Bali e Gilli) que tem bons pontos de mergulho, especialmente um que chama Manta Point (pra ver mantas, obviamente, o vídeo do link mostra um pouco sobre o mergulho por lá).
      Vamos conversando por aqui. Me diz o que você ta pensando, as suas dúvidas que podemos tentar chegar no roteiro que faz mais sentido pra vocês. =)
      Beijos

    • Marcelo Marchet

      Bom dia Alessandra / Marcela….

      Estou programando a minha viagem para o final deste ano, mas estou bem preocupado com o tempo por lá que chove muito entre dezembro e janeiro. Alessandra, em novembro, você pegou muita chuva? Minha ideia é ficar em torno de 7 dias em Bali, mas o foco não seriam as praias, mas sim a cultura local, templos, etc… Depois seguirei para as Filipinas! Se puderem me dar uma dica sobre o tempo, agradeço….

      • Marcelo,
        Espero que a Alessandra possa te dar um parecer melhor, de quem visitou o país nessa época.
        Dezembro ainda é finalzinho de chuvas nas Filipinas e janeiro é uma boa época para ir. Mas mesmo sendo relativamente perto geograficamente, esse é o período de chuvas em Bali.
        Acompanhei duas amigas que foram para a Indonésia durante as festas de final de ano. O resumo é que elas pegaram dias com um céu bem cinza e carregado de nuvens cheias, algumas chuvas, mas também pegaram alguns dias de sol e céu aberto. A diferença é quem em agosto a probabilidade de pegar chuvas é bem pequena, e em dezembro você já vai sabendo que elas vão aparecer em algum momento da sua viagem…
        Não acho que as chuvas vão estragar a sua viagem, principalmente em Ubud e nos templos, mas é muito provável que elas apareçam mesmo.
        Eu sou uma fã incondicional da Indonésia e falo isso com aperto no coração, rs… mas por que você não deixa Indonésia para uma outra viagem e vai para Tailândia ou outro país asiático que tenha a mesma época seca do que as Filipinas?

  • Fernanda pinheiro

    Olá Marcela! Um prazer poder trocar informações com você.
    Acabei de comprar as passagens para Bali e agora estou super indecisa como dividir a viagem. Vamos eu e meu marido, passaremos quinze dias! O período é de 05 a 20 de junho de 2017. Estamos há meses pesquisando e quanto mais nos aprofundamos mais incertezas temos. Por isso, peço que nos ajude. Nessa viagem estamos buscando unir contemplar as belezas naturais que o lugar oferece e os templos e também curtir os agitos sofisticados e bem frequentados. Lugares com o Sundays Beach Club, Elka Bron Beach Club, Jimbaran Beach, Potato Head, enfim…
    Eu pensei nesses lugares para me hospedar:
    UBUD, Uluwatu, Seminyak, Kuta você acha que devemos ficar uns 3 dias em Gilli? Como vc dividiria essa viagem? Aceito sugestões de outros locais.
    Se puder me ajudar ficarei muito grata.
    Desde já agradeço a atenção, obrigada!
    Fernanda e Rodrigo

    • Oi Fernanda,
      que bom que podemos ajudar de alguma forma! =)
      Sobre o seu roteiro, eu devo dizer que vale a pena sair de Bali se você quiser ver praias bonitas.
      A ilha é linda e espiritualizada, tem vulcões, campos de arroz e uma cultura bem interessante e diferente (as vezes bem caótica).
      Mas no quesito praia você pode ficar bem decepcionada!
      Por isso que muita gente alia Bali com Gilli, pois as praias de Gilli são lindas, bem paraíso como imaginamos, com águas cristalinas e areias brancas.
      Eu fui um pouco mais além em minha viagem a Indonésia e explorei outros lugares além desse tradicional roteiro (Bali+ Gilli).
      Se tiver interesse em visitar um lado mais rústico, ver dragões de Komodo e praias surreais de lindas e vazias (como a praia de areia cor de rosa), aproveite e pegue um avião para Labuan Bajo para visitar o Parque Nacional de Komodo. Três dias são mais do que suficientes.
      Enfim, temos muitos posts sobre a Indonésia, com dicas de roteiros e tudo mais. Dá uma olhadinha e veja o que você gosta mais.
      Por exemplo, se quiser visitar uma floresta e ver orangotangos (só são encontrados em Bornéu), passe dois dias por lá.
      Se quiser mergulhar, Nusa Lembongan pode ser uma boa pedida e é pertinho de Bali.
      São infinitas as possibilidades de combinação!
      Mas uma dica eu posso dar: não perca seu tempo em Kuta, a não ser que queira muito curtir baladas e uma vida noturna super jovem.
      Eu, particularmente, achei muito caótica (tanto a cidade como a praia).
      Veja outros posts nossos que podem te ajudar:
      https://segredosdeviagem.com.br/2016/12/roteiro-em-bali-7-ou-12-dias-sem-ou-com-as-ilhas-gilli/
      https://segredosdeviagem.com.br/2016/10/muito-alem-de-bali-6-destinos-na-indonesia/
      https://segredosdeviagem.com.br/2016/09/dicas-de-komodo-indonesia/
      Beijos e boa viagem!!

    • Fernanda, irei passar 2 semanas em Bali no mês de março e também tive muuuuita dificuldade em um elaborar um roteiro diante da diversidade e opções e das distâncias a serem percorridas. Mas, acho que agora finalmente consegui acertar tudo. Resolvi dividir minha estadia entre Ubud, SEminyak e Gili. Se quiser, posso te mandar por e-mail o arquivo que fiz com minhas pesquisas

      • Olá Natalia!
        Adoraria sim, obrigada!!
        Ou, melhor, consegue deixar as dicas aqui na caixa de comentários? Porque assim outras pessoas podem se beneficiar delas também.
        Tenho certeza que elas vão ajudar alguém. =)
        Aproveite muito sua viagem!
        Beijos

  • + Ver mais comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

EnglishPortuguese