Viagem de veleiro: experiência incrível e acessível


Atualizado em:


Veja nesse post como transformar o sonho de fazer uma viagem de veleiro em realidade! O que você encontrará nesse post: 

-Viagem de veleiro: um sonho possível!
-Como funciona um aluguel de veleiro?
-Vale a pena viajar de veleiro?
-Como alugar um e fazer uma viagem pelo Brasil?
-E fora do Brasil? Como alugar um veleiro pelo mundo?

Viagem de veleiro: um sonho possível!

Muita gente já sonhou em velejar. O universo dos barcos a vela sempre esteve muito associado às ideias de liberdade e descoberta. No fundo cada um tem um navegador curioso dentro de si. Claro que chega um momento em que os sonhos esbarram na realidade. Todo animado agora é a hora em que você pensa: para embarcar num veleiro eu preciso aprender a velejar? A resposta é sim ou não, só depende de você.

Veleiro em Moorea na Polinésia Francesa
Velejar pode ser um jeito incrível e econômico de viajar – Ilha de Moorea

Pois é, pouca gente sabe, mas existe um turismo de aluguel de veleiros cada vez mais popular no Caribe e na Europa. Nos Estados Unidos, por exemplo, essa indústria movimentou US$ 35 bilhões de dólares em 2017. Na Espanha existe mais de 300 marinas e 100 mil pontos de ancoragem. Tanto para quem aluga como para os proprietários o negocio é rentável. A lógica é que o dono da embarcação para de deixar o veleiro dele ocioso e divide os custos com o locatário.

Como funciona o aluguel de um veleiro?

Calma, você não precisa saber velejar para ficar hospedado a bordo, descobrindo novas praias e ilhas a cada dia. A principal forma de locação inclui a presença de um capitão, o chamado skipper. Geralmente ele também é responsável por cozinhar à bordo, mas é possível incluir um chef particular no contrato. As marinas estão muito acostumadas a clientes que nunca velejaram e que não têm familiaridade alguma com o mar.

Viagem de veleiro
Não é preciso saber velejar para alugar um veleiro.

Existe a possibilidade de alugar um veleiro “pelado”, sem comandante, caso você tenha a certificação de arrais amador ou mestre. Mas é preciso comprovar habilidades antes de levar o barco embora. Recomendo muito alugar com um tripulante, que fará todo o trabalho “chato” de ancorar, regular velas e cozinhar.

Claro, você poderá aprender de perto todos os detalhes da operação de um veleiro e ir, aos poucos, se preparando para ser o próprio comandante da sua nau. Mas a grande responsabilidade sua e do seu grupo ou companheira (o) será principalmente curtir e decidir qual será a próxima parada.

veleiro na polinésia francesa
Alguns dos destinos mais especiais do mundo, como a Polinésia Francesa, são perfeitos para uma viagem de veleiro.

Ah, muito importante, todos os veleiros têm bons motores e não dependem apenas do vento para se locomover. Se você tem medo de enjoar e de não se sentir bem a bordo, saiba que as navegações costumam ser em águas abrigadas, com mar pouco batido, geralmente em condições climáticas generosas.

Mas vale a pena alugar um veleiro?

Eu sei que parece extravagante e coisa de milionário. Parece muito exclusivo demais ter um barco só para você né? É um turismo diferente, onde você está hospedado numa casa flutuante que é um tour ao mesmo tempo. Você precisa pensar que é um tipo diferente de férias/feriado. Não tem aquela rotina de acordar no hotel, tomar café, ir até o cais, embarcar, decidir para onde vai, partir, chegar, curtir, voltar, tomar banho, procurar onde jantar, dormir…

Vida no mar, aluguel de veleiro
Com meu diário na mão, pra não deixar nenhuma lembrança de fora.

O veleiro é uma experiência que tem tudo isso num ambiente só. Pode levar um ou dois dias até você se acostumar com a dinâmica. Mas ter ao seu dispor uma infinidade de ilhas e praias para parar e poder ter muitos cantinhos sozinhos e exclusivos para você é algo único. E isso nenhuma escuna ou barco de tour de um dia te oferece. Eles param apenas em pontos pré-determinados. O veleiro te leva aos lugares e você ainda faz praticamente todas as refeições a bordo. Ou seja, na ponta do lápis é uma viagem econômica.

Como alugar e fazer uma viagem de veleiro no Brasil?

viagem de veleiro em paraty
Na região de Paraty há pequenas baías, ilhas e enseadas com condições ideais de ancoragem

Por aqui a onda já pegou e algumas regiões são pioneiras em oferecer excelentes veleiros a preços muito competitivos. Há marinas no entorno de Paraty e Angra dos Reis que oferecem ótimas embarcações por preços que chegam a superar os de hotéis. Por exemplo, a Wind Charter tem veleiros de tamanhos que variam de 34 a 50 pés (10 a 15 metros), com valores a partir de R$ 700 por dia (na baixa temporada) para até 6 pessoas. Claro que as compras e alimentos para cozinhar são por conta dos contratantes.

Mas imagine um feriado ou uma semana embarcado por R$ 1.000, preço mínimo da diária na alta temporada. Se dividir por 6 passageiros, dá R$ 166 de hospedagem e passeios por dia, ou seja, é muito mais barato do que a maior parte dos custos de hotéis do litoral brasileiro no verão. A isso você adiciona o custo da alimentação – preparada a bordo sai muito mais em conta. E é possível fazer churrasco inclusive.

Claro, os veleiros mais caros têm diárias que podem ultrapassar os R$ 4 mil. Mas mesmo assim podem oferecer um conforto superior a muitos hotéis 4 e 5 estrelas, que sobem os preços até a lua durante o verão brasileiro.

Como alugar veleiros pelo mundo?

catamarãs no mar
Os catamarãs são os veleiros mais alugados mundo afora.

Pelo mundo existem empresas especializadas no chamado turismo náutico. As principais são a Moorings, a SunSail e a Dream Yacht Charters. Juntas elas operam em mais de 50 destinos pelo mundo. Na Europa os principais destinos se espalham pelas águas mais abrigadas do mar Mediterrâneo, na Espanha, França (Córsega), Itália (com as ilhas da Sardenha, Sicília e Eólias), Croácia e Grécia, com sua infinidade de ilhas.

Por exemplo, na Moorings, o aluguel de um veleiro de 45 pés (14 metros) para uma semana velejando pela ilhas gregas em junho de 2019 sai por US$ 4.655 para 4 pessoas, ou seja US$ 1.163 por pessoa. Conclusão: é muito mais em conta do que muito hotel mediano, sem contar os tours. Ah, e a maior parte dessas operadoras permitem que você já abasteça a despensa com seus itens preferidos antes mesmo de embarcar. Quando você chega já está tudo pronto para você. E algumas oferecem a opção de tours com chefs e sistema all-inclusive. Claro que você escolhe a seleção de bebidas e comidas.

Nas Ilhas Virgens Britânicas há uma infinidade de opções de veleiros para alugar, como os da Moorings.

Na Europa existe uma cultura maior dos veleiros de um casco só (os chamados monocasco ou monohull), enquanto no Caribe é maior o número de catamarãs, os veleiros com dois cascos. Os principais destinos do Caribe para esse tipo de turismo são as Ilhas Virgens Britânicas (British Virgin Islands ou BVI), Saint Martin, St. Barths, Antigua, Santa Lucia e St. Thomas.

Estive em outubro nas Ilhas Virgens Britânicas a bordo do Moorings 5800, um catamarã de 58 pés, maravilhoso, com 5 cabines e capacidade para até 10 passageiros. Tinha comandante, ajudante e chef a bordo. Claro, você não precisa de tudo isso e há opções a partir de US$ 3.500 por casal para uma semana. E olha, fiquei impressionado o quanto a atmosfera das Ilhas Virgens é mais leve e propícia aos velejadores. Existe algo mais informal e menos ostentação do que o público que aluga lanchas grandes e iates. É um clima mais de diversão sincera, contemplação e gratidão por poder desfrutar de lugares maravilhosos sem muita muvuca.

Vai viajar?
É preciso planejar!

Planeje sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Você não paga nada a mais por isso, e ajuda o SV a continuar produzindo conteúdo de qualidade e gratuito. =)

Curadoria de viagem

Receba uma vez por mês em seu e-mail nossas dicas cuidadosamente selecionadas e as novidades do mundo das viagens.

Deixe seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *